Outros depoimentos de doadores

Este espaço foi criado para quem já foi um doador de medula óssea compartilhar sua experiência e quem sabe incentivar mais pessoas a se cadastrarem no banco de medula óssea como possíveis doadores tornando-se salvadores de vida. Se você passou pelo processo de doar medula óssea, seja para um familiar ou paciente anônimo, conte-nos como foi sua experiência.

Acreditamos que o acesso cada vez maior e facilitado à informação sobre o processo de doação pode encorajar novas pessoas a irem até um Hemocentro e realizarem o seu cadastro.

Lembre-se: ao se cadastrar no banco de medula óssea, você estará se disponibilizando a doar sua medula óssea se ela for compatível com a de algum paciente que esteja na espera no Brasil ou no mundo. O fato de cadastrar-se no banco não quer dizer que você será de fato chamado para ser um doador. Se for identificada a compatibilidade você será consultado se deseja realizar a doação. Mas lembre-se: há uma vida que pode ser salva por você!

446 respostas para Outros depoimentos de doadores

  1. Fabiano disse:

    Olá meu nome é Fabiano Calderon sou de Curitiba ,doador de sangue regularmente e cadastrado no redome há algum tempo.Em Dezembro de 2009 recebi um telegrama do redome do Rio De janeiro comunicando que havia uma possibilidade de eu ser compatível com alguma pessoa que precisava de transpalante de medula óssea,fui ao Hc em curitiba e fiz vários exames,conversei com assistente social,anestesista etc.após 2 meses me falaram que eu era realmente compatível e marcaram a cirurgia para março de 2010,no primeiro momento fiquei surpreso e animado em poder ajudar ao próximo já que a compatibilidade é de 1 para 100 mil ,na realidade acredito não somos nós os escolhidos é Deus que nos escolhe, fiz a cirurgia no Hc em Curitiba e tudo correu bem fiquei sabendo que a doação era para uma criança de 10 anos, Não me lembro de algo mais nobre ou grandioso que eu tenha feito até hoje na minha vida. Espero que todos possam fazer o mesmo.

    • Vanise disse:

      Parabéns, Fabiano e obrigada por compartilhar tua experiencia conosco. Acabei de ler a história do Rapha e me incentivou muito a ter coragem de me inscrever. Agora vi teu depoimento e só reforça minha decisão. Obrigada

    • Olá!
      Gostei muito deste blog. Tenho pesquisado muito pelo assunto, pois tenho um primo querido que está com leucemia e precisa de transplante de medula. Fizemos uma página para ele, olhem só: https://www.facebook.com/encarandoaleucemia.

      Gostaria apenas de tirar uma dúvida: as pessoas compatíveis são cantatadas apenas por telegrama? Não é enviado e-mail e feito ligação telefônica?

      • Olá Gabriel! Geralmente as pessoas compatíveis são contatadas por telefone. Acontece também por telegrama ou email, mas não é comum.
        Por isso, é importante mantermos e divulgarmos a necessidade da atualização cadastral. Pelo site do próprio INCA (Instituto Nacional de Cancer) os doadores já cadastros podem atualizar os dados. Basta acessar o link: http://www1.inca.gov.br/doador/
        Qualquer duvida estamos a disposição.
        Fé e Força para seu primo e família!!!

      • Letícia Silva disse:

        Olá Gabriel, eu me cadastrei devido a uma campanha na minha cidade que fizeram no ano de 2007, pois tinha uma pessoa com leucemia e quem sabe surgiria alguém compatível, já que, os familiares não eram. Nessa segunda-feira 28/09/2015 o REDOME me contatou e me disse que eu sou uma possível doadora, me ligaram de número não identificado e fiquei receosa por conta de tanta sacanagem e mentiras que pessoas fazem, enfim, entrei no site e me certifiquei da veracidade dos fatos e realmente era VERDADE, ainda estou nas primeiras etapas de reconfirmação de compatibilidade, mas com certeza doarei o transplante. Me contataram por telefone celular devido eu ter o mesmo número há anos, o caso é que na maioria das vezes a pessoa troca de celular, muda de endereço e não atualiza o cadastro, então de alguma forma ou de outra eles (REDOME) tenta entrar em contato. Por isso o meu foi direto e rápido, quem recebe telegrama ou outros meios é porque não deu certo os números de contato no cadastro!
        Fica aí o meu relato, prosseguindo a compatibilidade irei contando para vocês.
        Fiquem com Deus! 🙏🏻

    • iron disse:

      Parabéns camarada. Por poder sentir a satisfação de poder ajudar alguém que necessita de um gesto nobre, também me escrevi e aguardo resultado de uma compatibilidade. Espero que apareça logo e possa ajudar quem tanto aguarda essa esperança de uma nova vida.

    • liria da rosa disse:

      olá meu nome é liria faz 4 anos que me cadastrei ,em novembro recebi um tel- do redome falando sobre uma compatibilidades com alguem fiquei muito contente por ter sido esdolhida ,agora aguardo o resultado de uns exames para confirmar a compatibilidade ,isso acontecendo ficarei muito feliz em fazer a doaçao ,e ajudar alguem a sair de uma situaçao tao dificel .

  2. Helen disse:

    Obrigada, Fabiano por compartilhar conosco sua experiência e por ter feito essa atitude tão louvável, capaz de salvar a vida de uma pessoa desconhecida.
    Graças a pessoas como você, hoje posso lhe escrever e agradecer (estendo meu agradecimento a todos os doadores), pois eu também tive a felicidade de encontrar um doador compatível no banco de medula óssea!
    Helen

  3. Luciene disse:

    Me cadastrei em 2004 e hoje recebi uma ligação do HEMOBA informando que sou compatível com um paciente e me convidando para realizar mais exames, amanhã estarei lá, estou muito feliz com essa possibilidade de poder ajudar a salvadr uma vida. Espero que tudo dê certo.bjoo

  4. Nayanne disse:

    Que alegria ler esses depoimentos…a união realmente faz a força e Deus é nosso Salvador…fé

  5. Karina disse:

    Gostaria de saber se há possibilidade da gente conhecer a pessoa que está ajudando, saber se a pessoa melhorou, enfim… Obrigada

  6. Helen disse:

    Olá Karina! Há a possibilidade de encontro entre doador e receptor, quando ambos tem o interesse, após um ano do transplante. Antes disso, eles podem entrar em contato entre si, por correspondência, através do Redome, que não divulga o nome e endereço das partes, ok?

  7. ROSANIA VIEIRA ZIMBRÃO disse:

    gostaria de ver mais depoimentos.sou inscrita no REDOME.atualizei meus dados em 2013 e enquanto aguardo,gostaria de saber mais dos que já passaram pelo procedimento.comecei á doar sangue um pouco tarde por falta de campanhas e pessoas próximas que necessitassem do meu sangue e medula até que em 2009,apareceu uma pessoa querida com 18 anos com leucemia comprovada .fiquei tão chocada que fiz o que estava ao meu alcance.infelizmente não havia compatibilidade e ele não aguentou esperar mais.por dois anos ele esperou um anjo que não apareceu em tempo.agora continuo aguardando alguém que dependa de mim.proponho que haja muitas campanhas a respeito.um dia desse fui doar e rolava uma campanha no HEMORIO que eu nem tinha conhecimento.acho que tinham que botar a boca no trombone.radio,televisão,jornal, mobilização geral de todo meio de comunicação.o assunto é sério e só sentimos de verdade quando nosso próximo tá passando pelo problema e o sangue bom escasseia com as enfermidades e prostituição e drogas.temos que lutar contra o tempo.

  8. Daniel Santos disse:

    Eu tenho este sentimento de doar a medula óssea, e como já doei sangue várias vezes aqui em SP, sinto extrema necessidade de ajudar alguém, mas vi uma reportagem há alguns anos que me deixou chateado. Uma moça de 21 anos foi fazer o procedimento de doação de medula em Araçatuba, SP, e por causa de erros médicos ela faleceu. Eu sei que é difícil de acontecer, mas é foda pensar em doar e não vir a mente que isso pode acontecer. Por favor, me convençam!

    • Danielison disse:

      Esse caso da moça que morreu foi único no mundo em muitos anos desses procedimentos, e foi estranho por que onde eu li diz que foi colocado um cateter em uma veia perto do coração, um procedimento que eu nunca ouvi falar que era usado para doação de medula, geralmente é coletado do osso da bacia ou da veia do braço, esse procedimento nem pode ser levado em consideração, podem doar sem medo e continuarem como doador, me ligaram do INCA dia 18/02 e amanhã 22/02 farei exame de sangue em Sorocaba que é o hemocentro mais próximo para verificar a compatibilidade, sou cadastrado desde 2008 quando um morador aqui de Angatuba precisou e o AMEO fez uma campanha aqui na cidade que conseguiu 2 mil doadores, mas infelizmente não houve tempo de salvar essa vida, vamos lá pessoal, vamos conseguir mais doadores!

      • Telma Costa disse:

        Ranielison, creio que o erro médico consistiu exatamente no cateter. O cateter é usado no paciente que irá receber a medula no momento pré-cirúrgico. Vai ver o médico não esteve atento a quem era o doador e o recebedor da medula. Trágico!

      • Pablo disse:

        Esse caso aconteceu em 2011 aqui na região de Ribeirão Preto/SP e foi comprovado erro médico, esse tipo de coleta nunca ouvimos falar, geralmente é punção no osso da bacia e aférese então nem levem em consideração pois se for assim, eu já ouvi falar de pessoas que morreram extraindo dente, e nem por isso deixamos de ir ao dentista, pois segundo um médico da minha cidade dentes mal cuidados podem levar a problemas cardiovasculares gravez e infecções que também levam a morte e ainda assim deixamos dentes com cárie as vezes por ano na boca, tomamos as vezes anti-inflamatórios que podem facilmente prejudicar os rins e o fígado, mas como precisamos nem questionamos, então o risco existe para tudo o que fazemos, mas eu repito que esse caso acima foi erro médico comprovado e nem deve ser levado em consideração

  9. Andressa disse:

    Daniel,eu vi o vídeo sobre a morte dessa moça hoje,confesso que fiquei até taquicárdica de medo,pois eu vou fazer os exames para confirmação de compatibilidade na segunda feira,mas foi um único caso,acho que foram tomado medidas pra que isso não se repita. Só queria entender,a demora em concluir os processos,já que quem espera pela doação pode não ter tanto tempo,meu exame foi marcado pra uma semana depois do contato.

  10. Olá Daniel e Andressa! Obrigada por compartilhar conosco suas preocupações, mas se vocês chegaram até nosso site é porque são ou consideram ser doadores de medula óssea. E esse é o primeiro passo!

    Realmente ao tomarmos essa decisão de fazermos o cadastro de medula óssea temos que fazer com muita consciência, pois a partir do momento que você se cadastra no banco de doadores, você está aumentando as chances de salvar um paciente que depende de uma medula compatível.

    Esse caso que vocês comentaram foi realmente uma tragédia, e como a própria Andressa disse, foi um único caso isolado, ocorrido em 2011, e como esclareceu o Inca, já foram tomadas as providências cabíveis para que não ocorra novamente. Nesse caso utilizaram um catéter central para extrair a medula da doadora, e já ouvi diversos casos de pacientes que fazem coleta da sua própria medula óssea para o auto-transplante através do uso desse catéter, sem qualquer tipo de complicação, como houve no caso dela, mas para os doadores geralmente as formas mais utilizadas para efetuar a coleta são duas: a punção da medula óssea do osso da bacia, através de um procedimento cirúrgico que necessita de uma anestesia peridural, ou a doação por aférese. Vou falar rapidamente desses dois modos, não de forma científica, mas da forma leiga, que é como entendo. Eu mesma passei pelo procedimento de coleta de medula óssea através da punção na bacia e, no meu caso, fui internada um dia antes no hospital, por volta das 17h00, e no dia seguinte logo pela manhã fui levada para o centro cirúrgico para o procedimento. Foi feita a anestesia (raque) e mesmo sedada, eu fiquei acordada durante o procedimento. Então o médico coletou a medula óssea através da punção no osso da bacia. Devido a anestesia, não senti nada. O procedimento deve ter levado por volta de 1h30 ao total, e às vezes é indicado que o doador receba uma transfusão de sangue (que ele mesmo coletou no dia anterior para o caso de necessidade). Depois permaneci no quarto até ser liberada do hospital por volta das 14h00 para ir para casa. Não senti qualquer tipo de desconforto onde houve a punção, mas algumas pessoas relatam que ficam um pouco doloridas na região da punção por alguns dias. A medula óssea do doador é recomposta dentro de alguns dias e a medula que foi coletada é diretamente levada para o paciente, que já está preparado e aguardando para receber a medula.

    No caso da coleta por aférese, é muito similar ao processo de doação de plaquetas e é feita no mesmo tipo de equipamento. Para quem nunca doou plaquetas, vou tentar explicar o processo por aférese: Dias antes, o doador começa a tomar uma medicação para aumentar consideravelmente o número de células-tronco utilizadas na doação, de forma com que se reproduzam em grande quantidade nas suas vias periféricas (veias). (É mais ou menos assim: essas células se reproduzem em tão grande quantidade que saem dos ossos e vão para as veias). E então ocorre a doação por aférese, muito parecida ao processo de doação de sangue, porém nesse caso a máquina extrai o sangue do doador, automaticamente filtra o componente necessário para a doação de medula e devolve os demais componentes do sangue para o doador. A medula óssea extraída não fará falta ao doador e também se recomporá em alguns dias.

    Das duas formas a medula coletada estará dando uma nove chance de vida a um paciente, que depende dessa medula para vencer uma doença e sobreviver.

    Encontrar um doador compatível é realmente muito difícil, e gostaríamos que as chances de doar e salvar uma vida nunca fossem desperdiçadas. Já conheci diversos casos de pacientes que encontraram um doador compatível, mas quando consultados se estavam de acordo em efetuar a doação, os doadores desistiram, e infelizmente esses pacientes não resistiram, pois encontrar uma medula compatível já é dificil, imaginem então duas! E os pacientes tem pressa!

    Andressa, esses exames de compatibilidade levam dias, e as vezes até meses, pois depois de confirmada a compatibilidade são feitos mais alguns exames para checar a saúde de doador. E somente depois de confirmada e agendada a data da doação é que o paciente começa a ser preparado para receber a nova medula. É o que chamam de condicionamento para o transplante, que envolve sessões de quimioterapia e radioterapia para apagar a medula doente e deixar o paciente apto para receber uma nova medula óssea saudável de seu doador, e quem sabe assim, ter chance de receber uma nova vida.

    Eu recebi um transplante de medula óssea há dois anos atrás, e passei pelo procedimento de coleta da medula não para doar, mas para coletar e congelar minha própria medula antes de receber uma nova medula óssea de um doador anônimo. Só posso dizer para vocês que, apesar de não conhecer meu doador, sempre penso nessa pessoa com muito carinho, e realmente considero como um anjo enviado em minha vida.

    A todos aqueles que podem ter a chance de salvar uma vida, não a desperdiçem. Eu falo de ponto de vista de receptora, como eternamente grata, mas tenho certeza que deve ser muito gratificante para o doador saber que graças a ele/ela eu estou aqui, viva e com saúde, escrevendo para vocês.

    • Rosielle Torres disse:

      Eu não sinto medo, erros infelizmente acontecem e não vou dizer que gostaria que acontecesse comigo, mas ontem, quando me ligaram falando que tinha alguém que eu posso doar minha medula, minha fé foi renovada. Pedi a Deus a pouco tempo para me dar mais fé, para que eu pudesse ser mais fiel a Ele… sei que essa ciência não tem a ver com religião no ponto de vista de muitas pessoas, mas meu milagre aconteceu. Espero que o receptor aguente firme o procedimento, eu estou à disposição dele com muito amor. =)

    • Rosielle Torres disse:

      Aproveitando que você foi uma receptora, deixe-me perguntar: Quando vc soube que havia alguém compatível? eles avisam que tem alguém que pode ser compatível antes ou somente próximo a cirurgia, gostaria que “a minha pessoa” ficasse sabendo que eu estou aqui!! E você sabe me dizer se quando eles ligam assim pra gente já é uma quase certeza ou os exames podem dar errado ainda? estou com medo da nossa compatibilidade não dar certo, sou mto saudável, graças a Deus, adoraria ser agraciada com essa benção. Esperança é vida!!! Desejo muito que nossos exames sejam perfeitos! Que Maria passe na frente =) (ou que os anjos digam amém, ou até que o universo gire a nosso favor kkkk fé cada um tem a sua neh, é bom ter fé na esperança)

      • GLAUCIO ALVARES disse:

        Bom dia! Minha doação está marcada para o próximo dia 23. Vai ser por aférese, mas como a possibilidade de ser via cateter. Estou um pouco ansioso. Alguém que doou por aférese pode me contar como foi?

  11. Oi Rosielle. Que notícia boa saber que você foi contatada!!! Se foi o seu primeiro contato com o Redome acredito que ainda terão que confirmar a compatibilidade, pois no cadastro do banco são analisados 4 marcadores importantes que indicam a compatibilidade, mas para a realização do transplante tem que se analisar mais 6 marcadores, e o ideal é que vocês sejam compatíveis nesses 10, o que indica 100% de compatibilidade! Cada centro medico deve ter uma conduta diferente, mas eu fiquei sabendo quando encontraram os primeiros possíveis doadores, porém levou um tempo para a confirmação da compatibilidade. Eu encontrei um doador 80% compatível (ou Deus me enviou, como penso!). Boa sorte no seu processo. Estarei torcendo para que dê certo!!!

  12. Roberta disse:

    Olá! Fui contatada, me maio de 2014, pelo Redome, falando da possível compatibilidade. Fui até o Hemocentro de Campinas, para fazer o exame confirmatório. Hoje me ligaram do Redome do RJ, dizendo da compatibilidade. No início de setembro farei uma avaliação médica final e estando tdo OK comigo, o transplante será realizado provavelmente no dia 02-10-2014. Gostaria de saber…em qual momento do receptor é avisado que encontraram um possível doador ou um doador compatível? Será que o receptor já sabe que eu “existo”? Em que momento nos é avisado sobre a possibilidade de trocarmos mensagens “anônimas” entre doador e receptor?
    Abraço
    Roberta

    • Fabiano disse:

      OLá Roberta,sim é comunicado para o paciente que existe um possivel doador para ele e para família até porque quando vc for fazer a doação ele irá passar por um processo para receber sua medula,fica isolado com medicamentos aguardando sua medula,não tenha medo não somos nos que escolhemos e sim Deus que nos escolhe para ajudar seu próximo, não existe nada mais bonito no ser humano em realmente ajudar sem nenhum interesse,apenas por amor.

    • Olá, Roberta! Que alegria saber que você já está no caminho para realizar a doação de medula óssea.
      Se já tem uma data prevista para a realização do transplante, é bem provável que o paciente já saiba que foi encontrado um doador compatível com ele.
      No meu caso, eu fui a receptora e fiquei sabendo assim que os exames que confirmaram a compatibilidade ficaram prontos, provavelmente na mesma fase em que você está agora. Ainda tínhamos que aguardar o check-up medico do doador, mas os médicos nessa fase já começam a providenciar agendamento de leito para o transplante, etc.
      Sobre os contatos, eles tem que ser feito sempre por intermédio do Redome, mas eles não costumam incentivar contato antes de um ano. E no caso de querer conhecer um ao outro, o contato pode ser feito dezoito meses após o transplante! Eu enviei um cartão ao meu doador seis meses após o transplante, porém não fiquei sabendo se chegou até as mãos dele, pois não obtive resposta. De qualquer forma, é uma ligação que se cria entre doador e receptor para o resto da vida, havendo ou não contato físico ou escrito.
      Estaremos torcendo por você e seu receptor. Que Deus os abençoe!
      Abraços, Helen

  13. Daiana Farias disse:

    Olá, sou cadastrada no REDOME desde 2008 (se não me engano) e no dia 11/08/14 fui contatada para fazer uma nova coleta, pois havia um possível paciente compatível… Fiquei muito feliz, e como vi em vários depoimentos, super ansiosa para saber logo o que viria depois… Pois bem, no dia 19/08/14 fui até o Banco de Sangue do HCPOA e fiz a nova coleta (3 tubinhos de sangue)… Estou muito ansiosa e lendo tudo sobre o assunto. Em média quanto tempo para termos um retorno se há ou não compatibilidade? Eles informam mesmo que não haja a compatibilidade? Já vi depoimentos em que a resposta veio depois de meses… fico pensando: o resultado não teria que ser mais rápido? Pois a pessoa que necessita da medula está contando os dias… enfim… estou aqui rezando para dar tudo certo… Beijão 😉

  14. Daiana Farias disse:

    Ops, fui fazer a outra coleta no dia 16/08/14

  15. MAYARA disse:

    Olá pessoal,
    adorei os depoimentos eles só me fizeram a ter coragem de me tornar uma doara, sempre tive vontade mas nunca procurei saber mais sobre o assunto. E hoje pela manhã pesquisei tudo, mas mesmo assim não senti tanta firmeza em querer ser uma doara de médula. Pesquisando um pouco mais encontrei os depoimentos que me fizeram ter coragem e a necessidade de ajudar o próximo. No inicio da próxima semana estarei indo no HEMO da minha cidade. Acredito que sou uma pessoa saudável e sei que posso ser uma entre 100 mil pessoas.
    E sempre carrego uma frase comigo “FAÇA O BEM, SEM OLHAR A QUEM”

    Abraços de uma possível futura doadora!

    • Olá, Mayara! Fiquei até emocionada quando li o seu comentário! Muito feliz em saber que teremos mais uma doadora de medula óssea, e ainda mais por saber que nós pudemos ajudar! Adorei seu pensamento firme e positivo de que pode ser uma entre 100mil! É esse olhar pela vida que nos impulsiona e motiva a cada dia, não é mesmo?! Parabéns! Com a doação de medula óssea damos uma nova chance de viver para aqueles que estão lutando muito por isso. Se alguém estiver precisando de você, você estará lá pra ajudar!
      Abraços, Helen

  16. Aline disse:

    Me cadastrei no REDOME há cinco anos atrás… Na época, uma amiga havia me dito que alguém estava precisando e eu e mais algumas amigas fomos no HEMOPA nos cadastrar… e lá, que nos informamos mais sobre o assunto… hoje eu não resido mas no endereço em que havia me cadastrado mas, minha prima sim e me informou que havia recebido um telegrama em meu nome, por telefone leu para mim… o telegrama dizia que era pra eu entrar em contato urgente com o REDOME… fiz isso… informei que havia me mudado dei meu novo e a moça disse que iam entrar em contato comigo… hoje, me ligaram me fizeram um questionário… confesso que segurei o choro quando me perguntou sobre o que eu sentia em poder ser compatível com alguém e doar e tals… mas, além disso perguntou sobre o meu estado de saúde… sobre peso, altura, doenças, cirurgias, tratamentos… informei tudo… nunca fiz cirurgia… doença de infância só catapora acho que estou no peso ideal para minha altura também… não fumo acho que estava tudo bem até eu informar que sempre tive uma anemia… fraca mas era anemia né… daí ela me informou que não poderia da continuidade pois a medula é justamente importante para isso e não poderiam comprometer a saúde do doador… eu confesso que fiquei assustada com toda essa noticia pois fazia muito tempo que tinha me cadastrado e as chances de uma em cem mil me deixaram com um sentimento de que é meu dever fazer isso… pois tem alguém que depende de mim… do telegrama para o telefonema hoje fazem 4 dias… quatro dias que eu só penso nisso e nessa pessoa que já está em minhas orações…
    Eu vou tentar fazer um exame para verificar se ainda tenho anemia o mais rápido possível e se estiver tudo OK vou ligar de novo para o REDOME… fiquei muito triste quando a moça disse que não podia dar continuidade…

  17. jeancarlos disse:

    fui encontrado uruulllllll … exames depois do natal que presentao heim super ansioso … sera que da certo … qual a porcentagem de der certo so por ter me emcontrado ? feliz natal a todos … #emocionado

  18. Daiana disse:

    Oi Jean… Parabéns! Espero que dê tudo certo… mas não se preocupe se demorar um pouco depois desses exames… Eu recebi o contato em agosto/2014. Fiz os exames complementares e até agora nada! Não sei se deu certo ou não! Fiquei muito feliz e por mim já queria doar no outro dia, hehehe… mas me falaram que pode demorar mesmo, pois além da compatibilidade ser confirmada o paciente precisa estar apto para o transplante.
    Mas se Deus quiser vai dar tudo certo! Abração!

  19. Ana Paula Gonçalves de Jesus disse:

    Olá, me chamo Ana e venho contar a minha história pra vocês, ou melhor, a história da minha família.
    No final de 2013 recebemos a triste notícia de que meu irmão tinha Aplasia de medula óssea, uma doença em que a medula para de produzir ou produz quantidades insuficientes de células do sangue. Como qualquer família ao receber a notícia de que ele possuía uma doença grave, e que ele precisaria passar por um transplante nos destruiu. Nunca vi minha mãe tão desesperada como naqueles dias, me lembro até hoje de vê-la chorar, sempre escondida para que ele não a visse chorar. Foi um dos momentos mais dramáticos e triste q já passamos, mas graças a Deus sobrevivemos.
    Após alguns testes descobrimos que eu fui agraciada por Deus, e recebi o presente divino de poder ser a doadora do meu irmão. Eu era a doadora dele com 100% de compatibilidade, e ia poder ajudar a salvar a vida do meu irmão. Essa notícia devolveu o sorriso no rosto das pessoas que eu mais amo nessa vida, e foi a melhor notícia que podíamos receber.
    A minha coleta foi por punção lombar, com anestesia geral, ou seja, eu não senti nada durante o procedimento, e após a coleta senti apenas um desconforto na região onde estavam as agulhas. Recebi alta 24horas depois da coleta, e o médico receitou apenas um remédio para dor, caso essa viesse a me incomodar, e um medicamento para reposição de ferro. O local da punção ficou dolorido por alguns dias, mas era uma dor suportável, lembro de nem ter precisado tomar o remédio para a dor, pois era apenas um desconforto mesmo.

    Eu estava no quarto com o meu irmão no momento em que ele recebeu a nova medula momentos depois da coleta, e ver aquele sorriso dele fez tudo valer a pena. Eu não estava preocupada com dor, eu não estava preocupada com nada, eu só queria vê-lo sorriso daquele jeito mais vezes. A felicidade da minha mãe e de toda a minha família nem se fala, era algo imensurável.
    O sentimento de saber que eu salvei a vida do meu irmão e algo q não sei descrever em palavras, é indescritível.

    Durante nossa luta convivi com pessoas em situações parecidas com a do meu irmão, mas muitos ainda estavam esperando ansiosamente por um doador. Vi famílias desesperada assim como a minha a poucos meses atrás, mas todos ainda tinham fé de que uma anjo iria aparecer. Mas infelizmente muitos não aguentavam e partiam, pois não havia encontrado doador a tempo. As chances de achar um doador são de 1 em 100mil, mas e se vc for esse 1… e se você for a esperança, a UNICA esperança… E se você for escolhido por Deus, e pode ajudar a salvar a vida de alguém… Talvez tenha alguém neste momento esperando sua medula, esperando por você. Você não ajuda só uma pessoa, mas uma família inteira.
    Você pode salvar a vida de outra pessoa. Doe medula óssea. Doe vida em vida.

    Hoje ainda estamos na caminhada por uma recuperação 100%, mas graças a Deus tudo está indo super bem.
    Fui me cadastrar no Randome, e agora espero poder ajudar outra pessoa, vai que Deus me escolhe novamente.

    Quem tiver alguma dúvida, ou só estiver com medo mesmo em relação a doação pode me procurar, estou a disposição (email: anapaula.kabana@gmail.com)
    Espero poder influenciar muitas pessoas a se cadastrar para a doação.

  20. jeancarlos disse:

    Ana Paula parabens por essa atitude… so uma pergunta : apos os exames confirmatorios demorou muitopra sair o resultado ?

    • Ana Paula Gonçalves de Jesus disse:

      Jeancarlos, fizemos o teste de compatibilidade (HLA) duas vezes, o primeiro o resultado demorou 2 semanas, e o segundo 1 semana apenas. Mas acredito q foi rápido assim devido o fato de sermos parentes…

    • Roberta disse:

      Olá Jeancarlos, os exames confirmatórios que eu fiz demoraram mais de dois meses. Semana que vem será feito o transplante, estou muito feliz. bjos Ah! Não desista tá!

      • patrícia Araujo disse:

        olá, fiz os exames confirmatórios a quase 3 meses e até agora não tive retorno, será que não vai dá certo? estou muito ansiosa, pensando nessa pessoa que está precisando.

  21. Franciele dos Santos Silveira disse:

    Boa noite!
    Ontem me cadastrei no Hemocentro de Santos/SP para doação de medula óssea. Confesso que a vontade de ser doadora vem desde que entrei no Curso de Graduação em Enfermagem em 2010, mas me faltou tempo e disponibilidade para isso, moro no Guarujá, e com a correria da Universidade ficou difícil fazer isso antes. Desde segunda (16/03), quando fui procurar sobre o que era necessário para doar sangue (não vou poder doar por enquanto pois tenho uma tatuagem com menos de 12 meses) que o tema sobre doação de medula óssea acabou surgindo. É engraçado como em pouquíssimo tempo eu senti quase que uma obrigação em me cadastrar, pois eu senti que alguém poderia estar precisando de mim agora. Me senti extremamente feliz e espero de coração que eu seja abençoada e ajude uma vida!!! E vou fazer o possível para divulgar esse espaço e incentivar mais pessoas a se cadastrar. E gostaria de aproveitar para agradecer pelos depoimentos aqui relatados, eles fazem a diferença para quem tem dúvidas quanto ao procedimento. Vamos fazer o bem sem olhar a quem!!! 😀

    • Olá, Franciele!
      Em primeiro lugar parabéns por se cadastrar e por querer divulgar essa causa para mais e mais pessoas. Realmente tem muitas pessoas precisando, e é a partir de cada cadastro efetuado que as chances aumentam para aqueles em busca de uma medula compatível. Nosso muito obrigado!!! Que você possa fazer a diferença numa vida precisando de ti!

  22. Roberta disse:

    Olá pessoal. Estou passando para dizer que doei medula óssea no dia 16-04-2015, no Graacc em São Paulo. Sei que é para uma criança. Estou super bem. Me sinto agraciada por dar esperança a uma vida. bjos

  23. Lívia Lins disse:

    Oi pessoal!
    Gostei muito do blog!
    Ele e realmente e MT informativo!
    Eu tenho 29 anos, e fui diagnosticada com LMA em 12 de agosto do ano passado.
    Eu estava amamentando, meu filho tinha 8 meses e o mais velho 3 anos.
    Foi um choque. E no mesmo dia eu já estava no CTI com 300.000 leucócitos.
    Passei por todas as químios, 7 internações…
    Já sabia da necessidade do TMO desde o inicio já que não respondi a primeira quimio de indução em alta dose.
    Hj, ela se encontra em remissão. E eu preciso fazer o TMO o mais rápido possível! Já que o risco da volta e grande. Existem 7 possíveis doadores detectados pelo REDOME. Porem o processo de busca ate realização de exames e coleta da medula e um pouco lento, e por isso meus médicos já querem tentar o TMO haploidentico, que e c a medula dos meus pais, porem mais arriscado.
    Mas, oro para Deus trabalhar na vida dos meus 7 doadores!
    Tenho MT fe!
    Mas confesso que este processo de pressa p o TMO tem me deixado ansiosa.
    Bjoosss

  24. roberta disse:

    VOCÊ NAO FAZ IDEIA DA EMOÇAO QUE EU SENTI QUANDO O REDOME ME LIGOU, dizendo da possível compatibilidade. Me senti abençoada em doar medula. Que Deus ilumine os seus doadores. Acredite, os doadores são pessoas que querem muito ajudar.

  25. Roberta disse:

    Cá estou para contar a minha experiência como doadora de Medula óssea.
    Meu pai foi transplantado dos rins, então vivenciei o que é passar por um transplante e a busca por um doador compatível. Mas Deus sabe de tudo e escolheu o meu tio mais amado, o famoso Gué Sia, que doou um rim para meu pai. Sempre deixei claro para a minha família que quando eu for chamada para o andar de cima (espero que seja rss), que doem tudo: pele, córneas, rins, etc. Mas eu queria mais, queria fazer algo em vida. Comecei deixando o cabelo crescer e depois que cortei, doei para fazer peruca para mulheres e crianças com câncer. Também passei a arrecadar cabelos doados de pessoas da minha cidade e envio para uma entidade. Como tenho traço Talassêmico (um tipo anemia dos italianos) sempre sou reprovada na triagem para doar sangue…. Um dia li na internet que alguns tipos de anemias não impedem a doação de medula óssea. Nesse momento pensei: Vou poder doar. Enviei um e-mail para o Redome, detalhando a minha anemia e passado alguns dias ele me responderam que eu poderia me inscrever como doadora. Isso foi em uma quinta-feira (agosto de 2013), no sábado, já estavamos: eu, marido e meu filho no Hemocentro Campinas. Colhemos um “tiquinho” de sangue para o cadastro. Na época, comentei com minha cunhada sobre o meu cadastro, ela me disse: Xiii, sou cadastrada faz anos e nunca me chamaram. E eu respondi: Mas irão me chamar…. e logo. Ah! Será para uma criança tá! Minha cunhada sorriu e disse: OK. Dentro de mim, aquilo que eu dissera era uma verdade. Quando foi em uma quinta-feira de maio de 2014, ligaram do Redome, dizendo que apareceu uma provável compatibilidade e que se eu realmente estava disposta a doar… No sábado, estava eu novamente (confiante) no Hemocentro da Unicamp, para coletar sangue, para testar o quanto era compatível. A moça que me atendeu, me disse que iria demorar um tempo para vir o resultado, pois são exames muito específicos e para que o transplante fosse realizado a compatibilidade tinha que ser no mínimo 70%. Mais uma vez, aquela voz interior que disse: Serei 100% compatível. Passado dois meses me ligam do Redome, dizendo que eu era 100% compatível e solicitaram que eu fosse para o HC de São Paulo, para fazer o check up. Ah! Todos os custos são pagos pelo Redome. Fui ao HC, fiz vários exames (raio x, eletro, exames de sangue) e tudo OK. Transplante marcado para 02-10-2014. Ah! Esqueci de contar….O RECEPTOR É UMA CRIANÇA! De 16 kg, da região de Curitiba. Eu disse para a minha cunhada… Falei que iria ser para uma criança! A emoção que senti foi indescritível. Chegando próxima a data marcada, me ligaram que a criança teve um problema pulmonar e o transplante seria adiado. Eu fiquei muito triste. Já tinha amor por essa criança que eu não conheço pessoalmente, mas mora no meu coração, meu segundo filho. Remarcaram para 22-12-2014, teve que ser adiado novamente, pois a criança ainda estava tomando a medicação. E eu novamente fiquei arrasada. Remarcaram para janeiro, daí peguei uma virose, novamente adiam o transplante. E eu fiquei me sentindo culpada. Mas tinha fé que Deus sabe o melhor dia. Por questão de vaga, o transplante foi transferido para o GRAACC em São Paulo. (Que pessoal iluminado que trabalha lá, são verdadeiros anjos ). Refiz os exames e tudo OK. Ficamos esperando por vaga. Ah! Tenho que contar que eu ligava no Redome e no hospital para “cobrar” o povo, sobre a necessidade de ser logo. Era uma corrida contra o tempo! Dessa vez eu não quis saber a data. A enfermeira me ligou e disse: Será dia 16-04-2015. Você está bem? Eu nunca estive tão ótima na minha vida! Já estava tudo preparado, igual para o nascimento de um filho, pijamas novos, etc. Dia 15-04, eu e meu irmão (meu companheiro das idas a São Paulo), fomos para São Paulo, dormimos em um hotel próximo ao hospital. Na quinta-feira cedo (16-04), fomos para o Graacc. Eu estava super tranquila. A Dra. Carol me examinou, tudo OK. Coloquei aquela camisola pornográfica (que é aberta nas costas) e fiquei aguardando. Os funcionários do hospital me diziam: Parabéns pelo seu gesto. Os pais de alguns pacientes também. Entrei no Centro Cirúrgico e o anestesista me mostrou o teto, que é cheio de corações, nuvens, estrelinhas. Perguntaram o que eu fazia, enfim… ficaram me descontraindo. Eles me deram duas anestesias local na mão e introduziram a espécie de um catáter, mesmo com a anestesia, senti uma dor. O anestesista retirou 3 seringas grandes de sangue (eu acho que é para misturar na bolsa com a medula). E ele me disse, agora você vai sonhar….Entrei no Centro cirúrgico as 10h, acordei as 13h, ótima. Meu irmão estava ali. Fui para o quarto. Logo em seguida me alimentei. Senti uma dor suportável, no local. Sai do hospital na sexta-feira, como minha pressão que já é baixa, não estava lá aquelas coisas, eu não quis ir embora. Me senti mais segura em ficar no hospital. Sai do hospital caminhando, super bem. E cá estou eu, super feliz. Por que amanhã é dia 23-04, meu aniversário, e o maior presente eu já ganhei! Poder dar esperança a uma criança.

    • Lívia Lins disse:

      Nossa Roberta! VC poderia ser multiplicada na MSM qtdd de pacientes que esperam pelo tão sonhado doador!
      VC e uma estrela do céu q esta aqui na terra para iluminar muitas vidas!
      E… Meus médicos estão tentando pressionar o redome para que agilizem o processo, pois realmente e uma corrida contra o tempo. E isso, por mais que eu não queira, me deixa tensa e ansiosa. De 5 em 5 min vejo se tenho mensagens e emails novos com noticias. Mas vai dar td certo! Eu sempre pensei TB como a Helen, desde o diagnostico, MSM sabendo q n seria fácil, sempre tive dentro de mim a certeza q seria um vento forte, mas que eu sobreviveria a td!
      Meu Deus esta comigo, e ao por isso já me sinto abençoada!
      Não posso jamais reclamar de nada!
      Bjusss

      • Roberta disse:

        Olá Lívia, para vc ter ideia, eu fazia exames por minha conta, na minha cidade e enviava o resultado para o hospital, dizendo: Oi, to bem. E o transplante? Quando será?
        As enfermeiras me disseram no dia do transplante: Estavamos falando o quanto vocÊ AJUDOU PARA QUE O TRANSPLANTE ACONTECESSE.

  26. Marcos disse:

    Acabei de receber a ligação do REDOME, logo em seguida foi a vez do Hemocentro me ligar. Agendado para coleta de exame complementar para esta sexta-feira. Confesso que deu um frio na barriga, corri para a internet para obter mais informações e achei este blog, onde todas as minhas dúvidas foram tiradas com estes testemunhos. Estou muito feliz e pedindo a Deus que dê tudo certo com os exames de compatibilidade e, principalmente, que sustente o receptor até o dia do transplante.
    Acho que não existe sensação melhor do que saber que poderei ajudar alguém, comparo com o dia do nascimento de minhas filhas, é uma alegria sem igual. Assim que forem sendo vencidas as etapas vou compartilhar com o máximo de pessoas, quem sabe consigo convencer mais pessoas a se cadastrarem.
    Deus seja louvado!

    • Roberta disse:

      Marcos, me adiciona no Face: Roberta Sia Marsola. Dai podemos falar on line e vc pode ser minhas fotos, da bolsa da medula, etc. Ah! Qualquer dúvida, pode me perguntar, afinal, doei Medula na semana passada. rss Voltarei a trabalhar amanhã. Estou ótima. bjo e Parabéns pela iniciativa. Todo mundo que participa de um transplante, se torna uma pessoa melhor.

      • Fabia Cristiane disse:

        Boa noite,te adicionei no face,
        Olha fui contactada pelo redome em abril passado,fui ao hemoal e fizeram uma coleta,hj, redome me ligou novamente,pedindo mais uma coleta,sao qts no total, estou super ansiosa,so penso no meu receptador.Só rezo,minha fé foi renovada

  27. Daiana disse:

    Boa Tarde, pessoal!
    Já deixei meu comentário aqui há algum tempo. Sou cadastrada desde 2008, e em agosto de 2014 o Hemocentro de Porto Alegre/RS me ligou dizendo que havia um possível paciente compatível, e me convidou para fazer novos exames. Fiquei muito feliz e ansiosa, e assim como muitos aqui, fui direto para a internet pesquisar tudo sobre o assunto. Recebi essa ligação no dia 11/08. No dia 16/08/14 fui até o banco de sangue de POA para fazer a nova coleta… e desde então não tive mais notícias. O pessoal do banco de sangue disse que o próximo contato iria demorar, mas será que tanto tempo assim? 8 meses já se passaram…
    Eu quero muito doar, estou 100% disponível… só acho que o Redome poderia dar um retorno para as pessoas, independente de haver ou não compatibilidade… liguei algumas vezes pra eles, mas eles não falam muita coisa, apenas que tenho que aguardar e manter o cadastro atualizado…
    Espero que ainda exista a chance de poder doar…
    Abraços!

    • Lívia Lins disse:

      Pois e!
      E isso e um grande problema!
      O redome detectou meus doadores final de outubro do ano passado e eu nem sabia de nada! só agora estão refazendo os teste dos materiais q possuem guardados da época q os doadores doaram. P só então entrarem em contato c eles!
      Agora minhas buscas n estão mais pelo INCA, mas sim por um hospital particular q TB faz. Olha qto tempo!
      E pot conta disso terei de fazer um.outro tipo de transplante, o haploidentico. N posso esperar muito, pois tem o risco da doenca voltar. E o haplo e um tipo de transplante novo, os médicos preferem o de doador n aparentado, mas n sabemos qdo isso td se desenrolará, i ai n poderemos arriscar ficar mais sei lá qtos meses esperando!
      Isso e um absurdo!
      São nossas vidas em jogo
      Já e tao difícil encontrar um doador e ainda temos q enfrentar essa burocracia!
      Queria fazer algo sei lá…
      Protestar reclamar
      Por mim em por tds !

    • Roberta disse:

      O pessoal do Redome não nos dá muito retorno mesmo. Eu ficava nervosa, esperando o resultado, queria muito doar. Mas Deus sabe o melhor dia…. e eu doei dia 16-04-2015.

  28. Daiana disse:

    Pois é… nós doadores tb ficamos na expectativa… mas eles não abrem muito. Mesmo a gente ligando e perguntando. Acho que no meu caso a compatibilidade não fechou, pois já faz tanto tempo (8 meses)… mesmo assim, fico na torcida para uma próxima vez!!!
    E desejo toda a sorte do mundo pra ti, Lívia!

  29. Roberta disse:

    Meninas, eu ligava no Redome e perguntava! Pedia para falar com a pessoa que tinha me ligado e cobrava o povo! Tem notícias do transplante? Data? Etc? Eu fui a doadora que peguei muito no pé deles. Até o pessoal do hospital percebeu o quanto eu liguei no Redome. rss Mas era por uma boa causa. Realmente, o Redome não dá retorno, etc, etc. E nós ficamos na espera. bjos

  30. Juliane Maria de Sousa disse:

    Olá , meu nome é Juliane Sousa, queria deixar para vocês um pouco da minha historia , aos 5 anos me deparei com o primeiro caso: minha madrinha teve complicações no parto e perdeu muito sangue , na época aqui nao havia banco de sangue , e única solução era encontra doadores, ninguém da família era compatível , encontraram um policial e um bombeiro que doaram , nisso eu virava pros meus pais e dizia : posso dar meu sangue pra madrinha eu tenho muito…. Ali ficava selado meu sonho em ser doadora … Assim que completei idade, comecei a doar sangue…. Sempre com o pensamento fixo …. Em 2013 comecei a trabalhar em outra cidade, ali nos intervalos do trabalho conheci ela: minha pequena Thuane, guerreira que partiu aos 5 anos de idade , e com 5 anos de luta, um deles presenciado de perto por mim, quando foi diagnosticado que a única solução seria o transplante de medula nao relatei hora nenhuma e resolvi me cadastrar , a campanha teve muitos cadastros , porem menos de uma semana antes de saírem os resultados ela nos deixou… Virou nosso anjo no céu…. E eu prometi a ela … Que um dia por ela eu serei doadora ….a passagem dela por aqui foi mmuito rápida.. Mais deixou amor e sorrisos por onde passou, e com certeza esperança de cura para outras pessoas… #thuane #amor Termino com lágrimas de saudade… E de esperança que possa ser compatível com alguem …. Por mim e por ela….

  31. Ana Claudia disse:

    Boa tarde pessoal cadastrei no redome no ultimo sabado para uma criança da minha cidade tenho medo de passar pelo procedimento mas fui porque penso nessa mãe e como outras mães nessa situação mas confesso tenho muito medo tive dois filhos uma raque e uma peridural por cesareana e sou divorciada meu nome é Ana Claudia tenho 44 anos

  32. Boa tarde! Depois de 11 anos cadastrada, finalmente me ligaram dizendo que encontraram um receptor compatível e me perguntaram se eu ainda estava disposta a doar minha medula. Isso aconteceu dia 20/05/15, quando a pessoa me disse isso eu senti um frio na barriga e fiquei perdida…também, depois de 11 anos, eu nem esperava mais…. fiz algumas perguntas pra ganhar tempo de me “recuperar” e disse SIM. Então me ligaram no dia seguinte pra marcar a segunda coleta e dia 22/05 fui ao HEMEPAR, em Curitiba. Fiquei muito surpresa quando me contaram que meu receptor está em outro país, mas não me contaram qual. Estou numa grande ansiedade e morrendo de medo de não ser 100% compatível com essa pessoa que pode estar em qualquer lugar do mundo precisando de mim. Tentei encontrar histórias como a minha, para saber quanto tempo demora, mas ainda não encontrei. Doar medula é um sonho que vou realizar. Depois eu conto se deu tudo certo.

    • Daiana Farias disse:

      Oi Kelly, eu estou na mesma ansiedade que tu, hehehe… Estava cadastrada há 6 anos no Redome, quando ano passado, em agosto, fui contactada referente a um possível paciente compatível… fiz uma nova coleta, ainda e agosto… só que nunca mais tive retorno algum. Já se passaram 9 meses e nada… Acho que eles poderiam informar caso a compatibilidade não fosse confirmada, pois ficamos muito ansiosos. Eu quero muito doar e ajudar, mas até o momento nada. Acho que, infelizmente, não deu certo!
      Vou torcer para a tua história ser diferente e logo, logo, tu poder fazer a doação. Boa sorte! Abraços!

      • Oi Daiana! liga no mesmo número que te ligaram e pergunte o que aconteceu. Se demorarem muito pra me ligarem eu vou começar a ligar até me darem um parecer.

      • Daiana Farias disse:

        Pois é Kelly, mas o número que me ligaram é do Hemocentro aqui de Porto Alegre, e eles não sabem informar, apenas me disseram que o processo poderia demorar, e que qualquer outro contato comigo seria feito pelo INCA. Já liguei para o Redome, no RJ, e eles só me dizem que tenho que aguardar. Que se a compatibilidade for confirmada e o paciente estiver ok para fazer o transplante então eles entram em contato. Mas que se a compatibilidade não for confirmada, infelizmente eles não dão retorno, pois não tem pessoal suficiente para fazer esse trabalho. É uma pena, pois ficamos muito ansiosos.
        Vou tentar ligar de novo para o Redome, rsrsrsrsrs.
        Beijão!!!

    • Rafael Oliveira disse:

      Olá

      Estou em uma situação parecida, recebi o contato fo REDOME e na coleta de sangue me informaram que o paciente esta em Detroit EUA. Estou ancioso e aguardando pelo retorno, pelo que vi este proximo contato é mais demorado.

  33. Roberta disse:

    Olá Kelly, eu doei medula dia 16-04-2015. Acho que posso te ajudar com as dúvidas…O teste de compatibilidade leva cerca de 2 meses para sair o resultado. Eles ligam qdo ficar pronto. Depois disso, se a compatibilidade for legal, eles marcam o check up. Esse check up tem que acontecer por volta de 20 a 30 dias antes da coleta da medula. No meu caso, o transplante foi adiado 3 vezes..uma pq o paciente esta tomando uma medicação, outra devido a vagas e a ultima pq eu peguei uma virose. Da primeira ligação até a coleta, foram 11 meses. Mas geralmente não é tão demorado.
    Após a coleta… tive alta do hospital no dia seguinte a coleta, pois minha pressão que já é baixa me deixou meio zonza e eu quis ficar mais um dia (na verdade eu que quis ficar, e senti mais segura lá).
    Sai andando do hospital. Não precisei tomar medicação para dor em casa. Voltei a trabalhar após uma semana. Fiquei dolorida, igual qdo não estamos acostumados a fazer atividade física e pegamos pesado na academia. rss Fica aquele andar parecido com um robô. Mas não é nada insuportável. E pode ter certeza que o sentimento de salvar uma vida é muito maior que qq desconforto e dor. A médica pediu para eu evitar carregar peso durante um mês. Após isso voltei para a academia. Vida super normal. E agora estou na torcida para Deus me escolher novamente para dar esperança para outra vida. A emoção e alegria é maravilhosa. Parabéns pela sua atitude. Se tiver mais dúvidas ou curiosidades, pode me adicionar no Face: Roberta Sia Marsola. Será um prazer falar com vc. Beijo no coração

    • Oi Roberta! Ontem conversei com meu médico e ele acha que por ser internacional vai demorar um pouco mais que o normal. Duro vai ser aguentar a ansiedade…rs

      • Roberta disse:

        Kelly, então o meu que demorou muuuito (total 11 meses). Eu tbm não via a hora. Comprei pijamas novos, etc. Enxoval rss. Afinal era o “nascimento” do meu segundo filho. Que felicidade. O pessoal do Redome até brincava e falava: – Vamos ver se esse nenê nasce logo. rss Mas pode ter certeza, Deus sabe o melhor dia. E vai dar tudo certo, porque não existe milagre pela metade. Não tenha medo. Mesmo que demore (eu fui 6 ou 7 vezes para São Paulo), não desista. Você é a última esperança dessa pessoa. Ah! Nos mantenha informados tá. Estou torcendo daqui. bjo

  34. Kelly Batista disse:

    Gente ! Fui ao Hemobanco em Curitiba e me inscrevi pra ser doadora de Medula! Então como não estava a par do assunto vim buscar informações! Confesso que me deu uma certa ansiedade de achar um receptor compatível! Fiquei muito feliz com os depoimentos!

  35. Roberta disse:

    Parabéns.

  36. Fernanda disse:

    Sempre quis ser doadora porem tenho muito medo pois falam que doi muito. Mas confesso que estou super animada em ler todos esses depoimentos.

    • Roberta disse:

      FERNANDA, NÃO DOI MUITO. A DOR É PARECIDA COM AQUELA QUE SENTIMOS QUANDO FICAMOS SEM FAZER ATIVIDADE FÍSICA E VOLTAMOS PARA A ACADEMIA. PARADA NÃO DOI. VC VAI TER ESSA DOR PARECIDA COM A DE FAZER EXERCÍCIO FÍSICO, QUANDO FOR FAZER ALGUNS MOVIMENTOS, COMO LEVANTAR, AGACHAR. DEPOIS DA ALTA HOSPITALAR, EU NÃO TOMEI ANALGÉSICO NENHUMA VEZ. E TE GARANTO, A FELICIDADE DE DAR ESPERANÇA A UMA VIDA É MUITO MAIOR QUE O DESCONFORTO. VÁ TIRANDO SUAS DÚVIDAS E AMADURECENDO A IDEIA. SE TIVER DÚVIDAS, PODE PERGUNTAR. BJOS E MUITA SAÚDE PARA NÓS. RSS

  37. Adriane Ribas disse:

    Em setembro de 2013 fiz minha primeira doação de sangue e também de medula, em 2014 entraram em contato comigo dizendo que havia a possibilidade de eu ser compatível e que voltariam a me contatar, passou-se um ano e no último dia 29 recebi uma ligação do HEMOSC de Chapecó/SC confirmando essa compatibilidade e pedindo para que fosse até o hemocentro para fazer a coleta para a realização dos últimos exames, oque aconteceu na quarta-feira passada. Estou ansiosíssima e me sentindo muito especial e importante em poder ajudar alguém! 🙂

  38. Manny Moises disse:

    Estou em processo de doação de medula, minha doação esta marcada para quinta-feira dia 18/06/2015, confesso que eu estava confiante e tranquila ate ler uma reportagem sobre uma menina de 21 anos faleceu ao passar o cateter, no hospital de sao jose do rio preto, minha doação eh por cateter também já que não tenho acesso venoso bom, e a doação pelo quadril não daria certo porque a quantidade de medula q vai ser retirada do quadril não é suficiente, já que por informações o paciente pesa 110 kl ja estou tomando as medicações para produzir mais medula.
    Mais estou morrendo de medo da doação por cateter, e também não senti confiança no minha medica.
    Espero que não aconteça nada, tenho uma vida e família linda no qual não quero deixar para traz, que Deus me guie.

    • Roberta disse:

      Manny Moises, sei como está se sentindo. Eu também li uma reportagem sobre uma morte de doador. Mas o índice de problemas na doação é praticamente zero. Corremos risco até mesmo ao atravessar uma rua, descer escada, etc. Nosso dia a dia está repleto de riscos, se pensarmos bem, não saímos da cama. rss. Quando as pessoas vinham me falar dos riscos, medos, etc, eu dizia: não existe milagre pela metade. E se chegamos até aqui, se Deus me escolheu para ser a doadora, é para eu ir, não para outra pessoa. No dia da doação eu estava tão tranquila, em paz de verdade. Cabe a Deus o momento de nos chamar para o “andar” de cima. Acalme seu coração. Não pense em morte, pense em vida. Você tem saúde e poderá salvar a vida de alguém. Agradeça a Deus por ter te abençoado com muita saúde. E lembre-se: Não existe milagre pela metade! Não desista!

    • Roberta disse:

      Ah! Eu também tenho um filhinho de 5 anos. E agradeço a Deus todos os dias pela saúde dele. E caso algum dia, alguém da minha familiar precisar de um doador, que encontre um anjo, assim como você. Antes da internação, eu conversei com meu marido, que se algo desse errado, que eu tinha certeza que ele cuidaria do nosso pequeno. E que o momento da “partida” de cada um, não cabe a nós, mas a Deus. Tenho certeza que Deus abençoará muito a sua família e você, por essa atitude tão nobre. Não desista! No dia 18, estarei em pensamento contigo. Abraço

  39. Deisy nunes disse:

    Ola poderiam me falar mais sobre a doacao por aferese quero doar mas tenho medo d fazer por puncao

    • Roberta disse:

      Deisy, eu fiz por punção. Foi em 16-04-2015. Saí andando do hospital. A dor é semelhante a uma dor muscular (de fazer atividade física). Se estiver com mais dúvidas pode me add no zapzap (19) 9 9191-9174
      Abraço
      Roberta

      • Roberta disse:

        Ah! Estou super bem e me sentindo abençoada por dar esperança a uma vida. Muitos mitos cercam a doação de medula, as pessoas acham que é da coluna, etc. Mas é super tranquilo. No meu face tem as fotos, depoimentos e etc. Me add Roberta Sia Marsola. bjos

  40. Manny Moises disse:

    Deisy.. Boa tarde. Quinta dia 18/06 foi o dia que internei para fazer a doação, no quarto onde fiquei internada tinha eu e mais uma colega ambas sem conhecer o receptor, eu doei por aférese e ela por punção no quadril, acredito que quem determina o tipo de doação é o medico de acordo com a situação do receptor, ou seja cada tipo de coleta é de acordo com a necessidade do paciente, eu mesma em comentários anteriores coloquei que estava assustada, apos esta experiencia posso afirmar que ambas são tranquilas, e a satisfação é contagiante, eles (medicos e REDOME) fazem tudo com segurança presando muito o bem estar do doador, pagam todas as custas, e a gente salva as vidas.

    • Roberta disse:

      Manny Moises, vc esteve nas minhas orações, desde o dia em que li a sua primeira postagem. No dia 18-06 em especial, pedi a Deus que estivesse com você, pois como eu te disse: Não existe milagre pela metade. E foi isso que aconteceu. Fico extremamente feliz em saber que doou medula e que estás bem. Posso dizer, que após a doação, saímos do hospital uma pessoa muito melhor ainda. Parabéns pelo seu ato de amor. Espalhe sua história, para que outras pessoas possam ser salvas. Um abraço. Roberta

    • Léllison disse:

      Manny Moisés eu fui convocado dia 18/02 e tirei sangue em Sorocaba cidade vizinha na segunda 22/02 e estou aguardando a confirmação e outros exames, estou feliz por poder salvar uma vida, a atendente me disse que é uma criança, mas eu tenho muito receio de anestesia pois sou obeso e recentemente passei por problemas de depressão e pânico, mas eu estou superando, não me deixei abater.
      Gostaria de saber, se eu optar por doar por aférese o médico vai me atender?
      Por eu estar acima do peso posso ter alguma restrição?

  41. Kelly disse:

    Manny Moises vc pode contar um pouquinho sobre como funciona esse tipo de doação que vc fez?

  42. Manny Moises disse:

    Bom dia, posso sim claro…
    Apos a confirmação de compatibilidade e os exames para ver se estou apta a doar darem certo, eles já marcam a doação. No meu caso foi assim..comecei a tomar a medicação para produção de medula no domingo dia 14/06, tomava duas injeções de manha e uma a noite (a quantidade de injeções é de acordo com a necessidade do paciente) essa injeção é “tipo insulina” é aquelas com aplicação sub cutânea, apliquei no braço barriga e na coxa nas partes mais molinhas. Não doí na verdade a gente nem sente… Internei no dia 18/06 para a passagem do cateter na virilha (se eu estivesse o acesso venoso bom eu internaria na sexta e não precisaria colocar cateter), a passagem do cateter é super tranquilo, eles dão anestesia local e passam o cateter, fiquei internada em observação até na sexta que foi o dia da doação, cedinho no dia 19/09 me levaram para a sala da doação apos os preparos comecei realmente a doar por volta das 8:00 da manha e lembro de chegar no quarto por volta de 13:40, durante a doação é tudo tranquilo, o cateter tem 3 acessos uma para saída do sangue com medula, outra para a entrada do sangue sem a medula e outra entrada para soros que a gente toma na hora, a maquina de aférese filtra o sangue pois a medula esta no sangue devido a medicação que tomei nos 5 dias anteriores a doação, então sai do corpo passa pela maquina retira a medula e devolve o sangue, é feito isso 4 vezes ou seja meu sangue do corpo todo passa pela maquina 4 vezes (isso foi a informação que me passaram lá) durante a doação tomei 2 doses de soro contendo cálcio porque acabo perdendo um pouco na maquinha, mais o soro já repõe ali mesmo, terminando a doação percebi que fiquei bem cansada, também meu sangue passou 4 vezes na maquina, voltei para o quarto e dormi bastante kkk, no dia 20/06 que tiram o meu cateter porque talvez precisaria de uma segunda doação ,, mais não precisou porque a quantidade de medula doada na primeira doação foi suficiente, a quantidade de medula varia de acordo com o peso do paciente. no sábado retirei o cateter e vim embora. já voltei na minha rotina diária, e estou bem e melhor ainda por saber que ajudei alguém..
    Confesso que fiquei nervosa nos dias que antecederam a doação, mais depois que passei por isso posso dizer que fiquei nervosa a toa..
    enfim espero ter esclarecido as duvidas..

    duvidas estou a disposição..

  43. roberta disse:

    Parabéns. Pode ter certeza que você receberá muitas bênçãos.

  44. Lais disse:

    Nossa!!! Estava pensando em virar doadora de medula, e após ler esses depoimentos e cometários todos, fiquei com mais vontade ainda!!! Vou me cadastrar como doadora de sangue regularmente, e de medula.

  45. Indy Vesaro disse:

    Ola,sou doadora de sangue desde os dezoito anos(tnho 38) e esse ano em Janeiro me inscrevi para ser doadora de medula tbem,fiquei muito feliz porq recebi um telegrama esse sábado dizendo q posso ser doarora de alguém,lendo os comentários percebi como é msmo dificil ser compativel,pessoas inscritas a anos esperam a oportunidade de ajudar.Então minha vontade de ajudar ficou mais forte ainda,porq não fazem nem 6 meses e talvez eu ja possa salvar uma vida!!!! Isso com certeza é OBRA DE DEUS,oro a ele para q realmente eu seja compativel, e que tdo de certo.

    • Roberta disse:

      Olá Indy, sinta-se abençoada. Ser escolhida para salvar uma vida, não é para qualquer um. Parabéns. Mande notícias. bjos
      Roberta

      • Indy Vesaro disse:

        Ola,venho ate aqui para disser que no primeiro contato que fizeram comigo em Julho,o rapaz que me atendeu me disse que ja faziam 3 meses que me procuravam ,sem me encontrar entao, me enviaram o telegrama,precisei atualizar meu cadastro ,ele me informou que devido a demora em me encontrar eu deveria aguardar mais um tempo,confesso que fiquei decepcionada comigo msmo ,por ter trocado meus contatos e nao atualizado meu cadastro.Mas hj novamente uma ligaçao então ,me pedindo para responder o questionario,fiquei mais que feliz e estou ansiosa aguardando a proxima etapa,Que seja certo,Que seja breve e Que Deus me de esse milagre!!!

  46. Lindsay Chagas disse:

    Olá!
    estou com muita vontade de me cadastrar e resolvi ler um pouco a respeito, e encontrei esse blog, gostei muito, mas tenho um porém e gostaria de saber de vocês que já são doadores… sou uma pessoa com o biotipo magro, e sempre fui abaixo do peso, mas isso é de família sabe, ai fica a minha dúvida, será que por esse motivo eu estaria impossibilitada de doar? sempre quis poder ajudar as pessoas, mas pelo peso abaixo do que é necessário nunca pude doar sangue, ai quando vi que para doar medula não tinha peso especificado fiquei esperançosa, mas lendo os comentários fiquei com essa dúvida.
    Só lembrando que não tenho nenhum tipo de problema de saúde, recentemente fiz exames e está tudo ok, não tenho anemia e outras coisas q as pessoas geralmente tem!

    Bjinho, aguardo resposta!!!

    • Roberta disse:

      Olá Lindsay! Pessoas magras podem se cadastrar sim (meu marido é mega magro e se cadastrou). Mande um email para o Redome (entra no google) e mande suas dúvidas. Eu, por exemplo, não posso doar sangue, pois tenho traço talassêmico (um tipo de anemia), mas pude doar medula. Poderia ser retirado até 1100 ml da minha medula, (meu peso 52 kg), mas como doei para uma criança, foi retirado bem menos. Eles fazem um cálculo, se seu peso permite doar para aquela pessoa, não colocando em risco a sua saúde. Espero ter ajudado, bjos

  47. Lindsay Chagas disse:

    Nossa, fico mais aliviada, porque não quero me empolgar e depois receber um não por ser abaixo do peso para minha altura.

    Obrigada Roberta! espero que dê certo!

    Bjinho

  48. Vanessa Marinho disse:

    Olá, tenho 18 anos entrei para a faculdade de Farmácia em março, nosso trote foi conseguir doadores de sangue. A partir de uma palestra ministrada pelo Hemocentro conheci mais sobre a doação de medula, já sou doadora de sangue e no próximo mês durante a próxima doação estarei me cadastrando para a doação de medula óssea, espero que possa ajudar alguém. Beijos.

  49. Karine de Carvalho disse:

    Olá, gostaria de saber se para se inscrever para a doação é necessário ir à Santa casa mais próxima ou há algum lugar especifico? Acabei de completar 18 anos, e desde pequena sempre cogitei a ideia de ser doadora de medula, e agora posso tornar isso possível.

  50. Valmir Cordeiro disse:

    Olá pessoal,
    Hoje recebi uma ligação que estou esperando desde 2009 . Hoje meu dia se encheu de graça ao receber a ligação do REDOME. Me disseram que sou um possível doador de medula. Gente nunca fiquei tão feliz. Estou torcendo para que todos os próximos procedimentos deem certo é que eu tenha a grande sorte de poder ajudar meu já estimado amigo (a) receptor. Fiquei emocionado ao ler os depoimentos desses blog. Não poderia passar por aqui é não dividir minha imensa FELICIDADE com vocês.
    Que Deus possa iluminar a mim e ao meu receptor para que tudo de certo e que não demore muito. Torçam por nós!

  51. Marinês Ribeiro disse:

    Oi gente!! Adorei o blog!! Me sinto aliviada agora!! Fui ontem ao Hemocentro me cadastrar como doadora de medula óssea.. Na verdade, sinto até um pouco de vergonha de falar que eu fui ontem, por que eu deveria (e poderia) ter ido a mais tempo. Tive medo, muito medo de ser convocada pra doação por causa da dor, agora lendo os comentários de vcs (que doaram) tô super animada! Achei que era coisa de outro mundo!!Já tô na esperança de ser chamada semana que vem mesmo! hahaa.. Superei o medo. A vontade de salvar uma vida falou muito mais alta que meu medo! E ó chocada, na primeira coleta de sangue nem vi a agulha! #top
    Aqui, vcs que doaram, o receptor procurou vcs depois? Vc conheceram o receptor? Tem como isso? Ah, eu gostaria de saber quem ganhou a vida com uma gotinha de mim! 🙂
    Só não entendi uma coisa, qual a diferença de aferese pra punção na doação?

    • Roberta disse:

      Olá Marinês. Só poderei conhecer o receptor depois de 18 meses (lei brasileira), caso seja vontade de ambas as partes. Confesso que tentei achar o receptor nas redes sociais, mas até agora nada. rss
      A minha doação foi por punção (anestesia geral, medula retirada do líquido da bacia), pelo que eu saiba aferese é parecido com uma doação de sangue (mais simples que a punção), a equipe médica que indica o melhor para cada caso. Mas o doador também pode escolher, decidindo qual ele prefere. Eu disse para o médico: o escolho o que for melhor para o receptor.

      • Marinês disse:

        Nossa, com certeza tbm pensarei assim. Achei que era pelo grau da leucemia. Acho que não teria sensação mais gratificante! Toda hora que meu telefone toca com DDD diferente eu atendo na esperança de ser alguém me contactando para uma possível doação!

  52. Valmir Cordeiro disse:

    Oi gente,
    Olha eu aqui de novo!
    Hj recebi a ligação do Hemocentro de São José do Rio Preto, me chamando para fazer o primeiro exame de sangue, pra ver se tera compatibilidade com meu receptor.
    Fiquei muito feliz, pois achei que demoraria mais dias pra iniarem o processo. Da primeira ligação do REDOME até marcar pra primeira retirada de sangue, no meu caso deu menos de 24h.
    Sábado estarei lá as 11h, estou super ansioso e torcendo muito. Será o início pra mim e de um recomeço pra um irmão ao qual não conheço.
    Torçam por nós!
    Voltarei aqui sempre que dermos um novo passo.

  53. Roberta disse:

    Que bacana Valmir!
    A minha “primeira fase” também foi bem rápida. O resultado da compatibilidade que demorou, cerca de dois meses. Vamos ficar torcendo para você ser o escolhido para salvar uma vida. Nos mande notícias. bjos

  54. Margarete disse:

    Bom Dia, pessoal… Sou Margarete, de Goiânia-GO. Há dois anos estou cadastrada como doadora de medula e há 03 dias recebi uma ligação do REDOME dizendo que provavelmente posso ser compatível com um paciente, me fizeram algumas perguntas e disseram que entrariam em contato novamente dentro de um mês ou dois. Estou um tanto aflita, numa mistura estranha de sentimentos, querendo muito ajudar e ao mesmo tempo com medo do procedimento, pois meu marido está querendo me fazer desistir, porque estou tentando engravidar há alguns meses, mas ainda não consegui e agora não sei o que fazer. Gostaria de saber se esse procedimento é demorado, porque já tenho 33 anos e temo não poder esperar mais pra realizar o sonho de ser mãe. Ajudem-me, por favor, quero doar a medula e também engravidar. O que faço, gente? Obrigada pela atenção

    • Olá Margarete, ficaríamos muito felizes em saber que mais uma vida pôde ser salva através da doação de medula óssea.

      Porém, a decisão de doar deve ser discutida seriamente com o médico que a convocou, uma vez que você sonha em engravidar em breve. Pode ser que eles consigam antecipar seu processo de doação (quem sabe?), mas tudo tem que ser conversado com a equipe médica. Tente entrar em contato com o Redome ou pessoa que te ligou e informe sobre a sua situação e a possibilidade de anteciparem os exames de compatibilidade que ainda serão realizados.

      O que é importante saber é que, optando pela doação, o paciente (receptor) do outro lado será preparado para o transplante, com quimioterapia que “zerará” a medula doente dele e a vida dele dependerá da nova medula. Esperamos que você possa salvar uma vida e também possa gerar uma nova vida!

      Sugerimos que você tire todas as suas dúvidas com os médicos e discuta esse processo com sua família, e que possa tomar a decisão que seu coração mandar. Eu, como receptora de um transplante só posso te dizer que estou aqui te respondendo hoje, pois encontrei um anjo em minha vida que me deu uma nova chance. Boa sorte na sua decisão!

      Helen

      • Margarete disse:

        Obrigada, Helen, vou sim procurar o Rodome e tenho certeza que conseguirei fazer as duas coisas, pois as duas são muito importantes pra mim.

  55. Duda disse:

    Que página legal…quanta gente do bem aqui…Me sinto mais proxima de Deus lendo os comentarios de vcs….
    É uma honra ajudar a salvar uma vida, eu imagino.
    Vim procurar informações sobre a doação, pois nos últimos dias resolvi fazer o cadastro no Redome. Na verdade já tinha esta intenção ha algum tempo, mas as coisas passam, a vida passa na correria e a gente vai deixando algumas coisas para tras, como a possibilidade de salvar uma vida.
    Amanhã é o dia que irei me cadastrar. Estou ansiosa em fazer meu cadastro.
    Minha vontade é dizer ao meu receptor:’ Ei, aguenta firme que eu estou chegando!’
    Abraços a todos

    • Roberta disse:

      Parabéns Duda! Que Deus te dê muita.

    • Luciana da Costa disse:

      Muito bom ler esses comentários.
      Gente do bem qrendo ajudar o próximo.
      Tbm recebi essa ligação de uma possível compatibilidade é emocionante saber que podemos salvar uma vida.
      Deus ajude que dê tudo certo.
      Qro e espero poder ajudar essa pessoa que eu não conheço mas que já amo.
      Beijos a todos.

      • Que bacana, Luciana!!! Esperamos que dê certo a doação. Hoje mesmo no jornal da nossa cidade (Londrina-PR) saiu uma historia de um doador que levou 1 ano entre a ligação e efetivação da doação. Que não seja o seu caso!!! E que logo você possa compartilhar sua experiência conosco.

      • Daiana disse:

        Tomara que dê tudo certo mesmo! Eu recebi a ligação de uma possível compatibilidade em 11/08/2014. Fiz a nova coleta de sangue em 16/08/2014, e desde então não tive mais retorno. Acho que, infelizmente, a compatibilidade não se confirmou! Mas tenho esperança que um dia vai dar certo… se não for com esse paciente será com outro!
        Beijos e boa sorte!

      • Luciana da Costa disse:

        Então recebi a ligação ontem da redome e agora acabaram de me ligar do hemosul aqui de Campo Grande MS já para coleta de sangue dos testes finais p comprovação da compatibilidade.
        Deus no comando.
        Muito feliz de ajudar quem precisa.

  56. michele disse:

    recebi uma ligacao do REDOME a uns 20 dias q poderia ser uma possivel doadora, depois disso foi feito uma nova coleta para ter uma conclusao de q sou compativel cm a pessoa q precisa…. estou muito anciosa …. muito…. mas gostaria de saber se demora para me liigarem… se quando for doar tem q ser no mesmo hospital do receptor ? se ele nao e daqui terei q ir ate a pessoa ??? muitas duvidas e nhuma resposta…. estou muito feliz e muito anciosa ….

    • roberta disse:

      Michele, os exames confirmatórios demoram cerca de 2 meses. Normalmente a coleta da medula é feita em hospital diferente do receptor. Justamente para evitar q se conheçam antes do prazo estabelecido por lei. Parabéns pela atitude, não desista. Doar medula foi um presente que a vida me proporcionou. Bjos

      • Michele disse:

        Com toda certeza é um presente de Deus nos ensinando a viver e aprender a dar valor para coisas mais simples da vida

  57. Luciana da Costa disse:

    Pessoal vcs sabem depois de qntos anos podemos conhecer e “se” podemos conhecer o receptor?
    Não importa p quem seja mas sabe aquele desejo de dar um abraço na pessoa.

    • Roberta disse:

      Olá Luciana. Só poderemos conhecer o receptor depois de um ano e meio, se for da vontade de ambas as partes. Já marquei no calendário o dia, espero que a família da criança que recebeu a minha medula queira me conhecer.

  58. Roberta disse:

    Amém. Mesmo sem conhecer a criança, ela já mora no meu coração.

  59. Jane disse:

    Olá pessoal, também adorei esse blog!
    Moro em Brasília, sou cadastrada como doadora desde 2009 e na última sexta (04/09) recebi a ligação do REDOME sobre uma possível compatibilidade com uma pessoa do Rio de Janeiro. Atualizaram meu cadastro e me informaram que devo apenas esperar, por enquanto. Irão solicitar minha amostra para mais exames.
    Fiquei muito feliz e estou aguardando ansiosamente!
    Minhas dúvidas:
    1-não tenho conseguido doar sangue. Dizem que estou no limite da anemia. Já fiz dieta, cortei refrigerante (leva nosso ferro), como feijão quase todo dia, etc . e continuo na mesma situação: limite da anemia, considerando isso para doar sangue (450 ml). No caso, isso pode ser um fator para me impedir de doar a medula óssea? Lí que até grávida pode doar….
    2- Se confirmarem a compatibilidade, posso fazer a doação aqui em Brasília? (não que eu não possa ir para outra cidade… é apenas uma curiosidade).
    3 – Quais os dados mínimos que posso saber sobre o receptor? Idade, sexo, pode? Se sim, em qual momento poderia saber os dados mais básicos?
    4 – li apenas alguns comentários desse blog e um deles dizia que o tempo de internamento da pessoa doadora foi de 3 dias (um dia antes + dia da doação + no outro dia já teve alta e já foi até trabalhar em seguida. É isso mesmo? Na internet encontrei informações sobre um semana de internamento para o doador.

    • Roberta disse:

      Olá Jane. Sobre o local da doação, é de acordo com a disponibilidade de vagas, Geralmente eles “procuram” um centro transplantador mais próximo de onde vc mora.
      Eu cheguei em São Paulo na quarta-feira a noite (fiquei no hotel), fui quinta cedo para o hospital, internei, fiz a doação, saí do hospital no dia seguinte. Voltei a trabalhar uma semana depois. Sobre a anemia, eu tbm tenho (traço talassêmico) e a alimentação não influencia, é genético. Não posso doar sangue, mas medula sim. Foi retirado da minha medula cerca de 500 ml. Não tive nenhum problema posterior. Foi uma alegria muito grande poder salvar uma vida. Não desista da doação. bjos
      Roberta

      • Pablo disse:

        Eu vou doar em uma cidade longe, e ví relato de pessoas que pousaram no hospital e doaram de manhã e duas da tarde estavam de alta mesmo doando por punção na bacia e anestesia peridural, será que posso exigir sair no dia da doação?
        É que sou tão traumatizado com hospital que se não deixarem pretendo sair por contra própria(rsrs), se eu tiver me sentindo bem é claro, até assino algum termo me responsabilizando se precisar, mas o médico insiste que por eu ser de outra cidade tenho que ficar 72 horas no hospital.

  60. Oi Jane! Que ótima noticia você ter recebido a ligação do Redome. Acredito que a Anemia não será um problema pra doação de medula, diferente do que ocorre para a doação de sangue. Após o exame comprobatório da compatibilidade será feito um check-up geral para identificar a sua situação de saúde. Você pode fazer a doação na sua própria cidade, desde que haja um centro médico que possa realizar o procedimento. Mas em alguns casos o doador acaba viajando para realizar a doação, e tem todos os custos de viagem pagos pelo sistema de saúde. Quando fiz minha coleta de medula eu internei no dia anterior, fiz a coleta na manhã e deixei o hospital no mesmo dia no final da tarde, portanto fiquei só uma noite no hospital. Não conheço ninguém que tenha ficado internado por uma semana para a doação de medula, ok. E você pode saber sim o sexo e idade do receptor, antes mesmo da doação. Acho que todos querem saber o máximo possível da pessoa que estão ajudando, né! Desejamos boa sorte no seu processo. Saiba que tem uma pessoa precisando muito da sua ação! Estamos torcendo pra que você seja compatível!

  61. Renata Mag disse:

    Olá pessoal!
    Acabei de receber ligação dizendo sobre uma possível compatibilidade… fiz o cadastro em 2010. Muito ansiosa para que tudo de certo!!!!

  62. Eliane Isabel de Matos disse:

    Há alguns anos participei de uma Campanha de Doação de Medula, fornecendo uma amostra do meu sangue para o Registro Nacional de Doadores de Medula (Redome). Uns cinco anos se passaram quando eu recebi uma ligação do Redome me dizendo que havia um provavel receptor da minha medula e que, se eu tivesse interesse em ajudar, seria necessário uma nova coleta de sangue para confirmar a compatibilidade.
    Fiquei em êxtase, nem acreditei, pois, se a probabilidade de encontrar um doador compatível era 1 a cada 100.0000, eu, naquele momento, estava a um passo desse milagre. Imediatamente eu concordei e, no dia seguinte, um enfermeiro compareceu ate o meu serviço para fazer a coleta.
    Um mês se passou; confesso que na correia do dia a dia eu não estava mais com a ansiedade daquele momento da ligação, mas quando o Redome me ligou novamente, dizendo que foi confirmada a compatibilidade, senti uma emoção indescritível. A possibilidade de fazer a diferença estava ali na minha frente. Houve toda a explicação referente ao processo de doação, inclusive sobre a obrigatoriedade de manter o sigilo da identidade do doador e do receptor. Depois deste contato, tudo ocorreu muito rapidamente, fui encaminhada para o Hospital de Barretos para fazer exames de sangue, Radiografia e Eletocardiograma. Uma semana depois, voltei ao Hospital de Barretos para analise dos exames, consulta com anestesista, hematologista, alem de fazer uma doação de sangue, que ficaria reservado para mim caso houvesse a necessidade durante o procedimento. Isto posto, o procedimento foi agendado para o dia 09/09.
    Internei um dia antes: eu e meu marido (que me acompanhou em todas as fases) fomos recebidos pela equipe deTMO (Transplante de Medula Óssea) do Hospital de Barretos, foi feito mais uma coleta de sangue para analise e iniciei o jejum às 22:00h. O procedimento o ocorreu as 14:00h do dia 09/09/2015. Foi utilizada anestesia geral. Quando acordei, já estava na sala de observação tomando o meu sangue ( procedimento utilizado para repor o sangue retirado no procedimento).
    Em nenhum momento eu senti medo, muito pelo contrario, eu tive uma sensação de estar sendo agraciada por Deus em poder ajudar alguém. Não sei pra onde e nem pra quem foi minha medula, mas peço a Deus que abençoe muito esta pessoa. Agora me sinto uma pessoa melhor! Eu fiz a diferença na minha própria vida! Faca a sua também, doe medula, doe sangue, doe amor!

    • Roberta disse:

      Eliane, parabéns. Eu sempre digo: doar medula, além de salvar uma vida, é encontrar um novo sentido para a nossa vida. Agora estou na esperança de doar novamente. Será que Deus me escolhe outra vez? rss
      Boa recuperação para você.

  63. Tadeu disse:

    No dia 4 de setembro de 2015, há uma semana atrás, doei sangue, como faço todos os anos. No entanto, dessa vez, a agente realizou a punção na dobra do meu braço esquerdo, a frente do cotovelo, e quase não saiu sangue. E eu senti uma fisgada, uma espécie de choque na mão, provavelmente na continuidade de alguma veia, entre o pulso e o dedão. A agente ficou parecendo preocupada, e mesmo eu questionando o que estava ocorrendo, ela não falava nada, a não ser, de vez em quando, que não estava saindo sangue. Ajeitou diversas vezes a agulha no meu braço. Depois decidiu retirar sangue do outro braço e aí transcorreu normalmente. Lembro q no primeiro braço, saiu mais sangue na hora de tampar o local com curativo. Após terminado o processo de doação, a agente resolveu falar que poderia ter encostado na parede entre veias. E o problema é que até hoje sinto um leve incomodo do lado do dedão, e até no meio do braço, numa possível mesma veia. O que pode ter ocorrido? Devo fazer algo?

    • Roberta disse:

      Tadeu, seria interessante vc perguntar para alguém da área da saúde. Ou enviar um email para a central de doação de sangue. Eu sou mto sensível, qq coisinha, fica super dolorido por meses. Mas envie sua dúvida para a central, tenho certeza que eles te darão um retorno. Abraço

  64. Higor fernandes disse:

    Gente eu to muito animado e doido, torcendo pra doar medula osséa essa é uma experiência unica

  65. Higor fernandes disse:

    Esqueci de dizer que ja doei sangue 3 vezes e o meu tipo de sangue é O+

    • Parabéns pela atitude, Higor! Sabia que para a doação de medula, se o receptor tiver um tipo sanguíneo diferente do doador, depois do transplante de medula óssea ele passa a ter o mesmo tipo de sangue da pessoa que doou a medula? Certamente poder doar medula é uma experiência única e marcante!

  66. Juliane Dores disse:

    Olá pessoal!!!! São 2:40 da manhã e estou mega ansiosa!!! Então: em 2012 eu estava grávida e houve uma campanha na empresa em que eu trabalhava para cadastro no banco de medula óssea do REDOME. Lembro que estava com uma amiga que tem muito medo ate de fazer exames de sangue e ela ficou falando: ai Ju… E se me chamar? Eu respondi: se te chamar Lo, vc vai uai. Se me chamar eu ja estarei lá! Imagina se fosse um de nossos filhos precisando…
    Pois então: ate esqueci do cadastro quando em 2014, na casa dos meus pais, chegou um telegrama dizendo: Juliane, gentileza entrar em contato com urgência com o Redome nos telefones 903121…..
    Pensei… A cobrar??? O que será que aconteceu com meus exames? Não imaginava que pudesse ser uma possível compatibilidade pois havia pouco tempo de cadastro. Mas, questionamos muito os propósitos de Deus…
    No mesmo dia entrei em contato. Me explicaram da possível compatibilidade e se havia disposição para fazer exames preliminares. Perguntei se poderia saber quem iria receber e a resposta foi que não poderiam passar informações sobre o receptor. Sem problemas! E fiz no HEMOMINAS – BH os exames preliminares. Isso foi em agosto de 2014. Passando 1 mês, liguei novamente para o REDOME e me informaram que o médico responsável pelo paciente não solicitou outros exames e que isso era normal. Sinceramente: não fiquei triste. Pensei comigo: deve ter conseguido um doador com maior compatibilidade. E assim passaram os dias até que no início de setembro, eu vi novo e-mail do REDOME e pensei: será novo paciente? Grande foi minha surpresa quando a Helena do REDOME me disse que era para o msm paciente.
    Nessa conversa com a Helena, fiquei sabendo que não é brasileiro e que a demora era devido ao quadeo clínico do paciente.
    Moro em BH e fui convidada a ir pra SP pra fazer novos exames e passar por consulta médica. Claro que vou!!! Avisei no meu trabalho, falei com meu esposo que precisava da ajuda dele pra ficar com nosso filho, que hoje tem 3 aninhos…. E fui.
    Dia 09 de setembro, trabalhei o dia todo, peguei um voo a noite. Cheguei no hotel descansei e fui no dia 10 para o hospital Santa Marcelina. Lá conheci a Marília que tbm é doadora e está doando pela segunda vez para a mesma pessoa.
    Fizemos juntas todos os exames e conversamos muito.
    A Dra. Ana Marcela nos acompanhou em tudo, junto com as enfermeiras Alessandra e Liliane. Me informaram que o método de coleta será por aferese, onde grande parte do sangue é filtrado para a separação do que sera necessário para a transfusão. Nem me preocupei com isso. Apenas agradeci a Deus por estar no controle e fazer com que tudo dê certo. Voltei a noite para casa e aguardei o resultado da bateria de exames que fiz.
    No dia 18/09 entraram em contato comigo. Informaram mais uma vez todo o procedimento e que iniciaria os medicamentos no dia 24/09. Apenas fiz uma solicitação: que meu filho e meu esposo fossem comigo uma vez que iniciaria a medicação dia 24/09 e dia 25 é meu aniversário de casamento.
    Lembro que a Helena até brincou: Só isso? Tranquilo! Pensei que seria uma solicitação complicada… Mas pode ficar tranquila que eles vão com vc sim!
    A medicaçao são injeções que, como a Dra. Ana Marcela me explicou, vão aumentar tanto a minha medula que esta vai sair do osso e migrar para o sangue. Comecei a tomar as injeções no dia 24/09/2015, as 7:00 da manhã. Tomo uma de manha e uma a noite, as 19:00.
    A coleta esta marcada para dia 28/09 as 7:00 da manhã.
    Não sei quem é o receptor, qual idade, se é homem ou mulher. A única coisa que sei, que nem me falaram mas vi no prontuário, é que o material coletado vai para o paciente internado no Hospital Universitário de Miami. Essa é a única informação que tenho. Achei lindo tantas pessoas que conhecem os seus receptores e vice-versa… Queria muito conhecer o meu! Mas o REDOME me informou que essa informação só é passada depois de 2 anos do procedimento e se o receptor quiser conhecer.
    Ah… DEUS SABE O QUE FAZ!
    Só me vem a cabeça o seguinte: fazer o bem sem olhar a quem… E se fosse meu filho??? Carregava o doador no colo!!!
    O remédio me causa um pouquinho de dor no corpo mas nada demais. To um pouco ansiosa para o procedimento no dia 28 e peço a Deus que tudo dê certo!!!
    Com essa ação levei uma galera ao Hemominas para fazer cadastro!
    E assim vamos! Depois conto pra vcs como foi o processo da coleta.
    Grande abraço! Fiquem com Deus!

    • Olá, Juiana!!! Que delicia de ser seu depoimento. E hoje é o grande dia, né! Tanto para você, como para o doador e familia, que devem estar na maior expectativa. Que Deus esteja abençoando o processo de coleta e recepção. Parabéns por sua atitude de doação e de conscientização dos amigos também. Nossa gratidão a todos os doadores! Que Deus os abençoe! Abraços, Helen e Sergio.

    • Mariana disse:

      Olá Juliane, sou doadora tambem de bh vou para Natal, e minha doação sera por aferese. Bom gostaria de mais informações de quem ja passou pelo procedimento. vc poderia compartilhar comigo, como foi se sentiu algum desconforto dores no corpo nas juntas dor de cabeça ( li isso rs). ate

  67. priscila disse:

    Ola, amigos.
    Estou muito ansiosa, minha mãe recebeu um telegrama sexta, no qual informava que eu tenho possível compatibilidade. No momento em q minha mãe dizia chorando ao telefone eu tremia muito. Então liguei p tl q constava no telegrama e só pediram p confirmar meu cl pois na segunda iriam me contatar, não consigo parar de pensar nisso, o final de semana esta demorando p passar e eu oro mentalmente a todo momento. Fiz o cadastro com 18 anos, sei q parece muito louco, mas eu sabia que isso aconteceria, hj tenho 24anos, acredito q 100% saudável. Minha família já sabe q sou doadora de órgãos e tecidos, mas se eu puder fazer algo por alguém em vida vai me ajudar a ser uma pessoa melhor e tocar as pessoas ao meu redor. Eu n sei direito o que quero ter, mas sei quem quero SER. Penso q p tudo na vida tem um proposito. Desde ontem li muito sobre o assunto, então peço q orem comigo, q eu possa ser mais de 70% compatível com o receptor e que ele estaja bem p poder receber a doação! Bjoss 😚

    • Olá, Priscila!!! Que maravilha!!! Estaremos na torcida pela compatibilidade de 100%!!
      E que os planos de Deus se realizem! As vezes o processo de confirmação de compatibilidade pode demorar um pouco, mas como é bom saber da sua certeza em querer ser uma doadora e poder ajudar a salvar uma vida! Parabéns!

  68. Higor fernandes disse:

    Eu to muito ancioso para dor medula ossea eu quero passar por isso ajudar o proximo é muito emocionante estou com 18 anos e nao quero chegar á 55 sem passar por isso

  69. Parabéns pela atitude!
    Não esqueça de manter seu endereço e telefone de contato sempre atualizado no INCA, pois nunca sabemos quando podemos ser chamados, e infelizmente muitos doadores cadastrados esquecem desse detalhe, e numa possível compatibilidade não são encontrados, ok!

  70. Fui contatada como possivel doadora da medula óssea. ..eu disse para me ligarem no outro dia para eu confirmar e a Alda disse que ligaria…mas nao ligou mais e eu fiquei triste porque queria sim doar. Att Berenice

  71. Francisca Franximeri B. Damasceno disse:

    Eu recebi a ligação do REDOME dia 02/10/2015 igual você Maria Berenice, estava trabalhando então meu marido pegou o recado, eles deixaram um número para eu ligar, liguei no mesmo dia mas já estava tarde, então consegui falar com eles só na segunda dia 05/10/2015. A pessoa que me atendeu atualizou meus dados no cadastro e enviou uma carteirinha de doadora no meu email. Falou para que eu aguardasse que entrariam em contato, mas que não ficasse muito ansiosa porque podia demorar. Mas se alguém souber como faz pra não ficar ansiosa me ajude, rs. Estou muito feliz e torcendo para que dê tudo certo e que eu possa ajudar essa pessoa que precisa tanto.

    • higor fernandes disse:

      vai dar tudo certo , nesses momento fica praticamente impossível distrair a cabeça com outra coisa, doar medula e como uma casa nova desejamos muito

  72. Dayanne disse:

    Sou cadastrada para doação de medula óssea desde 2014, aqui na minha cidade (Porto velho – Rondônia) a triagem dos doadores de sangue é realizada por um laboratório particular, que é o único que faz o exame de compatibilidade. Um funcionário desse laboratório me ligou, pedindo para confirmar alguns dados que estavam parecidos com os de outra pessoa (minha irmã gêmea), e pediu para que na próxima semana, com urgência, eu compareça no laboratório para uma coleta de sangue para o cadastro de medula. Fiquei receosa, mas com toda certeza irei até o laboratório. Só a possibilidade de ajudar o próximo me enche de esperança.

    • Roberta disse:

      No dia 21-11-2015, no programa COMO SERÁ da globo, as 7h da manhã, vai passar a minha entrevista (doadora de medula). Assista. Não desista de salvar uma vida

  73. maria berenice zanandrea disse:

    estou feliz porque tornaram a me ligar e agora só na espera de marcar o dia para comparecer no hemocentro..para comecar os exames….se disser que naõ sinto um pouquinho de receio estaria mentindo rsrs mas a vontade de ajudar e talvez salvar uma vida é zilhoes de vezes maior!
    Berenice Portolan

    • Roberta disse:

      Não tenha medo, doar é tudo de bom. Eu doei em 16-04-2015. Ah, no dia 21-11-2015, no programa COMO SERÁ da globo, as 7h da manhã, vai passar a minha entrevista. Assista. Não desista de salvar uma vida

  74. Lucas Carlos disse:

    Eu sinto essa vontade de ser doador a muito tempo ja conversei com alguns amigos mais todos me chamaram louco. E agora resolvi de vdd que eu quero ser um doador sinto como se n tivece feito nada de importante na minha vida, e realmente eu nao fiz, eu tenho 18 anos dia 03 de novembro agora 19, sim eu vive muitos esses meus 19 anos mais eu pensso e quem esta na fila esperando o transplante seja la a idade que tenha sera que aproveito a vida como ela tem que ser aproveitada ? Talvez sim mais e agora como esta a vida dessa pessoa ? Sim eu quero ajudar quero devolver a vida seja la pra quem for a minha doaçao, mais confesso que esta sendo dificil pois nao tenho apoio de ninguem e estou com enorme medo mais msm assim eu quero isso entao se eu alguem que fez a doaçao podese vir falar comigo eu agradeceria de coraçao 04396731483

    • Higor fernandes disse:

      Querido se eu morasse perto de vc te apoiaria mas torço daqui de onde estou do recanto das emas cidade satelite de brasilia

    • Carolina disse:

      Lucas,acho que dúvidas e incertezas sempre teremos independente da escolha que fazemos. Eu como mãe de uma bebezinha de 1 ano e meio que tem no transplante de medula a única chance de sobrevivência só posso dizer que não tivemos escolhas: a doença chegou e tivemos que encará-la e é assim com tantas pessoas na lista de espera. Já pensou você ser a salvação, a única esperança de uma pessoa? Já pensou você ser aquela pessoa entre as 100,000 que pudesse ser compatível com minha filha? Eu assisti a um depoimento de uma menina da sua idade que se submeteu ao transplante quando tinha 13 anos. Ela disse que as pessoas sempre perguntam se dói doar medula óssea e a resposta dele (que tocou meu coração e foi como se minha filhinha falasse comigo): “O câncer dói” e realmente dói e machuca muito e o seu desconforto (mais uma vez somente terá este desconforto se for agraciado em ser compatível com alguém a espera) é inversamente proporcional a alegria que estará trazendo a uma família inteirinha. Desejo do fundo do meu coração que você receba o dom da sabedoria e entendimento vindo diretamente do Espírito Santo para fazer a escolha que lhe fará uma pessoa melhor. Um grande beijo e se precisar conversar sintá-se a vontade em me contactar.

    • Roberta disse:

      Oi Lucas. Eu doei medula. entra no meu face Roberta Sia Marsola, tem fotos etc. Ah, no dia 21-11-2015, no programa COMO SERÁ da globo, as 7h da manhã, vai passar a minha entrevista. Assista. Não desista de salvar uma vida. bjos

  75. maria berenice zanandrea disse:

    Lucas..vá em frente…tambem acho que nada é mais importante do que uma vida..infelizmente a maioria das pessoas não é doadora por medo,preconceito,egoismo,falta de informação etc…eu estou fazendo os exames para confirmar a compatibilidade e se isso acontecer vou sem duvida alguma! claro que bate um medinho rsrsr mas que tamanho ele representa diante de uma vida que pode ser salva?e me sentiria muito grata por esta oportunidade….parabéns pela tua atitude,acredite,a TUA decisão esta correta e não as daqueles que dizem não ao bem,não a doação,são os mesmos que não doam os orgãos ao morrerem,preferem levar junto para apodrecer ou queimar na incineração ao invez de beneficiar alguem…temos que ter personalidade e convicção que o bem é o certo.um abraço e parabéns !!!

  76. maria goreti da silveira disse:

    eu sou de itapetininga ,,em 2005 me cadastrei para doar a medula ossea ,,, e em 2015 recebi um telegrama do redome,,,falando sobre possivel compatibilidade,,foi dia 28 /09/2015 e agora ja vou em sorocaba para novos exames dia 24 /10/2015,para confirmar ,estou muito feliz ,,,e sei que eu sou 1em 100mill….e sei tbm que foi deus que me escolheu,,,,,,qlqr novidade volto aqui pra falar ,,,,

  77. Cassi Alcântara disse:

    Olá. Tenho um trabalho escolar sobre doação de medula e gostaria de saber porque a identidade do doador e do receptor devem ficar em sigilo. Não consigo encontrar a Lei Brasileira que prever isso. Alguém pode me ajudar? Gostaria de saber também quem pode fazer o encontro entre receptor e doador de medula quando ambos querem se conhecer? É o REDOME, ou o hospital do transplante ou o quê? A lei permite esse encontro? Por favor alguém me ajude.

  78. Helen disse:

    Ola, Cassi. Também desconheço se é determinado por número de lei, mas é o Redome que permite a quebra de sigilo de identidade de doador e receptor quando ambos estão de acordo. Isso só é possível após dezoito meses do transplante. Os centros de transplantes na sua maioria tem o assistente social para auxiliar em qualquer contato do doador ou receptor com o Redome.

  79. pedro augusto cavalcante disse:

    Bom dia estou agora nesse momento interno para doar medula para minha irma .Ja fiz todos exames esperando so a hora da coleta. Vai ser coletado sangue passa por uma maquina separa as celulas troncos
    Antes tive que tomar uma medicaçao durante quatro dias para estimular as celulas.

  80. Carolina disse:

    Minha filha precisará de um doador anônimo para salvar a sua vida. Fico muito contente em ler os depoimentos de cada um de vocês e como mãe agradeço de coração. Tenho certeza que iremos encontrar o anjo invisível de minha filha e enfatizar a importância de cada um de vocês não só para o receptor, mas para toda uma família. Ficarei sempre de olho nos comentários e também mantenho-vos informados sobre minha filhotinha 🙂 . Grande beijo e muitas bençãos da vida de cada um de vocês que se registraram e tiveram a graça de serem chamados. Espero um dia também poder fazer parte deste grupo seleto e hiper/ultra-especial.

  81. Cassi Alcântara disse:

    Vocês podem me dizer quem é que tem acesso aos dados do doador no REDOME?

  82. Fernanda Trivilin disse:

    Boa noite!!! Chorei muito com os depoimentos que li aqui…. há mais ou menos uns 5 anos uma escola da cidade onde moro trouxe aqueles ônibus para a minha cidade, moro no interior, e fez uma gincana na qual os alunos deveriam trazer pessoas p doar sangue, e eu fui… nesta ocasião me perguntaram se eu queria me cadastras p ser doadora de medula óssea , eu não pensei duas vezes e me cadastrei, e sinceramente nunca pensei que me chamariam, que eu seria compatível com alguém… mas semana passada me ligaram e pediram p eu fazer outra coleta pois há grande possibilidade de compatibilidade!!! Estou muito feliz e ansiosa para saber o resultado!!! Quero muito ajudar!!!! Orem e peçam a Deus para que tudo dê certo!!!!1

  83. Mary disse:

    Ola. No dia 06/11/2015 recebi uma ligaçao do Hemocentro, para ir coletar uma amostra de sangue. Chegando la a moça me falou que tinha uma possibilidade de ser compativel com alguem. Fiquei mt feliz. Mais estou com uma duvida, pois ja se passou uma semana e nao recebi mais nem uma ligaçao. Qto tempo leva para eles entrarem em contato novamente e eles retornam a ligaçao mesmo se nao deu certo? Outra duvida e quanto tempo de intervalo tem ter se fiz uma tatuagem? Obrigada.

    • Roberta disse:

      Mary, os meus exames confirmatórios demoram cerca de 2 meses. O intervalo pós tatuagem tem que ser de 6 meses. Mas fique tranquila, Deus sabe o melhor dia. Da primeira ligação até a minha doação de medula, se passaram 11 meses. Tem que estar tudo OK com o receptor e doador, vagas nos hospitais, enfim… a parte burocrática. Até resolverem esses detalhes, já deu o tempo pós tatoo. bjosss Parabéns pela atitude. Doar é tudo de bom.

  84. victoria disse:

    olá boa noite! Sou de Brasilia meu nome é Victoria e tenho dezoito anos e ja doei sangue tres vezes, e depois de muito pesquisar, decidi me cadastrar para a doação de medula óssea amanha no hemocentro de Brasilia e me surgiu uma duvida, gostaria de saber se posso fazer o cadastro e doar os tais 10ml para exames de medula no mesmo dia da doaçao de sangue, gostaria muito que me ajudassem, obrigada!

  85. Higor fernandes disse:

    Quantos mais pessoas se cadastrarem para doação de medula óssea melhor e amanhã vou ao hemocentro daqui de Brasilia fazer a minha ultima doaçao de sangue do ano

  86. iron disse:

    Por poder fazer alguém sentir uma nova vida, ter uma esperança na vida, que tudo de maravilhoso aconteça, decidi também me escrever como doador de medula. Espero que logo apareça a compatibilidade e que essa pessoa possa aceitar com toda a minha satisfação e amor ao próximo. Deus e maravilhoso e abençoará quem necessita.

    • Silas dias mello disse:

      É bom de mais citar Deus em uma atitude como essa pq se ele um dia morreu por cada um de nós pq não doar uma gota de sangue se quer ao nosso próximo!! Algum tempo a trás tinha coletado para ser doador de medula óssea e na semana passada tive o privilégio de receber a ligação do hospital de clínicas aqui no rio Grande do sul em Porto Alegre.Espero que corra tudo certo pra essa atitude tão gratificante, pois se ser doador de sangue já é maravilhoso,maior vai ser minha alegria se realmente acontecer esse processo de transplante!! Enquanto isso estou aguardando os resultados mas digo que só pelo fato de ser lembrado em colaborar já ganhei o ano de 2015.Desde já um feliz natal e um próspero ano novo a todos com muitas alegrias…

  87. Pollyana Lemes disse:

    Olá pessoal, recebi recentemente a notícia que seria uma provável doadora , e hoje já fui ao hemocentro para fazer os exames de sangue para comprovar a compatibilidade. E lá a moça que me atendeu olhando o prontuário falou que o paciente não é do Brasil, e que provavelmente eu teria que viajar para fazer o transplante, será? Alguém sabe como são esses procedimentos. Confesso que fiquei um pouco assustada !

    • Oi Pollyana. Não há motivos para o medo, se for por causa da viagem fique tranquila porque o procedimento sempre acontece em hospitais com experiencia no procedimento. Talvez sua cidade não esteja preparada para isso. Alias, onde você mora?

    • ROBERTA disse:

      Geralmente eles escolhem um hospital “capacitado”, próximo a você. Mas caso precise ir para o exterior, você vai com acompanhante e tudo pago. Deus não vai permitir que nada de ruim aconteça com você. Pois você foi escolhida por ele para salvar uma vida.

  88. Joice Martins Cipriano disse:

    Adorei ler cada relato aqui deixado. Fiz meu cadastro na Santa Casa de SP em 2009, em 2014 recebi a primeira ligação do REDOME. Fiz o exame no mesmo local onde me cadastrei e depois, não obtive mais noticias, mesmo encaminhando diversos e-mails para o REDOME.
    Quando foi dezembro passado, recebi mais uma vez a ligação…agora confirmadíssimo, há a compatibilidade e a doação está agendada. Moro em SP, então a doação será realizada no GRAAC, na primeira semana do ano de 2016, fui até lá para saber qual o procedimento será realizado e conhecer também o hospital…. que lugar MÁGICO, pessoas incríveis, como a Roberta disse aqui, são verdadeiros anjos.
    Minha doação está agendada para março, nem preciso dizer o quanto fiquei feliz em receber a ligação novamente hehehe, a única informação que obtive sobre o paciente que irá receber, é que não é aqui do Brasil, então talvez possa tranquilizar a Pollyana que deixou o comentário acima, fique tranquila, o REDOME sempre procura um hospital próximo a você, caso a sua cidade não tenha um hospital que realize o procedimento.

  89. Flávia disse:

    Bom dia tenho uma duvida.
    Nos doadores podemos conhecer o receptor?
    Confesso que ficaria muito mais muito feliz em conhecer a pessoa que estaria ajudando e ate mesmo dando apoio após o transplante.

    • Oi Flavia! Sim, os doadores podem conhecer os receptores desde que os dois lados queiram se conhecer. A informação que temos é que as tentativas de contatos são liberadas a partir do 18º mês da data do transplante, e deve ser intermediado pelos Assistentes Socias envolvidos e Redome.

    • ROBERTA disse:

      Doador e receptor só podem ser conhecer após 18 meses ( se for da vontade de ambos). Porém com 10 dias de transplante, o Redome liga para saber como o doador está e dá notícias da saúde do receptor. Depois de um mês, liga novamente para saber como estás e novamente dá notícias do receptor. Eu ouvi: o receptor está bem, a medula pegou. Imagina se chorei pouco? Que presente lindo que eu ganhei. Agora estou aguardando chegar outubro de 2016 para quem sabe conhecer o receptor.

  90. Oi, gostaria de saber exatamente o que aconteceu para a doadora ter morrido?
    Segundo, eu doei sangue em Belém algumas vezes para uma moça, ficou meu registro para o banco de doações?
    Terceiro, no caso de doação, eu posso escolher qual método de doação?
    Quarto, como saber se meu nome está no banco de medula?
    Quinto, como inserir meu nome no banco de medula?

    Abçs,

    • Carlos, bom dia!
      Para você ser doador de medula óssea, você deve solicitar seu cadastramento no momento da doação de sangue ou plaquetas. Será retirado uma pequena quantidade de sangue para classificá-lo como Doador de Medula Óssea. Para os doadores já cadastrados, a atualização cadastral pode ser feita através do site do REDOME (Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea).
      Caso tenha alguma outra duvida fique a vontade para perguntar.

    • ROBERTA disse:

      A equipe médica indica o melhor método, mas o doador pode escolher o que ele prefere.

      • Andreza disse:

        Achei muito bacana os depoimentos. Fiz o cadastro em 2005 e ontem me ligaram. Achei estranho porque faz mais de dez anos e meu cadastro estava desatualizado, perguntei como conseguiram meu telefone e a moça disse q puxaram pelo CPF. Ainda bem né. Bom, me pediram para ir ao hemocentro colher sangue para confirmar a compatibilidade. Fui hoje .mesmo. Espero q de certo. Obrigado a todos pelos depoimentos. Fiquem com deus.

  91. marcia cristina de freitas disse:

    Oi gente!!!!! estou muito feliz… após alguns anos de cadastro no Redome na semana passada recebi uma ligação que tem uma possível compatibilidade,kkk uma ligação q muda sua vida!!!! Na segunda dia 01/02/16 fui no Hemocentro aqui da minha cidade pra colher o sangue,eis que pra minha surpresa a enfermeira me disse q a pessoa não é do BRASIL!!!!! Confesso a vcs que desde então não penso em outra coisa,mas coloco tudo nas mãos de DEUS, que ele faça o que for melhor pra nós… Quero muito que de tudo certo…bjkksss!!!! 🙂 Adorei os depoimentos nos ajuda muito já que depois da “LIGAÇÃO” queremos saber tudo a respeito do assunto.

  92. ROBERTA disse:

    Que notícia boa. Ser o par perfeito de alguém é um presente, mesmo que seja “importado”. Nos mande notícias sempre.

  93. Higor disse:

    Eu fico olhando esses comentarios e todos os dias nao desgrudo do telefone doido para passar por essa experiencia

  94. MARIA GORETI disse:

    olha eu aqui de novo em setembro de 2015 recebi um telegrama do redome;;dia 23/10/15 fiz a coleta de compatibilidade ;;;e passaram passaram 3 meses e agora dia 15/ 02/16 colhi mais tres amostras de sangue .. amoça que coletou meu sangue me disse que eu iria doar a medula pra uma criança de orlando so quee agora dia 19/ 02/ 16 recebi um outro telegrama falando sobre possivel compatibilidade e dizendo que o meu cadastro vai continuar no banco de dados em duvida ,,,,,,,, nao entendi

    • ROBERTA disse:

      Creio que alguns guerreiros não conseguem terminar os ciclos pré transplante e são chamados para o “andar” de cima. Esse era o meu medo, o receptor não conseguir esperar a burocracia.

  95. Deise Nais disse:

    Olá pessoal! Estou do outro lado da história, tenho lla e me ligaram do Redome dizendo que encontraram um possivel doador, fiz a confirmaçao de compatibilidade dia 20/01, estou muito ansiosa para saber se a pessoa tb já foi contatada! Achei o máximo o blog e sempre entro aqui! Assim que souber do meu doador tb venho contar as novidades! Beijos a todos

    • Olá Deise! Que alegria saber que existe um(a) doador(a) para você. Fique na certeza de que a sua cura já foi providenciada e logo estará aqui compartilhando sua experiência. Uma boa semana!

    • ROBERTA disse:

      Que legal. Eu fico imaginando como foi que o meu receptor recebeu a notícia. Eu (doadora) chorei muito de alegria. Doar foi um presente que Deus me deu.

      • Deise Nais disse:

        Realmente pessoal é muita alegria! Este é meu segundo câncer e transplante, o primeiro foi um autólogo 2 anos atrás, fiquei 1 ano e meio em remissão e ele retornou. Fiz os testes com meus irmaos e eles nao eram 100% compativeis, mas como reajo muito bem a quimio, minha medica tinha cogitado fazer com eles um transplante haploidentico… E menos de 1 mes depois soube deste possivel doador! Fiquei preocupada com a demora e acabei encontrando este blog, amei as informaçoes! Creio que em breve terei esta confirmaçao, e venho contar para voces com toda alegria d mundo! Quem quiser me add no face tb meu nome é Deise Nais. Obrigado pelo carinho que fui recebida aqui, e parabens Helen pelo blog 🙂 beijao

  96. Léllison disse:

    Urgente!
    Recebi o telefonema do INCA dia 18/ e hoje 22/02 já fui em um hemocentro na idade vizinha de Sorocaba/SP (pois minha cidade é pequena e não tem hemocentro), fazer o exame de DNA de confirmação, mas a atendente do hemocentro já disse que sou compatível com uma criança de 10 anos, e esse exame é só uma confirmação, eu preenchi o formulário e minha resposta foi sim desde que me cadastrei há quase 10 anos, e estou decidido a salvar uma vida não só agora mas sempre que for convocado.
    Mas uma pergunta, estou acima do peso e eu posso escolher o modo de doação?, no meu caso eu prefiro o medicamento que aumenta a produção de células mãe, não ligo para efeitos colaterais se tiver, não me importo em ficar horas ligado a uma maquina doando medula, não tenho medo de agulhas, mas tenho muito medo da anestesia por estar acima do peso, entro em pânico só de pensar, vocês acham que o médico atenderá meu pedido?
    Caso contrário se o médico não aceitar minha opção, mesmo a vontade sendo grande de doar eu vou desistir.

  97. ROBERTA disse:

    Parabéns pela atitude. Quando fui doar, a equipe médica indicou anestesia geral. Eu sempre imaginei que a minha doação seria assim. Mas antes de qq coisa, eles fazem várias avaliações com o anestesista e se está tudo Ok. Uma amiga minha doou e foi com aquela anestesia q adormece da cintura para baixo. Cada caso é um caso. Não sofra antes. Os médicos jamais colocariam a vida do doador em risco. E você também pode optar pela forma que prefere. E como eu sempre digo: não existe milagre pela metade. O “cara” ladeira cima, sabe de todas as coisas. Mande notícias.

    • Léllison disse:

      Então, é que sou obeso e um médico aqui da cidade um vez disse que anestesia raquimedular é arriscado em pessoas obesas e eu sempre tenho mal jeito na coluna e dores lombares, eu posso pedir para o médico doar por aférese?
      Não tenho medo de agulhas, ou ter dores por causa do medicamento e nem ficar horas na máquina de aférese, também tenho síndrome do pânico e transtorno (TOC),e hipertensão, segundo uma médica que passei minha hipertensão é ligado ao emocional.
      Mas isso não me impede de querer doar, mas eu tenho para mim que o método mais seguro seria aférese.
      Você acha que um médico atenderia esse opção?
      A médica do hemocentro me disse que provavelmente farei a doação em Barretos.

    • Léllison disse:

      Uma outro medo que eu tenho, é que monha família tem pessoas que já tiveram complicações com anestesia, um tio foi fazer uma cirurgia simples e teve 3 paradas cardíacas, meu irmão operou o joelho ano passado e ficou muito tempo com uma cefaléia tão forte que conseguia ficar em pé, o próprio médico disse que era uma predisposição a anestesia, então tenho medo de estar na lista rsrs…, por isso a minha pergunta no posto anterior se eu poderia optar pela aférese, nem que eu precise ficar mais tempo em um hospital ou ter que viajar mais longe, para mim é o de menos.

      • Léllison disse:

        *Eu quis dizer que meu irmão não conseguia ficar em pé de dores de cabeça e tonturas, meu tio que teve a parada cardiaca foi reanimado e teve que cancelar a cirurgia, que seria no ouvido.

  98. Léllison disse:

    Espero que não marquem os exames muito longe da minha cidade, será que eu posso escolher que a doação seja por aférese?

    • Ola Lellison, as opções de doação geralmente são dadas pela equipe médica que será responsável pelo procedimento, e varia conforme a disponibilidade do hospital. Converse com os médicos responsaveis para checar a possibilidade de atenderem o seu pedido. Queremos vê-lo em breve compartilhando sua experiencia conosco.

      • Léllison disse:

        Contarei sim, hoje o Ameo me mandou uma mensagem falando que na verdade estou entre os prováveis compatíveis com uma pessoa, então vão analisar esses doadores potenciais e entrar em contato com o mais provável, será que esse processo demora?
        Tirei sangue para confirmação segunda em Sorocaba.

  99. Rubens dos Santos disse:

    Sou cadastrada há 8 anos, e recebi uma ligação semana passada que sou compativel com alguém, farei um outro exame para confirmação de DNA e se confirmado farei um check up de meu estado de saúde, minha familia tem histórico com complicações em anestesias, e eu estou muito preocupado mas não medirei esforços para salvar uma vida, será que posso optar pela doação por aférese? Desde a ligação semana passada quanto tempo levarei para doar?

    • Olá, as opções de doação geralmente são dadas pela equipe médica que será responsável pelo procedimento, e varia conforme a disponibilidade do hospital. Além disso existe também a condição do doador, têm uns que mesmo que queiram não conseguem doar por aférese. Quanto ao tempo até acontecer o seu procedimento de doação, é totalmente dependente da condição de saúde e prazos do tratamento do paciente. Esperamos que em breve você possa compartilhar as emoções de sua experiência.

  100. Paulo disse:

    Olá pessoal!! Sou cadastrado desde 2009 e na ultima sexta feira 19/02/2016 recebi a ligação do REDOME. Na terça- feira 23/02/2016 fiz a coleta de sangue no HEMOCENTRO de São Paulo!!!
    Alguém sabe me dizer se o REDOME informa ao menos o Estado ou País do receptor?

    • Deise Nais disse:

      Oi Paulo!!!! Informam sim, depois que confirmar normalmente eles dizem de onde é, idade e as vezes sexo. Depois de 18 meses de transplante, se for de teu interesse e do receptor o Redome coloca voces em contato :). Parabens pela decisao! Beijao

      • Paulo disse:

        Obrigado Deise!!! Eu, assim como muitos, não dava tanta importância. Não sei explicar, mas mesmo assim me cadastrei em 2009 em uma campanha. Depois da ligação que recebi eu percebi a importância de se cadastrar, as vezes a pessoa que esta ao seu lado em uma fila de banco ou em qualquer lugar que vc vá, essa pessoa pode ser compatível com alguém que esteja precisando muito, e coloquei como meta levar pessoalmente no minimo 10 pessoas para se cadastrar, já consegui 5 e espero multiplicar essa minha meta. Mesmo sem saber se vou ser o doador, estou muito feliz em saber que isso realmente funciona e não vou parar por aqui, quero levar milhares de pessoas para se cadastrar!!!

    • ROBERTA disse:

      Olá. O Redome não passa nenhuma informação do receptor. Quando fiz o check up final, o médico me disse q se retirada uma pequena quantidade da minha medula, pq o receptor pesava 16kg. Só isso q eu fiquei sabendo. Quando tive alta, me entregaram um papel com a evolução da internação. Onde constava o nome do hospital que o receptor recebeu a medula. Assim como o número do cadastro do receptor. Só isso.

  101. ROBERTA disse:

    Os exames confirmatórios demoram cerca de dois meses.

  102. Léllison disse:

    Li pessoas aqui contando que receberam a ligação do Redome mas depois não deram mais retorno, se caso não deram certo os testes finais de compatibilidade, ou por algum outro motivo não foi possível o transplante a gente fica sabendo o que houve?
    Eu já fiz a retirada de sangue segunda feira 22/02 no hemocentro em Sorocaba/SP e respondi a um questionário curto com algumas perguntas, incluindo estado civil, religião…, e todas as dúvidas foram esclarecidas na hora, muito rápido e fácil.

  103. Deise Nais disse:

    Oi pessoal! Como andam as confirmações? Meu exame ficou pronto, agora na ansiedade pelo exame do meu doador! Ansiosaaaaa! Não sei se já comentei aqui que tenho a opçao de fazer um transplante haploidentico, isso é receber a medula do meu irmão mesmo ele não sendo 100% compativel, vcs tem conhecimento deste transplante? Sabem se há bastante sucesso? Aqui no Clinicas em Porto Alegre foram feitos 4 e estao todos pacientes bem e em remissao 🙂

  104. Mariana disse:

    Olá boa noite, ah cerca de 6 meses fiz meu cadastro para doação de medula Ossea, por meio de uma campanha realizada na Universidade que estudo.
    Bom no dia 04 /03/2016 recebi a ligação do REDOME confirmando minha compatibilidade apos realização de novos testes.
    Bom fui informada sobre a doação por meio da Aferese, gostaria de saber se alguem aqui já realizou a doação por esse metodo e quais os desconfortos em relação a medicaçação administrada para aumento das celulas tronco. ( e se ouve alguma ) como foi a estadia, o pagamento das despesas, no meu caso vou levar um acompanhante. A acolhida no hospital, as informações dadas.
    Estou um pouco ansiosa mas super afim de doar e ajudar alguem.
    Agradeço e espero respostas. ate

    • Roberta disse:

      Eu doei por punção na bacia, mas já li depoimentos de quem doou por aferese, disseram que foi tranquilo. As despesas (inclusive do acompanhante) são pagas pelo Redome. A acolhida no hospital é maravilhosa, são verdadeiros anjos. Eles explicam como vai ser o procedimento, sanam todas as dúvidas. Sobre o receptor dão poucas informações, pois só a central do Redome que tem os dados e são confidenciais. Eu soube o peso do meu receptor e o Hospital que estava internado. Parabéns pela atitude. Salvar uma vida é muito bom.

  105. Camila disse:

    Olá, boa noite!
    Fiz o cadastro de médula no dia 03/03/2015 fui doar sangue para a avó de uma amiga, e lá no hemoba fiz o cadastro de medula.
    No dia 08/03/2016 me ligaram do Redoma dizendo que minha medula foi compatível com uma pessoa, fiquei sem acredita, parecia um sonho, me pediram para ir no hemoba colher duas amostras de sangue para outros testes, mais até hije não tive uma resposta será que demora muito?
    Será que falta quantas etapas, pois no dia que fui colher as amostras de sangue a enfermeira me disse que estava na fase 3.
    Não tenho maiores informações.
    Muito ansiosa, para poder ajudá essa pessoa.

  106. Deise Nais disse:

    Camila!!!! Que maravilha esta noticia! A maioria das pessoas esperam anos para serem chamados e tu em 5 dias! Tinha alguém te esperando! Eu estou do outro lado da historia, tenho leucemia e tb fiquei um mês na lista do Rereme, até que tb recebi a ligação (dia 14 de janeiro) que tinham encontrado um possível doador, fiz as confirmações (dia 20 de janeiro) e estou esperando… Infelizmente não fica ansiosa, leva uns 2 meses, tu pode ler aqui nos relatos…. Tb estou n fase 3 🙂 Dia 23 tenho medico e possivelmente eles me darão a noticia se confirmou ou não. Mas em breve tu deve receber uma nova ligação! Neste meio tempo, reze para o receptor da tua medula ficar bem, em remissão da doença que daí o transplante é rapidinho! Bom te ter aqui, quando tiver resposta venha nos contar : beijo Deise Nais

  107. Pablo disse:

    Gente, estou para doar medula nos próximos dias e eu escolhi a anestesia peridural por ela ser mais simples e rápida, visto que muitas pessoas que doam usaram ela, e também não quero ser sedado, estou tranquilo e quero ficar acordado durante o procedimento, mas o médico na primeira avaliação pareceu não gostar muito dessa minha petição, vi relatos de pessoas que passaram a noite no hospital e doaram de manhã, sendo liberados de alta a tarde, eu como doador tenho o direito de escolher qual anestesia quero e o direito de não ser sedado?

    • Ola Pablo, que bacana que a oportunidade tenha aparecido para você. Respondendo o seu questionamento, a anestesia é uma questão colocada pelos médicos que conduzirão o seu procedimento de doação. Pelos relatos que já ouvimos as opções são colocadas ao paciente nas consultas prévias a doação. Caso haja duvidas, recomendamos que consulte previamente a equipe médica que está responsável pelo seu processo de doação. Lembre-se que essa tua atitude é a chance de vida para alguém!!! Parabéns!!!

      • Pablo disse:

        Obrigado, mantenho a decisão de doar sim sempre que convidado, conversei pela net com pessoas que doaram em vários lugares do Brasil e foi rápido e seguro, muitos com alta no mesmo dia da doação, quero que seja assim pra mim também também

      • Pablo disse:

        Olha é que não ficarei a vontade no hospital, já sofri muito acompanhei pessoas em estado grave, terminal, e não quero permanecer lá, douo quantas vezes for preciso, sangue, medula óssea, plaquetas, mas pretendo doar e assim que me sentir bem sair, pois segundo o médico hematologista isso não altera em nada no organismo, por isso eu exigi uma anestesia leve e sem sedação, será que cedem ao meu pedido?,
        Infelizmente se não cederem não terei coragem de doar e não quero que uma vida se perca, mas não quero ficar em situação desconfortável também.

      • Oi, Pablo! É como dissemos, tudo deve ser conversado com a equipe médica. Mas só para contar como foi minha experiência quando fui fazer a coleta de medula, eu internei na noite anterior, pois o procedimento seria pela manhã bem cedinho. A anestesia foi a raqui e eu não fiquei sedada, então fiquei conversado com a equipe médica que estava realizando o procedimento. Sai do hospital no mesmo dia, no final da tarde, ok!

      • Pablo disse:

        Que bom Sérgio e Helen, foi muito tranquila e rápida sua doação e internação, espero que a minha seja assim também, então nesse momento eu já conversei com o médico e no meu caso eu pedi a anestesia peridural, conversei com muitos doadores que usaram, ela é como uma raqui mais leve de menor duração e mais superficial, ai o medico fez uma receita e eu tenho que fazer um laudo que poderá ser feito na minha cidade mesmo com um anestesista, e um laudo com cardiologista por que as vezes minha pressão sobe, aí sobre a anestesia ele disse que se caso o anestesista perceba alguma ansiedade ou desconforto no doador ele pode dar uma geral sem eu saber, e até me manter sedado, aí avisei que eu como doador não autorizo esse procedimento, pois estou tranquilo e apenas quero que seja rápido, nem que eu assine algum termo do hospital, ai o Dr. Colocou essas observações e ia conversar com a equipe, como minha família tem histórico de problemas com anestesias longas então eu espero que façam assim, falei sobre sair no mesmo dia e ele disse que esse hospital tem que ficar 72 horas em observação(3 dias) ai comentei que conversei com doadores e a maioria só dormiram no hospital no dia anterior e doram no dia seguinte e sairam no mesmo, até citei alguns relatos aqui do site, ele disse que não tem esse costume, ai perguntei se caso eu me sentisse bem a tarde de eu poderia sair, ele disse que somente se eu morasse na cidade, como eu exigi aí ele colocou essa observação pra levar a equipe, olha se a doação é tão simples e sem complicações como eles falam nas campanhas achei muito estranho isso.

    • Pablo disse:

      Gente estou com muito medo, será que podem mudar o tipo de doação pela aférese?, não estou nem dormindo e comendo direito, meu coração acelera de me imaginar internado em um hospital sendo perfurado e vi em um video que usam uma agulha grande e nem trabalho direito de tanto pânico e nem quero pensar em desistir pois imagino a aflição de quem só tem o transplante como alternativa, mas isso já está sendo desgastante demais pra mim, visto que sou eu que decidi doar será que posso exigir que mudem para aférese?, isso está me atrapalhando de tanta preocupação, todos os emails que mando para a pessoa que se comunica comigo que acredito que seja do inca ela apenas responde que depende da equipe medica e só fala isso, a mesma medula que vai ser retirada da bacia não é a mesma que posso doar pelas veias do braço? decidi que não vou mais carregar esse peso ou me atendem ou talvez eu não doarei mais,tenho muita vergonha de escrever isso mas minha saúde esta sendo prejudicada com tanta procupação

      • Pablo disse:

        Desculpe o desabafo gente, agora estou com medo de ter desencorajado alguém, conversei agora a noite com uma funcionária da saúde da minha cidade e ela me tranquilizou muito, e os depoimentos desse site também, me desculpem o desabafo exagerei, realmente não há risco nenhum e agora eu é que estou ansioso para doar graças a Deus, foi só um susto e acredito que a falta de sono e o estresse aumentou tudo isso, doarei sim gente, da maneira que o médico achar melhor, torçam e orem por mim vou fazer os exames o meu estado de saúde essa semana

      • Pablo, tenha certeza de que voce esta salvando uma vida. O paciente depende de voce! Contudo a ansiedade é normal, estaremos torcendo e orando por voce e pelo paciente.
        Abs
        Sergio

  108. Deise Nais disse:

    Pessoal conforme prometido venho contar que encontrei meu doador 100% compativel! Gostaria de agradecer por todo apoio que esta pagina me deu nestes ultimos meses! Devo fazer o transplante dentro de 6 meses, estou muitoooooo feliz!!!!! Beijos Deise Nais

  109. Carolina Borges disse:

    Oi, Pablo. Meu nome é Carolina e tenho uma filhinha de quase 2 anos que luta contra a leucemia desde os 9 meses. Em dezembro passado ela se submeteu a um transplante de medula óssea e posso dizer que o procedimento pra ela foi super tranquilo, pois se compara a uma transfusão. Eu entendo toda a sua preocupação e ficarei sempre tentando te mandar muita energia positiva, pois o que você irá fazer por alguém na mesma situação de minha filha, não tem preço. A doadora de minha filha doou por punção da medula óssea e portando doou medula óssea. Para doação via aférese, você tomaria um medicamento que aumentaria o número de células tronco em sua corrente sanguínea e portanto o termo correto a ser usado seria doação de células tronco (pois neste caso não se doa medula).
    Nesta luta de mais de um ano que estamos, minha filha já fez mais de 60 transfusões de sangue e plaquetas (que se compararia com uma doação via aférese) e mais de 10 punções da medula óssea (pra exame mielograma). Este procedimento deve doer sim e causar um desconforto, mas o câncer deve doer comparavelmente muito mais e espero que esta dor você e sua família nunca tenha que sentir.
    Nós não temos como agradecer ao doador estes dias de angústias e incertezas, mas quero que se coloque no lugar de alguém que está doente e entenda a felicidade em saber que terão a oportunidade de continuar lutando e tentar vencer uma doença ou uma má-formação da medula. Você é esta felicidade da vida de alguém e a única oportunidade para que a luta continue, e pode ter certeza que a luta ainda será árdua para estes guerreiros.
    Se eu pudesse trocaria de lugar com você para ser a doadora de alguém ou poder tirar esta angústia de seu coração. Receba meu abraço virtual e não desista, por favor.

    Continuarei com minhas orações por você para ter um procedimento tranquilo e para o receptor, para que tenha forças e saúde estável para poder receber o melhor presente que poderia receber de alguém neste momento: vida.

    Obrigada de coração e se quiser uma foto de minha filhinha para trazer forças para não desistir, entre em contato comigo.

    Fique com Deus e muita paz e tranquilidade ao seu coração.

    Carolina Miashiro Borges

    • Pablo disse:

      Muito agradecido pelas palavras Carolina, estou até sem jeito e envergonhado agora, na minha cidade duas crianças morreram de leucemia e sei como é, eu estou decidido a doar sim e não vejo a hora, conversei com uma funcionária do posto de saúde da minha cidade e ela me esclareceu muita coisa ontem e hoje você também fez a diferença para mim com seus comentários, obrigado pela torcida e pelas orações, essa semana farei um laudo com cardiologista e anestesista, sei que vai dar tudo certo agora e que Deus os abençoe, que cada pessoa da fila de espera encontre seu doador compatível, e que o número de doadores cresça mais e mais!

    • ROBERTA disse:

      Oi Pablo. Eu doei medula faz um ano, foi por punção no osso da bacia. A dor é localizada, suportável e muito parecida com uma dor muscular (causada por uma atividade física). Mas a emoção de salvar uma vida….ah, essa é enorme, não tem como explicar. Agradeço a Deus por ter me abençoado e ter me escolhido para ser a doadora.

  110. Pablo disse:

    Outra dúvida, como eu estou um pouco acima do peso e tenho problemas de ansiedade e um pouco de transtorno obsessivo e pânico(lembrando que estou bem calmo agora e aprendi a lidar com tudo isso…), e minha pressão sobe as vezes, eu relatei ao médico tudo que passa comigo, desde os medos, dúvidas, e o médico solicitou um laudo de risco cirúrgico de anestesista e cardiologista, posso fazer em algum médico da minha região de minha preferência, aí optei pelo médico que fez os laudos da minha mãe, que fez os laudos de anestesia e cardiologia dela quando ela fez cirurgia no olho, mas fiquei um pouco assustado com essa palavra”risco cirurgico”, alguém aí teve que fazer esse laudo?
    Bom, não sou de praticar exercícios no momento mas ando bastante a pé, mudei muito minha alimentação e hoje ela é mais saudável e como muita verdura, tomo pouquissimo refrigerante, mesmo antes da solicitação para doar medula eu já havia mudado muita coisa e evito também o estresse.
    Desde já muito agradecido a vocês, mas sobre o laudo de risco cirurgico alguém aí já fez?

  111. pam disse:

    oi gente. bom dia.

    tenho interesse em fazer a doação também. tenho 20 anos. nao estou falando isso aos quatro ventos sabe, mas conversei com meus pais e duas amigas sobre oque pretendo fazer. minha mae mesmo com medo disso, me apoia muito. meu pai é que nao gostou muito da ideia. estou mais é desabafando aqui.. quero muito doar. E pelo que vi, não é da noite pro dia que serei chamada, pode levar até anos pra achar alguém compatível . esse tempo é bom, assim aqueles que nao apoiam muito terão um tempo pra se acostumar com a ideia. hehe .. amei esse espaço aqui!

  112. soudoador disse:

    Bom dia!
    também sou doadora e tive a emoção e a benção de ser compatível com uma pessoa que precisava. Uma pena que só agora que encontrei seu blog. Parabéns pela iniciativa!!!
    Eu também fiz um para relatar meu dia a dia. http://www.soudoadordemedula.wordpress.com

    Vamos juntos convencer mais pessoas a se cadastrarem e a fazerem o bem.
    “Um dia na sua vida, por uma vida inteira.”

  113. Josemir Andersen disse:

    olá,queria saber porque q a pessoa q faz a doação não pode conhecer a pessoa q recebe durante um ano e meio?

  114. ROBERTA disse:

    Porque pode ser que o receptor não resista. E o doador fique se culpando….Minha medula não “presta”, etc. Também pode ocorrer do doador querer cobrar $$.

  115. ROBERTA disse:

    Olá. Eu doei medula é fiz esse laudo, mesmo estando com peso ok, praticando exercícios físicos diariamente, alimentação saudável e etc… Esse laudo é comum ter que fazer, antes de tomar anestesia. Eles atribuem uma nota para você. Se é fumante, se tem alergia, se já tomou anestesia, incluem o eletro. A médica me explicou como funciona a anestesia. Perguntou se eu tinha dúvidas. Etc…. Enfim… Eu passei Rss e doei medula faz um ano.

  116. Emily disse:

    Alguém sabe me informar o peso mínimo que eu preciso ter para que eu possa doar medula?

  117. Danilo Lobo disse:

    auguem que possa me dizer se o receptor for de outro estado ou país..é preciso viajar ou a medula vai congelada..segunda feira farei a coleta no hemocentro para ver a compatibilidade ..

    • Emily disse:

      Você irá doar sua medula no centro de transplantes mais próximo de sua casa. O doador não precisa locomover-se até o local do transplante. É a medula que vai congelada num saco como se fosse sangue.

  118. Carolina disse:

    Parabéns pela atitude, Danilo. Espero que a compatibilidade seja confirmada e vc possa ser o par perfeito de alguém. Se for uma pessoa de outro país, a medula (se for feito através de punção) ou as células tronco (se for feito através de aférese) serão refrigeradas e tem até 72h para chegarem ao local do receptor. No entanto, geralmente esta locomoção demora menos de 24h, pois quanto mais fresquinha, melhor. O material só é congelado em casos extremos e já no local onde o receptor se encontra (suponha que haja uma recaída ou algo assim).

    Um grande abraço e boa sorte,

    Carolina (mãe de uma bebê que teve a sorte de encontrar um doador e apesar de ainda na luta, se encontra bem).

  119. Vânia Demonte disse:

    Boa tarde a todos! Há exatos dois meses me ligaram dizendo que sou uma possível doadora de medula. Fui no Hemocentro no mesmo dia e realizei nova coleta de sangue para confirmar a compatibilidade. Mas até agora não tive retorno. Alguém sabe me informar quanto tempo pode demorar para o Redome me ligar para informar se o transplante será feito ou não?

  120. Deise Nais disse:

    Oi Vania! No meu caso irei receber a medula, tb recebi a ligação e também fiz a confirmação, minha confirmação demorou 2 meses para sair… Deve estar saindo em seguida! Infelizmente se você não for compativel ou se o receptor ainda não estiver apto, tivemos relatos aqui no blog, eles não avisam 🙂 acho muita sacanagem, pois vejo que vcs ficam tão ansiosos quanto nós :). Mas vai confirmar, eu acredito! Venha nos contar ok? Beijao

  121. Andréa disse:

    oi pessoal. Há 8 anos atrás teve uma campanha na faculdade que eu estudava para novos cadastros de doadores de sangue e de medula. No dia fiz a doação de sangue e como passei mal nem fizeram a coleta o cadastro de doação de medula. Há 3 anos conheci um rapaz com leucemia que não conseguiu doadores na família. Perguntei se poderia fazer algo, mas ele disse que a chance era muito pequena e não valia a pena meu esforço. Ele tava bem triste e desenganado com a situação. Recentemente ele convidou a mim e a meu esposo pra sermos padrinhos deles, pois ainda não era batizado. Na hora da celebração eu olhava pra ele e comecei a senti uma aflição muito grande. Não queria vê-lo morrer sem ter feito nada. Acho que o que eu senti e sinto é parecido com o que a mãe dele deve tá sentindo. O batizado foi no sábado, na segunda fui ao hemocentro saber o que poderia fazer por ele. Me informaram que eu só poderia fazer o cadastro e esperar. Não podia fazer diretamente pra ele. Tinha que ir pro REDOME e esperar. Fiquei triste, mas fiz mesmo assim. Se quando cruzarem nossos dados e não forem compatíveis, não tem problema, pelo menos tentei. Mas ficaria muito feliz se pudesse doar pra ele ou pra qualquer outra pessoa. Se hoje sofro com ele, tem muitas outras pessoas sofrendo por outras pessoas. Se eu quero que ele encontre um doador tem muitas outras pessoas também com o mesmo desejo. Estou tentando convencer outras pessoas a se cadastrarem também. Talvez a gente salve uma vida e nem sabe que pode fazer isso. Espero ser chamada um dia.

  122. ROBERTA disse:

    Para o doador não se culpar, caso não dê certo. Para evitar cobranças $, etc

  123. Angela Monique disse:

    Olá meu nome é Angela Monique e recebi um telegrama nesta semana informando que eu seria possivelmente compatível com um paciente… Fiquei muito feliz e logo entrei em contato com o REDOME pelos números q constavam no telegrama… A moça que me atendeu apenas pediu meu nome completo e telefone e falou q iriam entrar em contato comigo… Mas já fazem alguns dias e não obtive retorno… Liguei novamente hj e foi a mesma coisa… Estou ansiosa… Quero muito ajudar essa pessoa que precisa de mim…

  124. ROBERTA disse:

    Que bacana. Mas é assim mesmo, o Redome quase nos mata de ansiedade Rss.

  125. Fabia Cristiane disse:

    Boa noite,meu nome é Fábia Cristiane,tenho 33 anos e me cadastrei em 2005, e mês passado,(abril de(2016) fui contactada pelo REDOME, aí meu Deus, achei que já era para eu sair correndo pra doar,quando ouvi a moça dizer que eu era compatível, se ainda eu tinha interesse,Claro! Respondi feliz da vida.
    Mas ainda era o primeiro contato, o HEMOAL entrou em contato e logo fui fazer a coleta, passaram- se 40 dias e me ligaram novamente,para que eu fosse novamente fazer mais uma coleta, a moça do REDOME falou que é a fase 3, seria a última,caso eu fosse 100% entrariam em contato comigo.
    Estou tão ansiosa, peço a Deus todos os dias para que o paciente que esteja precisando,fique bem,para que eu possa doar.
    Sou doadora de sangue,plaquetas e não vejo a hora de doar medula.
    Tenho medo de não ser compatível
    É normal passar por duas triagens?

  126. ROBERTA disse:

    Sim, é assim mesmo.

  127. Fabia Cristiane disse:

    Oi,essa segunda coleta é quando somos compatíveis, ou é nessa coleta que vão saber?
    É nesta fase que demora dois meses pra sair o resultado?

  128. ROBERTA disse:

    O exame de compatibilidade demora cerca de dois meses.

  129. Mirella disse:

    Fiquei mais ansiosa ainda depois de ler esses comentários. Recebi a ligação do REDOME na semana passada e ontem (06/06/16) fui até o hemocentro e coletei a amostra de sangue. É uma pena esse processo ser tão demorado, pois estou tentando engravidar… e gostaria muito de poder realizar esses dois sonhos. Estou em oração para que dê tudo certo!

  130. Danielison disse:

    Bom dia!
    Gente como postei aqui recebi o telefonema da possível compatibilidade em fevereiro, tenho novidades, posto minha experiência de doador aqui mesmo nesta seção?

  131. marcia cristina de freitas disse:

    Oi gente!!! Ainda espero todos os dias por uma ligação do Redome. Fiz a coleta pra compatibilidade em fevereiro e até agora nada,nem uma resposta. Queria tanto ajudar…to começando a pensar q não deu certo. 😦 . A confirmação de alguém demorou tanto assim??? Bjksss a todos!!! 🙂

    • Danielison disse:

      Eu fiz em fevereiro também, me ligaram dia 18 e dia 22 eu já estava tirando sangue para confirmação em Sorocaba, olha as vezes a pessoa pode não estar em boas condições de saúde para o transplante, ou infelizmente o caso dela era grave e não resistiu, eu depois disso dia 21 de março fiz os exames clínicos em Belo Horizonte, e no dia 13 de abril fiz a doação de medula por punção, menos de dois meses entre a ligação e a doação.
      Mas de qualquer maneira parabéns pela sua atitude, você quer ajudar e está fazendo a sua parte.

      • marcia cristina de freitas disse:

        Que legal!!!! foi tudo tão rápido,a sua doação. Quem sabe minha hora ainda chega,rsrrss. Depois de recebermos a ligação (que eu tbm achei q fosse trote) a nossa vida muda,eu penso todos os dias na pessoa e rezo por ela sem saber quem é, meio doido isso ne?rsrsrs. Enfim estarei sempre pronta pra ajudar. Abraços!!!! 🙂

  132. Gleicyele disse:

    Olá, hoje tentaram contato comigo por diversas vezes, porém como o número era desconhecido, meu celular acabou bloqueando. Mas graças a Deus eu havia informado no meu cadastro (há 3 anos) o número da minha mãe. Entraram em contato com ela e informaram que encontraram um paciente compatível comigo. Quando soube fiquei muito feliz, sinto como se tivesse ganho na loteria por ser privilegiada em poder ajudar uma pessoa, quem quer que seja, em qualquer lugar.
    Amanhã vou retornar para informar minha vontade em doar.
    Estou muito ansiosa, mas queria saber sobre os procedimentos, quanto tempo leva até a efetiva doação e onde será realizada.
    Gostaria de saber também se é possível contato depois com o receptor, queria muito saber sobre o resultado.
    Estou torcendo para tudo ocorrer bem daqui em diante para que eu possa proporcionar tamanha felicidade a quem precisa.

    • Danielison disse:

      Primeiramente parabéns pela sua atitude, lendo o seu comentário deu até saudades de quando me ligaram em fevereiro, imagino a sua ansiedade rsrs…, então recebi essa ligação e relutei em atender por ser desconhecida, mas como insistia eu atendi, recebi dia 18 de fevereiro e confirmaram meus dados, e perguntam se a gente mantém decisão de doar, caso contrário tudo encerrava ali, respondendo SIM, no dia seguinte me ligaram para ir no hemocentro mais próximo fazer o exame de confirmação, como moro em Angatuba, região sul do estado de São Paulo fiz a confirmação no hemocentro de Sorocaba, fui com o transporte da prefeitura mesmo, depois no inicio de março me ligaram e mandaram por e-mail o endereço da consulta que foi dia 21 de março em belo Horizonte, são exames de sangue, radiografia do tórax, eletrocardiograma, o médico conversa bastante com a gente e esclarece tudo, e já soube o dia da doação que foi 13 de abril de manhã, doei por punção na bacia e foi tudo muito tranquilo e conversando com a equipe médica, o local da doação depende muito, eles mandam um motorista, e se precisar de avião é por conta deles também, será em um local fácil para você ou para o receptor, ele pode até ser de outro país, ai no caso a medula vai congelada, o contato é possível depois de um ano e meio, por meio do Redome, e podem se conhecer se o receptor e doador quiserem, todo o meu processo durou um pouco menos de 2 meses, o INCA agenda tudo com antecedência, e depositam uma quantia, reservam um hotel com direito a acompanhante, tudo muito bem planejado e seguro, parabéns pela sua decisão e mantenha-nos informados.

      • Gleicyele disse:

        Nossa que emocionante. Estou muito ansiosa mesmo.
        Hoje eu retornei, tudo certo, confirmei minha vontade so aguardo retorno do hemocentro da capital do estado que moro (mato grosso) p eu fazer a coleta e ver a compatibilidade.
        Estou muito feliz, mas confesso q estou com medo de não se verificar a compatibilidade, porque estou pensando muito no meu receptor, a esperança que possivelmente ele nutre por essa doação.
        Em nome de Jesus vai dar tudo certo, não vejo a hora.
        Contei a minha família e todos ficaram muito inspirados em se cadastrar, já vão ir no hemocentro.
        Pra mim foi uma dádiva pq moro no interior e aqui não tem hemocentro e dificilmente tem esses projetos de cadastro. Para se ter uma noção a primeira e última vez foi no ano que fiz o meu, 2013.
        Muito triste isso, mas enfim, graças a Deus vai dar tudo certo.
        Quanto a conhecer o receptor, fiquei um pouco triste por não poder. Mas entendo perfeitamente as razões. Ja to ansiosa até pelos 1 ano e meio que vai passar rsrsrs

  133. Danielison disse:

    Puxa que bom, que Deus te abençoe nessa jornada, imagino a ansiedade rsrs…, então geralmente quando ligam é por que já foi confirmado, o exame é mais um refinamento, as vezes você pode estar entre as possíveis doadoras dessa pessoa, e vão comparar seu DNA com o de outras, o hemocentro geralmente só em cidades maiores mesmo, aqui tive que ir em Sorocaba que fica há uns 100 Km de onde estou, eu fiz meu cadastro em março de 2008 em uma campanha que teve para um menino aqui da cidade, passou até na Globo na época por que aqui sendo uma cidade pequena de 20 mil habitantes conseguiu 3200 doadores, mas infelizmente não encontraram doador e o menino faleceu, aqui o vídeo da campanha do AMEO em minha cidade.

  134. Danielison disse:

    Puxa que bom, que Deus te abençoe nessa jornada, imagino a ansiedade rsrs…, então geralmente quando ligam é por que já foi confirmado, o exame é mais um refinamento, as vezes você pode estar entre as possíveis doadoras dessa pessoa, e vão comparar seu DNA com o de outras, o hemocentro geralmente só em cidades maiores mesmo, aqui tive que ir em Sorocaba que fica há uns 100 Km de onde estou, eu fiz meu cadastro em março de 2008 em uma campanha que teve para um menino aqui da cidade, passou até na Globo na época por que aqui sendo uma cidade pequena de 20 mil habitantes conseguiu 3200 doadores, mas infelizmente não encontraram doador e o menino faleceu, aqui o vídeo da campanha do AMEO em minha cidade.

    • Danielison disse:

      Comentei duas vezes sem querer, achei que meu comentário não tinha sido enviado, qualquer cisa a pessoa que gerencia pode excluir um dos dois

  135. Juliana disse:

    Fiz o meu cadastro recentemente e estou BASTANTE ansiosa, muito mesmo! Mas tenho uma dúvida: já ouvi falar que caso comprovado a compatibilidade, não é possível conhecer o paciente receptor. Mas e se os dois quisessem muito que esse encontro acontecesse? Como que funciona? Existe um tempo mínimo para o encontro ou isso nunca acontecerá? Aguardo respostas, beijos e saúde para nós todos! 🙂

  136. ROBERTA disse:

    Receptor e doador podem se conhecer após 18 meses do transplante, se for da vontade de ambos.

  137. ROBERTA disse:

    Que sua atitude inspire muitas pessoas.

  138. Thais Carvalho disse:

    Olá pessoal, sou de Linhares-ES e me chamo Thais. Sou doadora de sangue e me cadastrei para doação de medula a quase 2 anos. E eu nunca entendi o porque desse assunto mexer tanto comigo (doação), é um amor que eu nunca soube explicar. E hoje 07/07/16 eu recebi uma ligação do Redome dizendo que eu sou possivelmente compatível com um paciente, e confesso: foi uma ligação que posso falar com toda a certeza que me trouxe a notícia mais feliz que tive na vida, parecia que eu tinha ganhado na mega sena, rs.. nao consegui conter o choro e a tremedeira, rs. Porém a pessoa disse que minha compatibilidade estava em torno de 50%, o que me deixou um pouco triste, porque pra mim eu ja queria desligar o telefone e ir doar, de tanta emoção. E acho que como a maioria das pessoas que recebem essa ligação, procuram tirar suas duvidas, e foi assim que encontrei vcs. Estou aguardando ansiosamente por uma nova ligação dizendo que estou próxima dos 100%, porque me emociono so de pensar que eu posso SALVAR UMA VIDA, me faltam palavras pra continuar escrevendo!!! Queria mesmo, com todo o meu coração que eu pudesse ser compatível!!! Alguem sabe me responder se quando eles chegam a ligar assim, se é mais provavel que realmente vc seja compatível ou se existe grande possibilidade de nao dar certo?! No meu caso, ainda nem ralizei exames, so recebi a ligação de primeiro contato mesmo, pra atualizar o meu cadastro. Um beijo a todos, e vamos continuar porque juntos somos mais fortes. Muito amor pra todos.

  139. Lívia disse:

    Oi, boa noite!

    Tenho quase 20 anos e estou com essa ideia em mente já tem alguns dias, acredito que estou vendo mais gente partindo do que nascendo, e isso me incomoda. Já perdi uma familiar por conta de câncer, não em específico que necessitava de transplante de medula, mas acredito que ter a oportunidade de dar essa nova chance de vida a alguém deve ser muito gratificante.

    Confesso que tenho medo, gigantesco até mesmo por coletas de sangue e dentistas como foram citados em alguns comentários, mas estou disposta a superá-los.

    Gostaria de saber se o procedimento a ser feito na coleta pode ser escolhido, entre a doação pela punção da bacia ou aférese. Tenho uma certa preferência, mas nada a ponto de me fazer desistir. Gostaria de ter essa oportunidade e de sentir que realmente fiz algo útil nesta vida.

    Também tenho dúvida sobre as restrições para a doação, ainda não cheguei ao cadastro então isso ainda me faz ter algumas dúvidas simples.

    Espero que dê tudo certo na doação de sangue, nos exames e que algum dia alguém possa estar vivo por um empurrãozinho que Deus deu ao me encorajar e permitir superar meus medos ❤

    Gratidão desde já.

  140. ROBERTA disse:

    Sim, o paciente pode escolher o tipo de coleta. No ato do cadastro e durante todas etapas ( se vc for compatível com alguém), sempre são sanadas todas as dúvidas.

  141. Idacir disse:

    Olá, em algum momento terei que ir para o redome no Rio? Ou os exames complementares podem ser feitos no hemocentro da minha cidade?

  142. Marcos disse:

    Bom dia Sérgio e Helen,
    Já estive aqui ano passado quando recebi um comunicado de uma provável compatibilidade. Fui ao Hemocentro fazer os exames complementares e muito feliz por poder ajudar alguém. Isto foi no mês de maio. Depois disto nunca mais recebi nenhum contato do REDOME. Tentei ligar nos números informados no site e não conseguia contato, ninguém atendia ou não completava. Enviei email e nunca me responderam. Estava preocupado porque ia sair do país final de Dezembro por motivo de serviço e não sabia se era ou não compatível, se tinha como deixar a informação do endereço no exterior onde eu estaria. Enfim, até hoje não sei sequer o resultado dos exames complementares, não sei se me procuraram mais tarde, embora ache difícil que demore tanto.. Se souber de uma forma de contato com eles eu agradeço,. Mas a verdade é que fiquei muito decepcionado com tudo isto. Desculpa o desabafo. Deus abençoe a todos.

    • Olá Marcos! Não há motivos para ficar decepcionado. Infelizmente isso que você acabou de relatar é muito mais comum do que imaginamos. Quando um paciente precisa de uma nova medula óssea a única alternativa que tem são os doadores, portanto algumas hipóteses para o que aconteceu: sua medula não foi totalmente compatível e acharam um doador com melhor compatibilidade e o paciente está bem ou o paciente não sobreviveu. E em ambos os casos raramente os potenciais doadores são informados. Agora, caso você esteja de mudança de cidade ou país não se esqueça de atualizar os dados cadastrais no site do redome, clicando aqui, e se for para o exterior alguém no Brasil tem que estar ciente sobre a sua decisão para poder avisá-lo. Boa sorte!

  143. Laís disse:

    Boa tarde! Meu namorado foi diagnosticado com leucemia em 2014 (graças a Deus está respondendo bem ao tratamento) e desde então tenho muita vontade de me cadastrar como doadora.
    Porém, me falta um pouco de coragem… Comecei a ler os depoimentos e fiquei mais segura, mas por ser muito pequena (tenho 22 anos, 1,50m e 45kg), tenho medo de que a quantidade de medula a ser retirada me faça falta, não sei muito sobre o assunto.
    Será que existe algum risco quanto a isso? Sei que sangue não posso doar, devido ao peso, mas essa restrição existe também para a doação de medula?
    Obrigada! E parabéns pelo blog, é muito inspirador!

    • Danielison disse:

      Olha, a única restrição que o médico me disse é doença infecciosa como hepatite, aids, chagas entre outras doenças do sangue, não há risco nenhum para o doador, este apenas tem que estar com boa saúde, eu doei dia 13 de abril por punção na bacia, foi retirado 1400 ML de medula, entre 4 e 10 dias o organismo já repõe e não faz diferença para o doador, fiquei acordado durante a doação e não senti nada, no mesmo dia a tarde eu já estava caminhando normalmente, quanto a peso acredito que não, se você tem baixa estatura mas tem boa saúde acredito que isso não vá influenciar, antes de tudo é feito uma avaliação médica que inclui raios X, exame de sangue, eletrocardiograma, então vá em frente sem medo!

      • Laís disse:

        Obrigada pela resposta Danielson!! Estou cada vez mais inclinada a me cadastrar mesmo… Deve ser uma sensação indescritível essa de REALMENTE ajudar alguém né?

  144. Patrick disse:

    Olá,

    Em primeiro lugar gostaria de dizer que li cada um dos muitos comentários aqui e queria dizer que fiquei muito feliz com o que vi, são pessoas especiais, que fazem a diferença e que agora salvam vidas rs.

    Eu me cadastrei esta semana como doador, confesso que não sei bem o motivo, mas passei a semana toda
    Com isso na cabeça, como se estivessem me chamando, como se alguem estivesse precisando de mim.

    Acredito neste chamado porque pra mim não é tão simples, passo por um momento terrivel em minha vida, com depressão e sindrome do pânico, o que interfere drasticamente na minha vida. Mas mesmo com tudo isso, essa sensaçao estranha foi mais forte que eu.

    O curioso é que nao havia campanha, nao li na internet ou na tv sobre o assunto. Apenas surgiu na minha cabeça que eu deveria me tornar um doador de medula. Assim, mesmo com toda minha dificuldade, peguei meu carro e fui ao hemocentro da minha cidade fazer o cadastro. Agora, quero muito que de certo, quero muito salvar uma vida. E, se assim for, vou me sentir um
    Homem realizado e feliz e, acima de tudo um privilegiado por poder ter a honra de ajudar a salvar uma vida.

    Seria bom se as pessoas se preocupassem mais com o proximo, sem esperar nada por isso. O mundo precisa de pessoas assim, o nosso mundo tem sim salvação, e ela está em cada um de nós.

    Agora
    Vou ficar na espectativa de ser convocado a poder salvar uma vida, é esse pensamento que me motiva a torcer todos os dias para que encontrem uma pessoa compativel comigo.

    Como alguem disse por esses comentários, façamos o bem, sem olhar a quem. Aqui somos pai, filho, irmao. E, um dia poderemos passar por isso, que deve ser desesperador para uma familia inteira. Eu sou pai e nao suporto se quer a ideia de ter um filho meu nessa situaçao. Portanto, vamos fazer o bem, ajudar ao próximo, levar essa corrente do bem o mais longe que pudermos, certamente nos também seremos beneficiados por isso.

    Hoje estou enfrentando um dos piores, se nao o pior monento da minha vida. Mas, encontrei aqui dentro de mim um pouquinho de força e coragem para tentar de alguma maneira ajudar alguem que certamente está precisando da minha, ou da nossa ajuda.

    Que Deus abençoe cada um de vocês por todo amor, compaixão e bondade que propagam por onde passam.

    Me senti feliz em ler seus comentários. E agora me sinto honrado por fazer parte dessa comunidade de doadores, de salvadores da vida.

    • Danielison disse:

      Olha Patrick eu estava como você, no final do ano passado e início desse ano eu estava em pânico, preocupação excessiva, e pelo que pesquisei tinha todos os sintomas de depressão e síndrome do pânico, mas eu não comentava com ninguém, aí dia 18 de fevereiro cheguei em casa e estava bem desanimado e umas 6 a tarde o celular tocava e era um número desconhecido, e eu não atendia e o numero insistia, aí atendi e era uma pessoa se identificando do instituto do câncer e dizendo que eu era um possível doador de medula para alguém compatível e me perguntando se eu mantinha a decisão, eu respondi que sim de imediato, e olha pra quem estava sem ânimo nem de sair na rua, dia 22/02 eu já fui de madrugada a Sorocaba uns 80 Km daqui fazer exame de sangue para confirmação e dia 21/03 já estava em BH fazendo exames e conversando com um médico do HC, olha se fosse uma viagem”normal”eu nem iria, não teria ânimo para tal, ainda mais 800 Km aqui de casa, mas toda essa situação colocou uma vírgula em minha vida, ocupei tanto a mente pesquisando sobre isso, vendo relatos de pessoas que estão esperando doador, vendo relatos de quem doou aqui nesse blog, inclusive conversei com um psicólogo que foi conversar comigo um dia antes da doação e contei tudo o que eu havia passado nos últimos meses, mas essa sensação de pode salvar alguém tinha me”curado”de tudo aquilo, ele me parabenizou pela atitude e pela minha superação, olha não é a toa que você se cadastrou, tudo o que você passou tem um porque e você vai ter uma recompensa.
      Parabéns pela sua atitude e saiba de uma coisa sempre, você é mais forte do que imagina!

  145. CLAUDIO MARCOS BARBOSA disse:

    Bom dia ,

    Meu nome é Claudio Marcos Barbosa sou de SP Capital e sou mais um doador de medula óssea.

    Depois muitas pesquisas a respeito e de pedir uma ajuda á Deus para que eu tomasse a decisão correta , enfim fiz meu cadastro de doador de Medula Óssea . Espero que minha pequena atitude ajude a salvar alguma vida. Depois de pesquisar muito e ouvir alguns relatos de doadores confesso que foi muito mais tranquilo para o cadastramento.

    Que Deus também possa abençoar muito mais pessoas com este gesto de amor ao proximo .

    Claudio

  146. ROBERTA disse:

    Parabéns pela atitude

  147. ROBERTA disse:

    Pode ter certeza que o “chamado” foi a oração das famílias que esperam por um doador VOCÊ.

  148. ROBERTA disse:

    Mande um email para o Redome e tire todas as dúvidas. A equipe médica faz um cálculo do quanto a pessoa pode doar. Jamais colocarão a vida do doador em risco. Eu também sou pequena e salvei a vida de uma criança. Quem sabe também tem uma criança precisando de você…

    • Laís disse:

      Vou fazer isso Roberta!! Deve ser ótima essa sensação de ajudar alguém né? E se tiver alguém por aí precisando de mim eu também não pensaria duas vezes. Ainda mais vendo de perto o quanto a leucemia faz todo mundo sofrer.
      Obrigada pela resposta!

      • Danielison disse:

        Parabéns pela sua decisão, como a Roberta disse eles jamais colocarão em risco o doador, e ainda mais a doação de medula que não traz praticamente risco nenhum, eu doei 1400 ML, fiquei sabendo dessa quantia durante a doação e me assustei kkkk…, mas o médico garantiu que até 1600 ML eu poderia doar sem nenhum comprometimento, meu hemograma antes e após a doação não teve nenhuma alteração significativa, colocaram um soro durante a doação que ficou em mim até quando fui no quarto, lembro que estava escrito cloreto e mais algumas coisas, fique tranquila, é tudo 100% seguro e os médicos não fazem nada sem consultar o doador.

  149. ROBERTA disse:

    Não terás que ir ao Redome. Eles indicaram o centro de referência mais próximo, tudo pago pelo Redome.

  150. CLAUDIO MARCOS BARBOSA disse:

    Tenho certeza disto Roberta , agora que Deus ache alguém compatível . Oro todos os dias para que mais pessoas sejam salvas.

  151. Danielison disse:

    Bom dia!
    Meu agradecimento, hoje faz 4 meses que eu estava saindo para BH fazer a doação, tenho muitas saudades daqueles dias de expectativa, o pessoal do Redome ligando, enviando e-mais, eu entrando aqui no site toda hora ler os depoimentos, é inevitável pesquisar sobre esse assunto e o Google não”mandar” a gente pra cá rsrs, como eu queria poder passar por essa experiência de novo, queria que cada ser humano passasse.
    Desde o momento que comecei a doar senti uma sensação diferente, algo assim muito bom que não consigo explicar até hoje, sei que é uma sensação muito boa de dar uma chance a alguém, mas vai além disso, estou com essa sensação até hoje, agradeço muito a todos, principalmente a Roberta, Sérgio e Helen e Manny Moises, os depoimentos de vocês me ajudaram muito, a gente acaba criando laços com as pessoas, temos algo em comum; Demos uma nova vida a alguém!

  152. Danielison disse:

    Bom dia!
    Meu agradecimento, hoje faz 4 meses que eu estava saindo para BH fazer a doação, tenho muitas saudades daqueles dias de expectativa, o pessoal do Redome ligando, enviando e-mais, eu entrando aqui no site toda hora ler os depoimentos, é inevitável pesquisar sobre esse assunto e o Google não”mandar” a gente pra cá rsrs, como eu queria poder passar por essa experiência de novo, queria que cada ser humano passasse.
    Desde o momento que comecei a doar senti uma sensação diferente, algo assim muito bom que não consigo explicar até hoje, sei que é uma sensação muito boa de dar uma chance a alguém, mas vai além disso, estou com essa sensação até hoje, agradeço muito a todos, principalmente a Roberta, Sérgio e Helen e Manny Moises, os depoimentos de vocês me ajudaram muito, a gente acaba criando laços com as pessoas, temos algo em comum; Demos uma nova vida a alguém!

  153. CLAUDIO MARCOS BARBOSA disse:

    Boa tarde ,

    Amigos(as) será que é normal a minha ansiedade para que achem logo alguém compatível ?
    Fiz a coleta á mais ou menos 1 mês e meio e estou muito ansioso para poder ajudar uma vida.
    Mas mesmo que não seja encontrado alguém compatível , espero que este meu pequeno gesto motive outras pessoas a doarem.

    Um forte abraço á todos

  154. ROBERTA disse:

    É normal. Eu também fiquei Rss. Mas o momento quem escolhe é o “cara lá de sim”. Certamente sua atitude irá inspirar outras pessoas.

  155. CLAUDIO MARCOS BARBOSA disse:

    Obrigado Roberta , creio que o cara lá de cima vai me abençoar e achar uma pessoa compatível.. Tenha um bom dia querida

  156. Bruno Gabriel disse:

    Olá pessoal, bom dia!

    Sou doador cadastrado no REDOME, desde julho de 2009. Em Julho deste ano, dia 19, recebi um contato do REDOME via telefone, comunicando sobre a possibilidade de compatibilidade junto a um paciente. Fiquei num misto de alegria e ansiedade. Fui informado de que entre 25 e 30 dias receberia um novo contato, porém já se passaram 40 dias e não soube de nada ainda e aguardo ansiosamente notícias. Penso no meu “anjo” todos os dias, imaginando como será o eu rosto, no que está fazendo… se é criança, homem, mulher, pai ou mãe, jovem ou idoso… Penso em todas as coisas que está sendo privado por causa da doença… E isso reforça a cada dia o meu desejo de ajudá-lo. Passei a cuidar da minha saúde melhor depois do contato, pois carrego agora a responsabilidade de um pai que sabe que alguém depende de mim pra sobreviver.
    Obrigado pelo depoimentos e por este espaço tão lindo. Me emocionei a cada post lido, ora fiquei ainda mais ansioso, ora mais tranquilo… Mas ao longo dos meus 27 anos não passei por nada que seja semelhante.

  157. CLAUDIO MARCOS BARBOSA disse:

    Bom dia ,

    Que bacana Bruno , eu me cadastrei como doador á apenas 02 meses e já estou ansioso e confiante , imagino você . Mas tudo é no tempo de Deus e acredito que só pelas nossas atitudes já somos merecedores de benção , pois não é uma decisão fácil , temos muitos medos e tabus.
    Mas fé em Deus que tudo vai dar certo e tenho certeza que logo logo encontraremos alguém que esteja precisando e que seja compatível conosco.

    Um forte abraços e linda sua atitude

  158. Taynah disse:

    Boa noite, pessoal! Sou cadastrada no Redome desde 2009 e recebi a primeira ligação de que existe a possibilidade de eu ser uma doadora compatível hoje. Fiquei muito animada, mas ao chegar em casa meu marido ficou muito temeroso, falando dos riscos envolvidos. Vim pesquisar mais sobre o assunto e fiquei muito aliviada, o blog me ajudou muito. Obrigada! Agora estou tentando controlar a ansiedade! Quero muito que dê certo e que eu possa voltar ao blog para contar como foi um sucesso minha doação!
    Parabéns a todos os doadores! Força e fé a todos os que buscam por um doador!

  159. ROBERTA disse:

    Que delícia receber a ligação do Redome. Se tiver alguma dúvida, pode me add no face. Eu doei medula em 2015. Super bjo. Roberta Sia Marsola

  160. Danielison disse:

    Parabéns!
    Semana passada me ligaram e era 021, já deu uma adrenalina rs…, já imaginei sendo o Redome me ligando para uma nova compatibilidade, ma infelizmente era engano, é raro alguém doar mais de uma vez mas já aconteceu com mais doadores, postei meu relato aí acima, foi tudo muito tranquilo e seguro.

  161. Taynah disse:

    Obrigada, Roberta e Danielison! Eu já havia lido o depoimento de vocês, me ajudaram muito! (eu não tenho face, pasmem!). Estou daquele jeito, com o celular colado em mim, olhando toda hora, esperando o telefonema do Hemorio para iniciar os exames de compatibilidade! Grande abraço, Taynah.

  162. Tâmila Rayane Lima disse:

    Olá,gostaria de saber se quando é compatível é necessário viajar até o paciente ou vai no “saquinho” congelada? 😬
    me perdoem pela falta de informação..

    • Danielison disse:

      Imagina rsrs, qualquer informação estamos aqui.
      Então, tudo depende da saúde e local do paciente, as vezes ele não está em condições de viajar longe, a disponibilidade centros que fazem transplante próximos, vagas…, no meu caso eu doei em BH, mesmo tendo hospitais não muito distantes aqui no meu estado que recebem doadores, antes de mim uma pessoa de BH viajou para doar em Natal, outros vão para Curitiba, então acredito que eles façam de uma maneira que seja mais fácil e rápida para quem está esperando a doação, visto que a doação é simples, agora quanto a ser congelado acredito que seja para locais muito distantes, como o caso de pessoas que doam, ou recebem de outros países.

  163. Bruno Gabriel disse:

    Nossa pessoal… desde o contato do redome anoiteço e amanheço com o celular nas mãos aguardando novas notícias! Ansiedade a mil!!!

    • Danielison disse:

      Puxa, é uma sensação indescritível, passei por isso entre fevereiro e março, recebi a ligação em 18/02 e dia 21/03 fiz os exames em BH e dia 13/04 já estava doando por punção, sinto saudades de cada momento, semana retrasada me ligaram e era 021, puxa a adrenalina foi a mil pois já imaginei que era do Redome e já me imaginei sendo compatível com mais alguém, mas infelizmente era apenas engano.
      Parabéns!

    • Karen disse:

      E ai ? Retornaram?

  164. ROBERTA disse:

    Claro. Add no zapzap (19) 9.9191-9174

  165. Fabia disse:

    Boa noite,recebi a melhor notícia da minha vida, sou compatível.
    Estou só a espera dos exames finais,vou doar por aférese,e ainda esse mês de setembro.
    Vou tomar uma medicação por cinco dias e a doação será outro estado, esses dias que antecedem fico no hospital?

  166. Bruno Gabriel disse:

    Oi Deise… é um prazer falar com vc! Estou vivendo um momento tão mágico… e este espaço é maravilhoso para vivenciarmos isso. A Roberta (post acima) tb me adiantou que demora por volta de 60 dias ou mais, hoje faz 43 dias que o REDOME me ligou, acredito estar ainda nas fases de confirmação. Como já disse, estou ansioso a espera de notícias! Você já passou pelo procedimento do transplante? Como está hoje?

    • Danielison disse:

      Uau…, devem estar agendando seus exames, exame de sangue, eletrocardiograma, algumas radiografias do tórax, e umas perguntas do médico, no meu caso fiz no mesmo hospital que doei, logo logo você já terá novidades então.
      Boa sorte!

  167. Deise Nais disse:

    Fabia e já tem previsao de quando irá doar? Bruno! eu ainda nao fiz, estou na fila do leito agora… aqui no Rio Grande do Sul somente um hospital faz o transplante nao aparentado, previsao de novembro! Louca pra fazer a me livrar, mas como sigo bem fisicamente faço tudo como se nao estivesse doente, só nao trabalho 🙂 Fico tao feliz de ver vcs doadores empolgados aqui! Sempre penso na minha doadora (só sei que é mulher), será que ela tb está ansiosa ?

    • Fabia Cristiane disse:

      Semana que vem vou fazer a visita ao hospital e fazer o eletro, falta só o REDOME confirmar o hospital, mas tudo indica que será João pessoa,e a doação ainda em setembro,segundo a Cláudia do REDOME

    • Danielison disse:

      Parabéns pela conquista Deise Nais, eu doei em abril em BH e foi para uma criança brasileira de 8 anos, é tudo o que sei, em nome de Jesus vai dar tudo certo!

  168. ROBERTA disse:

    Certamente a sua doadora também está contando os dias para o transplante. E fica pensando e rezando para vc (receptora). Como será que está? Será que se alimentou? Será que está no hospital? Etc, etc. É uma ligação muito forte. Sem contar os cuidados que nós doadores temos, para não se machucar, ficar doente, etc, para não adiar o transplante. Nunca tomei tantas precauções como na espera para doação. Afinal, eu tinha que estar ótima. E com a graça de Deus, deu tudo certo. Não me machuquei Rss.

    • Danielison disse:

      Puxa, achei que só eu tinha me preocupado com isso, quando o Redome me ligou em fevereiro estava uma epidemia de dengue aqui na minha cidade e cidades vizinhas, vários amigos meu com dengue, então eu evitava até sair muito de casa, qualquer sinal de mosquito eu tentava matar eles rsrs…, procurei me alimentar bem e comer verduras e frutas, meu maior medo era acontecer algo e não poder doar no momento e o paciente não poder esperar, mas valeu a pena nosso esforço.

      • Bruno Gabriel disse:

        Eu tb estou tomando o maior cuidado!!! Me alimentando melhor e evitando situações de risco… acreditem até as ultrapassagens no trânsito eu estou evitando kkkk, tudo pra preservar a minha integridade física e nada atrapalhe a doação!

  169. Fabia Cristiane disse:

    Aqui estou, muito triste,pois me ligaram e disseram que meu receptor está tratando uma infecção e o médico não pediu pra reagendar o transplante, ela me falou que o médico pode optar por outros tratamentos.
    Alguém pode me dizer,se quando o receptor não suporta e morre, se o REDOME dá essa informação?
    Não quero deixar esse meu sonho morrer, estava tudo certo pra viajar essa semana.

    • Danielison disse:

      Então Fabia, o tratamento que o paciente faz diminui muito a imunidade dele então é normal ele ter algumas infecções, as vezes o paciente pode estar muito fraco ou então ser muito arriscado o transplante no momento, então o médico pode tentar algum outro tratamento sim pelo menos no momento.
      Mas fique tranquila, você está fazendo a sua parte estando a disposição, quanto a avisar eles não avisam, eu quando doei me ligaram um mês depois perguntando como eu estava e avisando que a medula estava começando a”pegar”no receptor e já avisaram que só depois de um ano e meio que ligam de novo se o receptor estiver bem, acredito que façam isso para evitar a ansiedade das partes, eu para evitar em caso complicação que o doador se sinta culpado.

  170. Bruno Gabriel disse:

    Fabia vamos confiar… como a Roberta já citou, Deus não faz milagre pela metade! Intensifique suas orações por essa vida que em breve tudo dará certo!!! Hoje faz 49 dias do contato do redome, estou roendo os cotovelos de ansiedade aguardando o resposta da compatibilidade, mas tenho certeza de que Deus pra preparou o nosso dia!!!

  171. Bruno Gabriel disse:

    Fiquei muito triste hoje…
    Recebi, por e-mail, a informação de que a princípio não fui selecionado para a realização dos testes confirmatórios. Foi um balde de água fria! Mas, ainda sim, estou na torcida e em oração pelo paciente que necessita da medula, que ele possa encontrar uma medula 100% compatível e tenha sua saúde restaurada!

    • Danielison disse:

      Olha, mas você está fazendo a sua parte, e se for para você salvar alguém, que eu creio que você vai salvar, Deus sabe a hora certa, as vezes pode ser que tenham encontrado um doador com uma compatibilidade maior, eu me cadastrei em março de 2008, e sempre que eu vi na TV pessoas doadoras dando entrevistas, pessoas encontrando seus doadores eu me perguntava, e o meu dia nunca vai chegar?, mas esse dia chegou e era um tempo que eu não estava muito bem emocionalmente, e olha, essa noticia mudou a minha vida! Boa sorte.

  172. Lidia Maria disse:

    Recebi ontem (20/09/2016) uma ligação do REDOME. Confirmando meu cadastro e confirmando a minha intenção em doar medula óssea. E falaram de uma possível chance de se ser doadora. Meus olhos encheram de lágrimas…
    Não pediram pra eu coletar mais sangue, apenas pediram p eu aguardar mais ou menos por 2 meses pra que fosse realizado novos exames na amostra coletada (visitei o Hemoba em janeiro de 2015, sei disso pq postei uma foto no instagran e no facebook) pra saber se, de fato, terei compatibilidade suficiente.
    Assim como Bruno que deu o depoimento acima, estou bem esperançosa e já ansiosa pra que dê tudo certo. Até peguei o telefone do Redome e o nome de quem eu deveria procurar, caso eles demorem de ligar, ou eu não atenda a ligação por estar ocupada (eles sempre vão ligar de número desconhecido).
    É isso… queria apenas compartilhar minha experiência. Estou em oração pra que dê tudo certo!
    Bom encontrar um blog onde a gente troque nossas histórias!
    Abraço grande a todos!

    • Bruno Gabriel disse:

      Lidia, bom dia!
      É uma das melhores sensações… tudo o que vc for fazer agora vi ser pensando nisso. Infelizmente não tive a sorte de prosseguir, mas se Deus permitir vc irá até o final. Cuide-se pois alguém precisa de você!

    • Danielison disse:

      Que legal, cada relato desses que leio me enche de esperança, por que é uma pessoa a mais que está doente e tem uma nova chance, tenho saudade da minha doação, recebi a ligação em fevereiro e doei em abril, o Redome só liga restrito mesmo, a primeira vez que ligaram eu demorei atender rsrs, mas depois eles pedem algum email que a gente use direto e é tudo passado por lá, e qualquer dúvida eles respondem rápido.
      Que Deus te abençoe, e vai dar tudo certo!

  173. Rafael Fiuza disse:

    Boa noite! Me ligaram hoje falando que meu sou compativel para doar! Fiquei em choque porem muito feliz! Espero que a compatibilidade de 100% pois quero muito doar!!

  174. Patrícia Matos disse:

    Fui informada que possivelmente sou compatível com alguém que precisa 🙏🏻🙏🏻, hoje mesmo fiz coleta de 3 amostras de sangue para confirmar a compatibilidade. Apenas tenho algumas dúvidas, pois o receptor não é brasileiro. Em casos assim, como funciona o processo de doação, internação…?
    Gostei muito dos depoimentos que li!
    Vou aguardar os resultados e trarei notícias!

    • Danielison disse:

      Primeiramente parabéns pela sua atitude em se cadastrar, você já fez o papel mais importante de todo o processo.
      Eu acredito que você doará aqui no Brasil mesmo e sua medula irá em congelada até o país do receptor, você fará alguns exames clínicos que incluem exame de sangue, rádiografias, eletrocardiograma e o médico fará umas perguntas e você esclarecerá todas as suas dúvidas antes de assinar o temo de doação, no meu caso foi assim, e se caso você precisar viajar para outro país o que acho pouco provável, será tudo custeado pelo Redome e com direito a acompanhante.
      Doei dia 13 de abril em BH.

  175. Patricia disse:

    Muito obrigada por essas informações. É sempre bom saber da experiência do outro, até agora só recebi um e-mail pedindo q aguardasse o resultado dos exames de compatibilidade.

  176. Taynah disse:

    Bom dia, Danielison, bom dia, pessoal!
    Eu me enrolei e não consegui escrever aqui… 10 dias após a primeira ligação em 29/08, ou seja, no dia 12/09, me ligaram do INCA (no RJ) pedindo que eu comparecesse lá para novo exame de sangue, para melhor avaliar a compatibilidade (eu moro em Petrópolis/RJ). Eu compareci no dia 14/09 e fui muito bem recebida, todos muito atenciosos. Percebi que não é mesmo comum esse tipo de doação. Todos vinham me perguntar há quanto tempo eu havia me cadastrado, etc.
    Desde então vivo ansiosa pela resposta. Hoje liguei para o Redome e me disseram que o prazo é de 2 meses para essa análise (a contar da data do ovo exame) e que eu só receberei retorno se for compatível. Após os 2 meses (ali por volta de 14/11), se eu não receber resposta é porque provavelmente não houve compatibilidade, ou optaram por outra alternativa…
    Torço pelo melhor para essa pessoa que está nessa luta, toda noite ao rezar para o ‘papai do céu’ junto com meu filho de 2 anos, peço por ela.

    • Patrícia disse:

      Também estou na mesma situação, Taynah. Tem 3 semanas que fiz as coletas de sangue. Agora fico na expectativa do novo contato, e torcendo para que o melhor aconteça!

    • Danielison disse:

      Com certeza Taynah, mas você fez a sua parte, talvez podem ter optado por um outro tratamento, ou a pessoa pode não estar em condições de fazer o transplante no momento, ou então um doador com compatibilidade maior, mas enfim, o que importa é que você está fazendo a sua parte e está a disposição.

  177. CLAUDIO MARCOS BARBOSA disse:

    Bom dia ,

    Prezada Taynah , só pela sua atitude você já é uma pessoa abençoada . Eu me cadastrei este ano e vivo na ansiedade e expectativa de uma ligação também . Tenho certeza que um dia seremos agraciados e saiba que já me sinto uma pessoa melhor por ter tomado a atitude de me cadastrar e creio que tu também se sentes assim . Parabéns pela atitude e tenho certeza que tudo será no tempo de Deus e você será ainda mais abençoada pois vai dar tudo certo.

    Abraços e boa sorte

  178. Bom dia, me chamo Antônio Márcio, sou doador desde 2007 e mês passado o REDOME, me ligou informando ter alguém compatível, fiquei muuuuuuito feliz, fui ao humor entro de porto Velho a umas 2 ou três semanas, coletar o sangue pra confirmar a compatibilidade, ontem me ligaram confirmando a compatibilidade. Dia 23 ou 24 de novembr viajo para natal para fazer os exames pré cirúrgicos e a entrevista, estando tudo certo farei a retirada da medula no dia 13 de dezembro. Estou muito feliz por ser doador, só tenho a agradecer a Deus por tamanha felicidade.

    • Antônio Márcio disse:

      ACREDITO QUE TÃO GRANDE QUANTO SERÁ A ALEGRIA QUE O PACIENTE E SUA FAMÍLIA TEVE POR ACHAR ALGUÉM COMPATÍVEL PARA DOAR É A MINHA ALEGRIA EM PODER DOAR, EM PODER SER AGRACIADO COM A BENÇÃO DE AJUDAR ALGUÉM. OBRIGADO AO RECEPTOR POR VC EXISTIR E SE ALGUM DIA EU PUDER CONHECÊ-LO GOSTARIA MUITO DE AGRADECER A ELE, QUERO QUE ELE SAIBA QUE ELE TAMBÉM ESTÁ ME AJUDANDO MUITO SIMPLESMENTE PELO FATO DE SER COMPATÍVEL COMIGO. MUITO OBRIGADO, MEU MAIS NOVO FILHO SECRETO!!!!!!!!

      • Danielison disse:

        Parabéns pela sua atitude, tenho muita saudade de quando doei em BH, moro em Angatuba/SP, a sensação de ter dado uma chance a alguém é algo maravilhoso.

    • Danielison disse:

      Não esqueça de relatar aqui, torcendo por você aqui e na expectativa também, parabéns.

  179. Sandra disse:

    Olá, boa noite, me chamo Sandra, moro em Foz do Iguaçu/PR e no dia 15/09/16 fiz uma doação de sangue para um colega que sofreu acidente de trânsito; Nesse momento atualizei meus dados no cadastro do REDOME pelo site mesmo. No final do mês de setembro me ligaram informando sobre uma possível compatibilidade e fizeram um questionário, perguntando se eu ainda tinha interesse na doação. Confesso que quase não consegui dormir aquela noite de tanta felicidade e achava que a doação iria acontecer em poucos dias rss. No dia 20/10/16 fui ao Hemonúcleo da minha cidade coletar nova amostra para a confirmação da compatibilidade e agora estou na expectativa se dará certo… Vejo que no relato acima, o processo do Antonio Marcio foi super rápido, porém também há aqueles bem longos em que os doadores ficam esperando e não vem resposta. Sinto no meu coração que vou conseguir fazer essa doação, tenho cuidado muito da saúde, da alimentação para que no grande dia esteja tudo certo… Se eu conseguir doar, volto para contar como foi… Adorei o espaço, a troca de experiências é fundamental para que percamos o medo e nos incentivemos a ajudar nosso próximo.

    • Antônio Márcio disse:

      boa noite Sandra, fiquei hiper feliz também, como se agora e eu estivesse ganhando mais um filho, uma felicidade que não consigo descrever. com Relação ao meu processo ter sido rápido, acredito que é devido as condições de saúde do paciente, quando me ligaram, me informaram que este já esta debilitado, por isso acredito que foi esse o motivo de ter sido tão rápido meu procedimento. Mas não desanime, tenha a certeza que vale a pena e seu maior premio será com certeza poder ajudar a salvar a vida de alguém.

    • Antônio Márcio disse:

      ah, só pra lembrar, o dia de meus exames foi antecipado para 10 de novembro de 2016. Que legal, estou contando os dias querendo que chegue logo pra doar e ajudar na cura de quem estar precisando e também para voltar logo para a lista do cadastro, quem sabe Deus não me dá a graça de poder doar para mais pessoas. ja falei pra meus amigos e familiares que tão logo eu possa doar novamente, estarei pronto, tantas vezes quantas aparecerem pessoas compatíveis. grande abraço e muito obrigado senhor meu deus pela graça de ser um doador compatível.

      • Danielison disse:

        Parabéns Antônio, recebi a primeira ligação dia 18 de fevereiro e doei dia 13 de abril por punção na bacia, um processo simples e tranquilo, fiquei conversando com a equipe no momento e no mesmo dia já estava me sentindo ótimo, a gente se sente uma pessoa muito melhor, a sensação de ter tido a chance de salvar alguém é indescritível, queria que cada ser humano tivesse esse privilégio que nós tivemos Antônio.
        Parabéns pela sua atitude!

    • Danielison disse:

      Parabéns Sandra, você já fez a sua parte que é o mais importante, agora é aguardar.

  180. Carlos Alberto plath disse:

    Oi boa noite, meu nome é Carlos e quero deixar o relato da minha doação de medula. Doando sangue a alguns anos atrás me perguntaram se eu queria me cadastrar como doador de medula, disse que sim e no final do ano de 2015 o redome entrou em contato comigo informando que havia auguem compatível fiz os exames necessários e no inicio de fevereiro de 2016 doei a minha medula para auguem que não conheço e nem sei se irei conhecer. Trabalhei 25 anos no Corpo de Bombeiros e me aposentei, atendi todo tipo de ocorrência e me emocionei com muitas mas jamais havia sentido emoção igual a que passei doando a minha medula, sou grato a Deus por ter me doado tamanha alegria…. Obrigadooo

  181. Bruno Gabriel disse:

    Oi pessoal, mesmo já tendo descartada a minha compatibilidade ainda acompanho com afinco esse blog e revivi cada dia que passei na expectativa da confirmação da compatibilidade. Na verdade quando vejo um telefone diferente me ligar ainda atendo com o frio na barriga na expectativa de alguém dizendo que houve um engano e que sou compatível sim. Ainda amo meu “par quase perfeito” da mesma forma e rezo todos os dias por ele(a). Completei 90 dias do primeiro contato e ainda no fundo, no fundo, tenho esperança de dar certo. Ainda não morreu a expectativa de mim.

    • Danielison disse:

      Parabéns pela sua atitude, você está fazendo a sua parte e na hora certa o seu par vai aparecer, me cadastrei em março de 2008 e me ligaram em fevereiro desse ano.

  182. Renata disse:

    Boa noite
    Amei todos os comentários, pois estava anciosa e não sabia a quem recorrer, até achar vcs aqui rsrsrs. Sou cadastrada para doação de medula óssea desde 2011 e
    no dia 14/09 desse ano me ligaram do REDOME e disseram de uma possível compatibilidade, estou muito feliz. Achei que as coisas seriam mais rápidas, mas até agora 25/10 ninguém entrou em contato comigo nem para fazer a colheta para confirmar a compatibilidade nem para outra informação.
    De qualquer forma estou no aguardo, esperando com muita anciedade.
    Abraços a todos..

  183. MIlena disse:

    Bom dia pessoal!Sou cadastrada no REDOME desde 2008, ontem 25/10/16 me ligaram falando sobre uma pssivel compatibilidade, mas não marcaram nenhum exame nem nada, é normal?? Normalmente encontram mais q um doador compativel??

    • Michele disse:

      Olá! Comigo aconteceu o mesmo, no dia 01/11 uma funcionária do REDOME me ligou q falou q havia uma possível compatibilidade fez uma série de perguntas e, ao eu confirmar a minha vontade, ela né informou q o meu material seria encaminhado ao laboratório para testes apurados de compatibilidade e se se confirmar dentro de 2 meses eu receberia resposta, nas se negativo não iria haver retorno. Estou muito ansiosa, principalmente pq não disseram nada sobre coleta de material para teste confirmatório. Por favor, digam se isso é o procedimento padrão, estou muito envolvida emocionalmente, quero muito isso

      • Danielison disse:

        Olha, eu recebi essa ligação dia 18/02 e já no dia 22/02 esta indo no Hemocentro tirar sangue para confirmação, fiz o exames dia 21/03 e dia 13/04 estava doando medula em BH, acredito que retornem sim, desde já parabéns pela decisão!

      • Boa noite Michele, só de vc se escrever e ser uma possível doadora já é uma bênção de deus.

      • Renata disse:

        Boa noite…comigo aconteceu a mesma coisa, hoje 17/11 liguei no REDOME e me disseram que não pediram novos exames pq aproveitaram de uma doação de sangue que havia feito a pouco tempo. Perguntei como estava o andamento e me disseram que eles mandaram a compatibilidade para o médico do paciente e que o paciente não estava bem para o transplante…por isso que ainda não me retornaram.
        Abraços. ..

      • João Paulo disse:

        Michele, comigo aconteceu a mesma coisa. Ligaram para a casa dos meus pais no dia 11/11, mas eu estava viajando. Liguei para o Redome no dia 15/11 e perguntaram se eu ainda tinha interesse em ser doador, já que meu cadastro foi feito há 12 anos atrás, em 2004. Falei que sim e me fizeram várias perguntas e atualizaram meus dados. A atendente disse que iriam fazer novos exames, mas não pediu para que eu fosse no hospital coletar outras amostras de sangue. Achei estranho, pois os relatos que li aqui no site falam que após este primeiro telefonema é solicitado que o potencial doador vá até o banco de sangue para coletar mais material para qu sejam realizados novos exames de compatibilidade. Bom, de qualquer forma, segundo a atendente, irão entrar em contato comigo novamente caso os demais testes deem positivo. Vou esperar mais algum tempo e caso não entrem em contato comigo, pretendo ligar para o Redome para pedir informações.

  184. Boa noite mas uma vez, estou muito feliz, cheguei ontem e viagem, fui fazer os exames. Como é regra, não sei quem vai receber, só sei que é uma criança por causa do peso. Mas aconteceu algo quando estava na sala esperando pra fazer a coleta de sangue, uma criança de uns dois anos mais ou menos quase sem cabelo de máscara me tocou nas costas e me chamou de pai, na hora achei normal pois estava com a blusa da mesma cor que o pai dela. Continuei observando a garota na é ela apesar de doente, não parava até que em um dado momento ela subiu em uma balança e vi que ela pesava 12,5kg. Passou o tempo fiz a coleta e em seguida fui pra entrevista com a enfermeira, foi quando recebi a notícia que o (a) paciente pesa 12, onde se deduz ser uma criança e que naquele dia a paciente também estaria fazendo os exames pra receber a medula óssea. Na mesma hora lembrei da garotinha, muita coincidência, 12 kg, e estaria fazendo exames no mesmo dia. Muita coincidência menininha estar lá, pesar 12 km, no mesmo dia que eu. Fiquei muito emocionado, não sei se é ela mesma nem procurei saber. Assinei um termo de compromisso e vou cumprir, mas fiquei muito emocionado com a possibilidade de ser aquela menininha a Receptora da minha medula. Detalhe, o hospital que fui, coleta a medula e faz o emplante no paciente. Fica o relato de um doador muito feliz

  185. Mal disse:

    Me cadastrei no sistema muito recentemente. Ao acaso, vim parar aqui, pesquisando sobre a experiência de doadores e receptores. Nossa, quanto mais a vida parece sem sentido, mais essas experiências parecem fazer todo o sentido do mundo.
    Com sorte, serei compatível com alguém. Seria uma experiência que faria muito sentido em um mundo tão absurdo.

    Sem falar que ler as experiências das demais pessoas me deixa tão contente, haha

  186. CLAUDIO MARCOS BARBOSA disse:

    Mal , bom dia , Meu sentimento é o mesmo

    Mal posso esperar pela telefonema que tenho certeza mudará pra sempre minha vida.A ansiedade toma conta de mim sempre meu telefone toca , quero muuito que Deus ajude a encontrar uma pessoa compativél . Mas á me sinto abençoado pelo simples fato de ter tomado a atitude de se cadastrar e querer fazer a diferença na vida de outra pessoa.
    Parabéns pela atitude e fique com Deus

  187. LETÍCIA CHAGAS disse:

    Boa tarde!
    Recebi uma ligação no meu trabalho do REDOME mas estava em férias, hoje retornei e verifiquei o bilhete na minha mesa, retornei de imediato. Eu nem sei como eles conseguiram me localizar pois passaram-se anos do meu primeiro cadastro, nem lembro que ano foi, e não lembrei de atualizar com o passar dos anos, só sei que na época ainda não trabalhava onde trabalho hoje e foi para onde ligaram, assim, cheia de expectativa, imagino que deve ser muito compatível comigo o possível receptor para que eles tenham tentando todos os meios de me localizar inclusive descobrindo onde eu trabalho para o contato. No entanto, a moça do que atendeu, fez o questionário padrão e confirmou se eu ainda tinha interesse em doar mas disse que só daria retorno daqui um mês e meio!!! Isso é muito tempo para quem está aguardando, imagino. Ah, e também não pediu nenhum outro exame complementar, daí já fico imaginando que depois para os novos exames serão mais alguns meses para o resultado. Pelo que vi aqui é tudo assim mesmo. Gostei do blog e colocarei aqui cada passo que darei rumo a ajudar salvar uma vida.

    • Karen disse:

      Ligaram para mim no dia 02/01. Me falaram que sou compatível com alguém, e se ainda tinha interesse em doar, se minha religião atrapalharia… É o que mais quero !!! Contudo não me mandaram fazer novos exames,

    • Karen disse:

      LETÍCIA CHAGAS nos mantenha informados !!! Estou tão ansiosa que durmo e acordo pensando nisso !

      • LETÍCIA CHAGAS disse:

        Então Karen, quem sabe se trata inclusive do mesmo paciente, não é mesmo? Pela proximidade das datas. Eu retornei a ligação e me informaram que haviam entrado em contato com mais pessoas possíveis doadores. A moça que me atendeu a primeira vez atualizou meu cadastro e só, nem me deu bola, rsrsrs. Outro dia outra moça ligou me pedindo informações complementares de peso, altura, estado que resido e só. Esta, mais atenciosa, perguntou se eu tinha alguma dúvida. Aí que perguntei quanto a compatibilidade, ela falou que sistema busca pessoas que tenham um mínimo de 50 por cento de compatibilidade para possíveis novos testes. Perguntei também quanto a fazer novos exames ela disse que primeiramente é feito apenas com aquela amostrinha que fizemos para o cadastro, se necessário uma quantidade maior, o hemocentro entraria em contato. Informou ainda que dentro de em torno de 1 mês e meio fariam novo contato, e que se eu quisesse saber alguma nova informação era para ligar daqui uns 15 dias, por lógico eu ligarei e contarei aqui também. Questionei o tempo de demora, (até parece que eu que iria receber rsrsrs) ela disse que depende de muitas coisas, a principal é o estado do paciente, preparo, etc… Enfim ficou de fazer novo contato. A nós o que resta é esperar e rezar para que tudo dê certo. Se quiser me add no facebook Letícia Chagas – Santo Ângelo. Conta um pouco mais do que te disseram tb fiquei ansiosa por mais detalhes.

    • Karen disse:

      LETÍCIA CHAGAS eu sou a diferentona que não possue Facebook rsrs, então, achei a atendente meio fria, e na hora que ela me falou que eu era compatível eu fiquei muito emocionada !!! Comecei a chorar, e olha que nem me lembrava mais que tinha me cadastrado como doadora de medula ! A emoção foi tão grande que nem me lembrei de fazer mais perguntas, e mandou eu aguardar entre um mês ou um mês meio, mas estou sofrendo de ansiedade rsrs, até parece que a receptora serei eu ! Ja rezei tanto pedidndo a Deus que eu possa ajudar, e que ainda seja a tempo, mas que seja feita a vontade dele 👼! Mas não me pediram exames, perguntou se eu tinha alergia ( eu tenho a poeira ) peso,tipo sanguíneo !!

  188. Ana disse:

    Boa tarde, meu filho se cadastrou e foi chamado, ligaram e agora enviaram um telegrama. Pediram para ele fazem mais alguns exames daqui a 10 dias, ele se cadastrou já tem mais de um ano, nesse tempo ele viu alguns relatos e um foi de uma mulher que doou e veio a falecer algum depois, agora ele está com medo e eu também. Não sabem o que aconteceu, será que pode ter sido a anestesia geral? Alguém sabe me dizer algo?

    • Olá Ana, tudo bem? Sobre esse assunto tem um comentário nosso feito no dia 27 de Abril de 2014 explicando o que aconteceu. Depois dessa ocorrência não tivemos informações de outros problemas como esse.

    • Danielison disse:

      Primeiramente parabéns ao seu filho, tem meu relato acima, esse vídeo da moça que morreu foi erro médico, não tem nada a ver com a doação de medula e sim com o erro do médico no procedimento de por o catéter perfurando várias vezes a artéria próxima ao coração, e o Redome já deu um parecer sobre o caso e o médico foi condenado, não há perigo nenhum!
      Se ele doar por punção na bacia que é o mais comum e foi o meu caso, a anestesia geral hoje em dia é muito segura, e tem médicos que optam por ela, até por que tem pessoas que ficam ansiosas durante o procedimento, ou mesmo só de estar em um contro cirúrgico, então é mais tranquilo para a equipe e para o doador, no meu caso o médico que fez minha aspiração indicou a anestesia geral, mas eu pedi que fosse a raquimedular(da cintura para baixo), por que muitos doadores que eu conversei usaram essa e alguns doaram acordados (não curto muito essa de ficar dormindo rs..) aí mudaram o procedimento, doei acordado conversando com a equipe e sem dor nenhuma mesmo após a anestesia já ter voltado, estamos felizes pelo seu filho e logo conte-nos como foi.

  189. Fabiana Freire disse:

    Olá . Gostaria de saber mais, pois tenho uma pessoa na família está está precisando de doação, eu posso fazer o teste e doar direto para ela caso eu seja compatível?

    • Ola Fabiana, geralmente os testes de compatibilidade são feitos somente com os parentes de primeiro grau (pai, mãe, irmãos, filhos, filhas)onde apresentam maiores chances de compatibilidade direta. Agora você pode se cadastrar no banco mundial como doadora de medula, e dessa forma seus dados serão cruzados com diversos pacientes que poderão ter a chance de encontrar um doador compatível. Se tiver outras duvidas, procure o campo “Informações sobre Doação de Medula Óssea” aqui no blog para saber mais.

    • Danielison disse:

      Sou doador cadastrado e estou a disposição se for compatível, se a compatibilidade não for encontrada entre parentes aí o médico recorre ao cadastro nacional (Redome) ou até a bancos de outro lugares do mundo, graças a Deus já somos quase 4 milhões de doadores só no Brasil, desejo boa sorte ao seu familiar e que ele encontre seu doador o mais rápido possível!

  190. renata bego disse:

    Boa noite. Vou ser doadora de medula ossea por meio de aferese. A doação vai ser dia 14/02/2017, confesso que estou ficando com um pouco de medo.
    Alguém já fez por meio de aferese?
    Assim como alguns, pesquisei e vi que uma doadora acabou falecendo. O cateter é usado nesse tipo de procedimento?

    Obrigada!

    • Olá Renata! Tudo bom? A doação por aférese é super segura e se parece com o procedimento de doação de plaquetas, essa doação é feita através de veia periférica não trazendo nenhum risco ao doador. O uso de cateter é exclusivo para casos especiais, dificilmente será o seu caso pois se fosse você já teria sido informada. Se você tiver mais duvidas, fique a vontade para perguntar. E ficaríamos contentes em ter seu relato aqui no nosso blog após a sua doação. Uma boa semana!

    • Danielison disse:

      Parabéns pela sua decisão e disponibilidade, meu relato de doador está aí nos depoimentos acima, doei por punção na bacia e foi tranquilo, quanto a esse vídeo que você comentou, realmente assusta, mas foi o único caso de morte por esse procedimento no mundo, e a morte da paciente não teve nada a ver com a doação por aférese e sim por erro médico, o Redome publicou um nota sobre isso no site e o médico já foi condenado, fique tranquila.
      Dia 18 de fevereiro agora faz um ano da minha primeira ligação que recebi e dia 13 de abril fará um ano da minha doação, como tenho saudades daqueles dias e gostaria muito de poder faze-lo de novo, mas doar mais de uma vez é muito raro, desejo que cada ser humano passe por essa experiência, parabéns!

  191. renata bego disse:

    Muito obrigada!
    Assim que eu fizer a doação volto pra contar pra vocês.

  192. Ana Carolina Langner da Silva disse:

    Oi,meu nome é Ana,não sou doadora,mas recebi uma medulinha ❤
    Fiz o transplante de medula óssea dia 31 de março de 2010, sou portadora de anemia de fancone, e meu desejo é conhecer o serumaninho maravilhoso que me doou, infelizmente não sei quem é, vou fazer 7 anos de transplante agora em março de 2017
    E meu presente seria ter algum contacto do doador, saibam que fiquei muito feliz em ler tantos relatos ❤ e agradecer por salvarem vidinhas assim como a minha foi salva.

  193. Renata Bego disse:

    🌸 Informação é TUDO! 🌸
    Dia 14/02/2017 foi um dia, sem dúvida, muito especial pra mim, e assim como a maioria das pessoas, eu não sabia nada sobre medula óssea, morria de medo de injeção, agulha, hospital… Inclusive vim parar aqui nesse blog atrás de informações pois estava morrendo de medo.
    A minha coleta foi feita pela veia, realizada pela máquina de aférese. Eu recebi um medicamento por 5 dias que estimula a multiplicação das células-mãe. Essas células migram da medula para as veias e são filtradas. O processo de filtração dura em média 4 horas, até que se obtenha o número adequado de células.
    O procedimento começou 8:00, não senti nenhuma dor, e 13:00 já estava liberada pra ir embora.
    Pra quem acha esse ato lindo, mas que por algum motivo ainda não se cadastraram para serem doadores por falta de informação ou medo, vai sem medo por que a sensação de salvar uma vida é indescritível!
    Afinal, a chance de achar um doador é de 1 a cada 100 mil pessoas no mundo! Por isso é tão importante se cadastrar. Por isso, se você foi chamado, você é muito especial!
    Qualquer duvida, estou a disposição pra conversar com cada um contando um pouco da minha experiência como doadora voluntaria.
    Ser doador de medula óssea é dar sentido ao ditado, fazer o bem sem olhar a quem!
    Dia 14/02 nunca mais será um dia qualquer pra mim! 💙

    #doemedula #redome #doevida

    • Olá Renata!
      Ficamos felizes com o seu depoimento, ainda mais por se tratar de um procedimento por Aférese que apesar de ser um método bastante comum de doação é pouco divulgado. Temos a certeza de que as poucas dores que você deve ter sentido, não sobrepõe em nada a alegria de dar a chance de vida para o paciente do outro lado.
      Parabéns pela sua atitude!

    • Anick disse:

      Quem decide a forma como a medula será colhida? Como doadora, eu posso falar q quero aférese e não punção?
      Pq eu já tomei peridural e raquidiana e não gostaria de tomar esse tipo de anestesia novamente…pois passei mal com as duas…
      Então minha pergunta é: posso exigir doar por aférese???

      • Danielison disse:

        Então Anick, no meu caso eu pedi que fosse por aférese, o médico mandou a solicitação da minha preferência mas me avisou que já tinham pedido pra mim fazer por punção na bacia e não teve como mudar, acredito que dependa do tipo de doença do receptor, já a anestesia o médico queria dar uma geral mas eu pedi que mudassem para raquidiana, vários doadores que conversei usaram ela e alguns doaram acordados e foi tranquilo, pedi que não me sedassem também, aí eles me atenderam e foi tranquilo, no mesmo dia a tarde eu já estava caminhando e sem dor nenhuma.
        Mas tanto a sedação e a anestesia geral são muito seguras, isso foi uma opção minha e me atenderam, é feito uma avaliação antes.

    • Renata, depois do procedimento você teve algum mal estar? Farei a minha doação dia 10/04, também por aférese.

  194. Farei a minha doação no dia 10/04 por aférese. Recebi a primeira ligação do REDOME dia 01/02 e chorei de emoção. Perdi minha irmã por leucemia em 2007 e infelizmente não deu tempo de fazer nada por ela. A alegria que estou sentindo por poder ajudar alguém é incalculável. Estou muito feliz e contando os dias pra fazer o procedimento.

  195. Guilherme disse:

    Boa noite

    Sou o Guilherme, tenho 34 anos de idade e sou doador voluntário cadastrado no REDOME há uns seis anos. Confesso que nem me lembrava mais, mas me telefonaram em dezembro de 2016 relatando a possível compatibilidade e deu-se continuidade ao processo. Moro no interior no estado do Rio d de Janeiro e foi solicitada a minha ida a São Paulo pra realização dos exames complementares e um mês depois estou eu aqui em SP novamente pra minha coleta, que será amanhã pela manhã (06/04/17) e será por aferese por opção da equipe médica q está cuidando do caso e portanto, estou aqui na companhia de minha mãe há uns cinco dias já, pois tive de fazer uso do filgastrin intra-muscular, que me gerou alguns efeitos colaterais tais como desconforto na lombar e bacia, além de dor de cabeça, mas q é algo bem tolerável é controlado com analgésicos. O que mais me surpreendeu nesse processo foi a mobilização tanto da equipe médica quanto do próprio REDOME, por ser um órgão sério e que não me gerou nenhum tipo de custo. No momento, imagino a expectativa e ansiedade do receptor neste momento, sabendo q amanhã ele se Deus quiser, nascerá de novo. Vim até aqui, sem nenhuma vontade de meritocracia ou o rótulo de bonzinho ou salvador, pois estou extremamente certo que estou fazendo o meu dever e somente isso. É o mínimo que devemos fazer. É indescritível a sensação deste ato. Jamais vou esquecer dos momentos que passei aqui em SP e levarei essa experiência para os meus filhos e pretendo divulgar pois existem muitas dúvidas a respeito e falta de informação.
    No mais parabenizo os autores desse blog.
    Forte abraço a todos.

  196. Danielison disse:

    Parabéns aos novos doadores, é uma experiência que transforma a vida da gente, nunca mais seremos o mesmo, queria muito que cada pessoa passasse por isso, agora dia 13/04 faz um ano da minha doação em BH, pra mim é como se fosse um segundo aniversário, pois dei uma nova chance a alguém, que a única coisa que sei é que foi uma criança de 8 anos.
    Eu gostaria de saber se eu já posso pelo menos saber como está essa criança hoje, alguém aqui já conheceu a pessoa que recebeu a medula?

  197. Flávia disse:

    Bom dia pessoal.
    Fiz meu cadastro no REDOME há uns 13 anos atras.
    Ontem me ligaram falando de uma possível compatibilidade com um paciente e que o hemocentro entraria em contato comigo para nova coleta de sangue.
    Colhi agora cedo o sangue e vou aguardar.
    Quero saber qual a probabilidade dessa segunda amostra ser incompatível com o paciente se a probabilidade de ser novamente compatível é maior ou não. Geralmente a segunda amostra se confirma essa compatibilidade?
    Fiquei sabendo que o paciente não é do Brasil. É pra exterior e caso se confirme a compatibilidade terei que ir ao pais de origem do paciente colher a medula, o que para mim não será nenhum impedimento já que quero ajudar.

    • Olá Flavia! Essa coleta que você fez hoje tem algumas finalidades, além de checar a compatibilidade final (mais detalhada) com o paciente, irão checar também a saúde do teu sangue, farão testes para verificar se não existe nenhum impedimento para a doação caso haja a confirmação de compatibilidade e possível doação.
      E mesmo que o paciente seja de fora do Brasil, a coleta de medula é realizada em um centro próximo a sua residência, se for necessário o seu deslocamento até este centro todos os custos serão cobertos. Se tiver mais duvidas sinta-se a vontade para perguntar. Uma boa semana!!!

  198. Larissa disse:

    Dia 25/11/2016 me cadastrei p doar medula. E dia 26 de fevereiro de 2017 me ligaram dizendo qe eu era compativel p doar.. entao fiz varios exames e em maio fiz a coleta e so em novembro desse ano vou poder conhecer a minha vida dps de 18 meses

  199. Oi Larissa, ficamos com duvidas em relação as datas. Você se cadastrou em Nov/2016 e já coletou em Fevereiro deste ano? Qual tipo de doação foi a sua? Foi tudo tranquilo? Sobre conhecer o paciente é isso mesmo que você falou, depois de 18 meses pode haver o encontro desde que haja o interesse dos dois lados.

  200. Aline A disse:

    Gentee alguém podee me dizer sobre os custo, tipo, a gente que precisa arcar como os custos de viagem e hospedagem, pois moro no interior e não tem hospital do tipo de recurso por perto, eu teria eu teria que ir para uma cidadee grandee

    • Oi Aline. Em casos onde o doador tem que viajar, o SUS arca com todas as despesas como transporte, alimentação e estadia se necessário. No momento adequado, a equipe que esta avaliando o doador passa essas informações de cobertura de despesas e seus limites.

    • Danielison disse:

      Como o Sergio e Helen disse, é tudo por conta do SUS e ainda podemos levar um acompanhante, eu viajei do sul de SP até BH, 780 KM e ainda reservaram um hotel próximo ao hospital, se for o caso de ir de avião eles providenciam também.

  201. GLAUCIO ALVARES disse:

    Bom dia! Minha doação está marcada para o próximo dia 23. Vai ser por aférese, mas como a possibilidade de ser via cateter. Estou um pouco ansioso. Alguém que doou por aférese pode me contar como foi?

    • Olá Glaucio! Fazendo um pesquisa (Ctrl+F) no navegador pela palavra “aferese” (sem acento mesmo) descobrirá algumas pessoas que já doaram por este método. A sua doação acontece amanhã dia 23 ou 23/junho? Em qual cidade acontecerá o procedimento? A ansiedade que você relata estar sentindo é normal, pois passará por algo novo em sua vida. Mas temos a certeza de que após realizado você terá uma sensação de prazer muito maior por ter dado a chance de alguém sobreviver com a tua medula. E se serve de conforto, muitos doadores aqui já relataram a preferência da doação por aférese ao invés da punção. Uma boa semana!

      • GLAUCIO ALVARES disse:

        Amanhã, dia 23.05.2017. O procedimento será no Rio de Janeiro, no INCA. Estou ansioso pois o acesso venoso foi considerado regular, de modo que, mesmo com a possibilidade da veia não suportar, os médicos optaram por fazer a aférese, tendo como “plano B” a colocação de cateter.

      • Você já doou plaqueta alguma vez?

  202. GLAUCIO ALVARES disse:

    Nunca doei.

    • O procedimento da doação de plaqueta é bastante parecido com a doação de medula por aférese. Mas neste caso é importante saber que você está em um dos centros mais importantes e experientes quanto a este procedimento. Estaremos aqui em pensamento com você e esperamos em breve ter o seu relato. Uma boa doação!!!

  203. GLAUCIO ALVARES disse:

    A doação ocorreu ontem. Muito mais simples do que eu imaginei. Ontem mesmo eu já estava em casa, super bem!

  204. Renata disse:

    Li todos os relatos e senti mais segurança em passar por todo o procedimento de doação. Recebi uma ligação do REDOME, me informando que sou compatível com um receptor. Farei os exames de laboratório, eletro, raio x e outros que forem necessários no dia 01/06 e a doação está agendada dia 21/06, no INCA, aqui no Rio de Janeiro mesmo. Queria ser liberada no mesmo dia, mas acho que terei que passar uma noite lá. Me informaram que será por punção lombar. Tenho um pouco de medo da anestesia mas isso não me impedirá de fazer a doação. É uma alegria muito grande poder salvar uma vida. Vai dar tudo certo! Estou imensamente feliz!

    • Renata, realmente quando feita por punção você precisa ficar em observação por um tempo mais longo. Mas isso é super normal!!! Continue firme aí, e vamos ficar esperando o relato da sua experiência… Bom final de semana!

      • Renata disse:

        Obrigada pela força! Depois do procedimento eu digo a vcs como foi a experiência. Bom final de semana!

      • Renata disse:

        Tá chegando o dia da minha doação. Será na próxima quarta, dia 21/06. Estou ansiosa demais, contando as horas e torcendo de todo coração para que tudo dê certo.

      • Danielison disse:

        Parabéns Renata, sua doação é amanhã, se caso ler essa mensagem a tempo fique tranquila, eu doei por punção lombar e anestesia raquidiana, o mínimo que senti quando aplicaram a anestesia foi como se um pelinho fosse puxado das costas, ia ser anestesia geral mas eu pedi pra mudar, e pedi pra não ser sedado também e lembro de todo o processo, tranquilo, sem dor nenhuma e conversando com a equipe, tive alta outro dia de manhã menos de 24 horas depois da doação, mesmo que seja anestesia geral é tudo seguro também, qualquer procedimento que se faça em um hospital tem que ficar por segurança, e você está no INCA que é um instituto com tecnologia de ponta.

  205. Olá pessoal, quero muito me cadastrar, mas dá um frio na barriga daquilo que é desconhecido pra gente… meu medo é a anestesia, onde dão a anestesia? a gente sente algo durante o procedimento?

    • Danielison disse:

      Bom dia!
      Olha eu fiz uso da anestesia raquidiana, que é dada na coluna entre as vértebras em uma membrana que temos um líquido na espinha, as pessoas tem medo de ser algo com medula espinhal mas não tem nada a ver, olha eu só senti como se tivesse puxado um pelinho das costas, durante a aplicação foi tudo tranquilo e conversando com a equipe, depois de alguns minutos eu senti um leve peso e formigamento nas pernas e logo amorteceu tudo da barriga para baixo, e começaram o procedimento, não senti nada, fiquei acordado e consciente, e conversando com a equipe, lembro de cada detalhe, depois da doação fiquei em uma salinha em observação com outras pessoas, monitorando batimentos cardíacos e a pressão, é um procedimento comum no hospital e logo que alguns movimentos estavam voltando e eu já erguia as pernas, fui levado para o quarto, e em torno de umas 4 horas depois já estava sentindo normalmente as pernas, me sentei na cama e caminhei normalmente, não senti nenhuma dor.
      No primeiro dia de consulta para os exames, percebi que o médico queria me dar uma anestesia geral mas eu pedi a ele que mudasse para a raquidiana se possível, por que muitos doadores que li depoimentos usaram ela, e pedi pra não dormir durante o procedimento também, ele ficou meio inseguro comigo rs, mas mudou o procedimento, talvez eles tenham algum receio do doador desistir, então talvez por isso ele quisesse que eu dormisse, mas independente disso tanto a anestesia geral como a raquidiana são muito seguras hoje e é tudo feito em centro cirúrgico por segurança, tem pessoas que preferem dormir e não ver nada, nada é feito sem o consentimento do doador.

  206. Pedro Luis de Medeiros disse:

    eu me cadastrei em 2013 no hospital de clinicas em curitiba para ver se minha medula era compatível com a do meu irmão; mas ele não resistiu ao câncer e, nunca soube se minha
    medula é compatível para salvar alguém.

  207. Michele Oliveira disse:

    queria muito me cadastrar, mas no momento do cadastro para doacao de sangue a atendente do hemonúcleo me disse que o site estava fora do ar e que nao daria para fazer o cadastro,nisso durante a parte da conversa com o enfermeiro para doacao de sangue e preenchimento daqueles questionarios voltei la duas vezes perguntar se o dite tinha voltado, pois logo faria a doacao de sangue e depois nao coletariam mais, a atendente nem tinha tentado entrar, nem me deu atençao, achei que faltou interesse dela , uma pessoa que esta ali para dar informaçao mas que talvez nao pense que o meu cadastro poderia fazer a diferença pra alguem, quem sabe na próxima vez de certo, pq imagina a pessoa deixar de receber a medula pq o site estava fora do ar para fazer o cadastro 😦 .

    • Patrick disse:

      Oi Michele,

      Não desanime, pense que pode ter alguém que precisa muito de sua ajuda, pense que uma família inteira pode estar rezando nesse momento para que possa aparecer um doador compatível, que pode ser você!. Eu me cadastrei em agosto do ano passado e torço muito para que um dia apareça alguém compatível comigo. Quero muito poder ajudar.

      Sucesso e fica com Deus!

    • Danielison disse:

      Primeiramente parabéns pela sua atitude e disponibilidade, eu me cadastrei em 2008 e doei ano passado, tem meu depoimento aí acima, que tudo de certo e o site normalize.

    • Danielison disse:

      Primeiramente parabéns pela sua atitude e disponibilidade, eu me cadastrei em 2008 e doei ano passado, tem meu depoimento aí acima, que tudo de certo e o site normalize

  208. Marcos disse:

    Boa noite amigos, eu fiz o cadastro como doador de medula óssea em 2014, no mês de abril desse ano (2017) recebi uma ligação do Redome dizendo que minha medula tinha uma alta probabilidade de ser compatível com uma pessoa que tinha necessidade do transplante, perguntando se eu ainda tinha interesse de ser doador, claro que respondi que sim, me pediram autorização pra fazer novos exames com o sangue que já tinha no meu cadastro e retornariam a ligação. No começo do mês de Junho recebi a ligação onde me informaram que a compatibilidade aumentou e marcaram pra eu fazer novos exames no hospital do câncer de Barretos, onde realizei no dia 16/06, foi tirado duas ampolas. Estou muito ansioso para que tudo dê certo e logo possa fazer a doação para essa pessoa que depende de mim nesse momento. Gostaria de saber a possibilidade de continuar a compatibilidade ou não ? De quanto tempo vai demorar pra eles me retornarem com os resultados ? 🙏🏼

    • Olá Marcos, como te pediram novos exames a chance de compatibilidade é muito alta e em breve você deve receber noticias. Há casos onde o paciente encontra mais de um provável doador, e a equipe medica envolvida solicita exames mais detalhados para fazer a seleção da melhor possibilidade. Nos mantenha informado sobre seu processo. Uma boa semana!

  209. Beatriz Viana disse:

    Oi pessoal. Hoje faz exatamente uma semana que fiz a doação de medula óssea por punção.
    Recebi atestado de 10 dias. A recuperação está sendo super tranquila, só um desconforto na lombar suportável.
    Gostaria de compartilhar a minha história como doadora.
    e cadastrei no banco de doadores há mais de 7 anos e só agora o destino achou um receptor compatível.
    As chances do paciente encontrar um doador compatível são mínimas, em média, 1 a cada 100 mil.
    Desde que recebi o telegrama até a confirmação da compatibilidade o meu único pensamento era de poder salvar uma vida , ainda mais quando soube que se tratava da vida de uma criança.
    Deus, com a interseção da minha mãe (o chuveiro do banheiro que era dela aberto no apartamento trancado para que pegasse o telegrama) me reservou essa missão . O medo me veio, mas a vontade em ajudar o próximo foi bem maior e hoje não me lembro de algo mais nobre ou grandioso que eu tenha feito em toda a minha vida.
    Fiz uma bateria de exames até o dia da doação, que foi um sucesso.
    Continuo pedindo à Deus para que ocorra tudo bem com a criança, desde as quimioterapias até o recepção da minha medula e que daqui a 1 ano e 6 meses possamos nos encontrar cheios de vida e estórias pra contar.
    É através dessa experiência que eu incentivo todos a se cadastrarem no banco de doadores de medula óssea e, caso tenham a sorte que eu tive, não deixem que o medo os impeçam de passar por essa experiência única. Agradecimento especial à Deus por me destinar a ser o milagre na vida de uma criança; ao REDOME, por não ter desistido de me encontrar; à equipe médica do Hospital Real Português de Recife; ao meu acompanhante e marido pelo incentivo e apoio e aos meus amigos que vibraram junto comigo do começo ao fim.

    • Que maravilha Beatriz!!! Seu depoimento demonstra mais uma vez o quão simples e grande pode ser o nosso ato de doar. Afinal de contas, alguns dias de sua recuperação, representa muito pouco frente a vida inteira que essa criança tem a chance de ter. Esperamos de coração que você a conheça e celebrem juntos a vida… Parabéns pelo seu ato!

    • Danielison disse:

      Parabéns, lindo testemunho!
      Me cadastrei em março de 2008 e me ligaram em fevereiro de 2016, como mantive o mesmo número de telefone e endereço foi fácil me localizar.
      Eu doei em abril do ano passado em BH e vai completar um ano e meio em outubro. sei que foi para uma criança de 8 anos, realmente é algo que muda nossas vidas para sempre, como eu queria ser compatível com alguém e poder dar de novo mas é algo raríssimo, embora tenham pessoas que doaram mais de uma vez, tenho até saudades de toda aquela viagem, conversa com médicos e toda aquela rotina sabendo que era pra salvar alguém, tive alta com menos de 24 horas depois da doação e o mínimo que senti foi uma dorzinha que parecia ser uma dor muscular mas não me atrapalhava em nada e nem precisei de remédio pra dor, em torno de 4 dias depois já não sentia mais nada.

  210. Rodrigo Piovezan disse:

    Boa noite meu nome é Rodrigo Piovezan.
    A mais de 5 anos perdi meu MELHOR amigo de Câncer, ele lutou por mais de 5anos pra viver, ele amava a vida seu nome era Ezequiel nosso Eterno ZICO, desde então comecei a doar sangue pensando em ajudar outros melhores amigos a não perderem seus amigos como aconteceu comigo, em no dia 17 de junho 2017 sexta feira, tendo sempre como símbolo de coragem o ZICO decidi ser um doador de medula, então fiz o cadastro no Hemosc em Chapeco… NUNCA TIVE TANTA CERTEZA EM QUE VOU PODER AJUDAR ALGUÉM… Não quero que algo tão triste como peder o melhor amigo aconteça com alguém porque simplismente não encontraram um doador de medula.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s